PUBLICIDADE

mundo

Aeroporto do Afeganist√£o reabre para chegada de voos humanit√°rios

A pista do aeroporto de Cabul foi reparada e j√° consegue receber voos humanit√°rios, anunciou o embaixador do Qatar no Afeganist√£o, citado pela Al Jazeera. De acordo com o diplomata, os trabalhos foram feitos por uma equipe t√©cnica do Qatar ‚Äúem coopera√ß√£o com as autoridades do Afeganist√£o‚ÄĚ.

O secret√°rio de Estado norte-americano, Antony Blinken, vai no in√≠cio da semana ao Qatar, onde est√£o refugiados muitos afeg√£os. A Organiza√ß√£o das Na√ß√Ķes Unidas (ONU) vai reunir-se para debater a ajudar humanit√°ria ao Afeganist√£o.

Al√©m de voos humanit√°rios, o aeroporto de Cabul tamb√©m poder√° come√ßar a operar voos civis ‚Äúem breve‚ÄĚ e indica que j√° foram realizados dois voos internos, com destino √†s cidades de Mazar-i-Sharif e Kandahar.

O aeroporto esteve fechado desde o fim da ponte aérea entre Cabul e países ocidentais na passada segunda-feira, pondo fim a uma presença de 20 anos das forças americanas no Afeganistão.

Morreram pelo menos 17 pessoas durante celebra√ß√Ķes com tiros para o ar, o que motivou uma declara√ß√£o do porta-voz talib√£ no Twitter. ‚ÄúEvitem disparar para o ar e, em vez disso, agrade√ßam a Deus. As balas podem ferir civis, por isso n√£o as disparem desnecessariamente‚ÄĚ, escreveu Zabihullah Mujahid.

Os talib√£s tamb√©m declaram ter conquistado a regi√£o do vale de Panjshir, a √ļltima prov√≠ncia afeg√£ fora do controle dos extremistas isl√Ęmicos. No entanto, o l√≠der da resist√™ncia n√£o confirmou a derrota.

Ajuda humanit√°ria

O refor√ßo da ajuda humanit√°ria ao Afeganist√£o ser√° o principal tema da reuni√£o da ONU no pr√≥ximo dia 13, em Genebra. O porta-voz de Ant√≥nio Guterres adiantou que ser√° proposto ‚Äúum r√°pido aumento no financiamento, para que as opera√ß√Ķes humanit√°rias que salvam vidas possam continuar‚ÄĚ.

‚ÄúO Afeganist√£o enfrenta um desastre humanit√°rio iminente‚ÄĚ, devido a ‚Äúum conflito prolongado, uma seca severa e √† pandemia de covid-19‚ÄĚ, disse St√©phane Dujarric. O porta-voz acrescentou que os voos humanit√°rios para o Norte e Sul do Afeganist√£o foram retomados, permitindo que ‚Äú160 organiza√ß√Ķes humanit√°rias continuassem a sua atividade nas prov√≠ncias afeg√£s‚ÄĚ.

Dujarric confirmou o n√ļmero de voos com aux√≠lio humanit√°rio devem ser aumentados em breve. Entre 2020 e 2021, a ONU organizava voos para mais de 20 localidades afeg√£s e o objetivo √© retomar estas opera√ß√Ķes logo que as condi√ß√Ķes de seguran√ßa e financeiras o permitam.

Com uma popula√ß√£o de 38 milh√Ķes de habitantes, o Afeganist√£o est√° dependente da ajuda humanit√°ria. Um em cada tr√™s pessoas n√£o sabe quando ter√° a pr√≥xima refei√ß√£o, sendo ainda estimado que metade das crian√ßas com menos de cinco anos apresentem graves sinais de malnutri√ß√£o dentro de 12 meses.

Estados Unidos

De acordo com a Reuters, o Congresso dos Estados Unidos dever√° participar no financiamento do trabalho das Na√ß√Ķes Unidas, atrav√©s do Programa Alimentar Mundial e do Alto Comissariado para os Refugiados, que promovem a ajuda humanit√°ria no Afeganist√£o. No entanto, v√£o querer impor condi√ß√Ķes √† aplica√ß√£o das verbas.

J√° o cen√°rio de uma eventual ajuda ao pa√≠s diretamente atrav√©s do governo talib√£ √© muito remoto. A falta de supervis√£o e a relut√Ęncia ‚Äúem apoiar um governo que √© um an√°tema para n√≥s‚ÄĚ torna ‚Äúmuito dif√≠cil convencer os membros do Congresso a fazer alguma coisa que pare√ßa um apoio ao governo talib√£‚ÄĚ, declarou um assessor democrata √† ag√™ncia Reuters. Uma posi√ß√£o corroborada √† mesma ag√™ncia por um assessor republicano. ‚ÄúOs republicanos n√£o apoiariam de forma alguma a entrega de dinheiro aos talib√£s‚ÄĚ, afirmou.

Qatar

Os governantes Qatar t√™m desempenhado o papel de facilitadores do di√°logo entre americanos e talib√£s. Por isso, o secret√°rio de Estado norte-americano planeia transmitir a sua ‚Äúprofunda gratid√£o‚ÄĚ pela ajuda na retirada do Afeganist√£o de estrangeiros bem como de afeg√£os suscet√≠veis de sofrerem repres√°lias dos talib√£s. Os Estados Unidos moveram para Doha os diplomatas nacionais que tratam das quest√Ķes afeg√£s.

Foram transportadas cerca de 123 mil pessoas, 75%o das quais ‚Äúafeg√£os em risco‚ÄĚ, durante a segunda quinzena de agosto. Mais de 55 mil pessoas foram transportadas via Doha, a principal base de apoio da opera√ß√£o de resgate.

Por isso, Antony Blinken vai deslocar-se ao Qatar, entre segunda e quarta-feira da próxima semana, para viabilizar a retirada de mais pessoas que ainda querem deixar o Afeganistão (cerca de 200 americanos continuam no país), mas não tem planos para encontrar-se diretamente com os representantes afegãos.

‚ÄúSe for necess√°rio que o secret√°rio de Estado fale com um l√≠der talib√£ sobre algum assunto do nosso interesse nacional, ele o far√°, mas neste momento ainda n√£o temos planos para tal‚ÄĚ, declarou um diplomata, citado pela Reuters.

No entanto, Blinken disse esperar que o governo talib√£ seja ‚Äúrealmente inclusivo‚ÄĚ, com ‚Äún√£o-talib√£s‚ÄĚ e ‚Äúrepresentantes das diferentes comunidades e dos diferentes interesses no Afeganist√£o‚ÄĚ.

Depois, Blinken prossegue viagem para a Alemanha, onde vai copresidir a uma reuni√£o do ‚Äúgrupo de contato‚ÄĚ para a crise afeg√£, que junta representantes de duas dezenas de pa√≠ses.

*Com informa√ß√Ķes da RTP

PUBLICIDADE