PUBLICIDADE

1.0 - RADAR3.0 - NEG√ďCIOS

4 dicas sobre como aprender com a concorrência

Olhar apenas para dentro, deixando de¬†aprender com a concorr√™ncia, √© um erro primordial das empresas. Para¬†Fl√°vio √ćtavo, 30 anos de expertise em processos de Turn Around, observar os erros e acertos do mercado pode ser a forma mais r√°pida de evitar o insucesso. ‚ÄúMuitas companhias demoram a iniciar seus processos de recupera√ß√£o porque temem que a concorr√™ncia saiba que est√£o em maus len√ß√≥is‚ÄĚ, explica o especialista, ‚Äúesse tipo de comportamento mostra como o mercado, no geral, est√° atento em movimentos de altos e baixos das empresas. E por que isso acontece? Exatamente porque casos de insucesso servem como aprendizado para a concorr√™nc

Tirando algumas raras exce√ß√Ķes, praticamente toda empresa tem um concorrente. E para Fl√°vio, uma das compet√™ncias b√°sicas que diferencia empresas longevas e competitivas √© o processo de aprender com essas empresas. Grandes companhias t√™m, em sua maioria, cargos cuja finalidade √© exatamente acompanhar o mercado, mas entre as pequenas e boa parte das empresas de porte m√©dio, h√° uma defasagem grande nessa √°rea.

Fl√°vio chama aten√ß√£o para a import√Ęncia de avaliar o mercado: ‚Äúestamos falando sobre benchmarking, um processo pelo qual estabelecemos par√Ęmetros, aprendemos com outras empresas, que permite tra√ßar metas e planejar com mais assertividade‚ÄĚ. Ele cita as √°reas em que as informa√ß√Ķes do benchmarking podem ser utilizadas:

  1. Benchmarking estrat√©gico. Aqui, o que se procura √© ter conhecimento das suas posi√ß√Ķes competitivas em rela√ß√£o ao mercado/concorr√™ncia e tra√ßar um plano para que suas marcas em rela√ß√£o aos outros sejam atingidas.
  2. Benchmarking de melhores pr√°ticas aplicadas. Se sua empresa n√£o consegue estabelecer uma cultura de produtividade, custos e prazos que se encontre dentro daquilo que o mercado exige e entrega, voc√™ logo estar√° fora do neg√≥cio. Neste ponto estamos falando de algumas compet√™ncias que est√£o mais relacionadas a produtividade, custos e¬†‚Äúleadtimes‚ÄĚ.
  3. Benchmarking financeiro. Trata-se de comparar o desempenho financeiro de sua empresa, versus o que os concorrentes apresentaram. A maior dificuldade se d√° pelo fato de que uma boa parte das empresas m√©dias e pequenas, ao contr√°rio das de capital aberto, n√£o disponibiliza dados adequados para que isto seja realizado. Entretanto, com os profissionais e recursos adequados, √© impressionante o n√ļmero de informa√ß√Ķes que podem ser apuradas pela internet nos dias de hoje.
  4. Benchmarking de¬†√≠ndices de satisfa√ß√£o do consumidor.¬†Sabendo quem √© a empresa l√≠der do mercado em √≠ndices de satisfa√ß√£o, posicione os objetivos e a√ß√Ķes de sua empresa acima do l√≠der e seja determinado e disciplinado na obten√ß√£o da lideran√ßa deste item. Voc√™ nunca errar√° tendo os melhores √≠ndices de satisfa√ß√£o do consumidor.

Ao pessoal das pequenas empresas que n√£o tem dinheiro para pagar as pesquisas, que s√£o caras e nem sempre t√£o simples de entender, Fl√°vio recomenda o acompanhamento do √≠ndice inverso, que √© de gra√ßa e dispon√≠vel a todos: ‚ÄúAcompanhe os n√ļmeros e √≠ndices de reclama√ß√Ķes de seus concorrentes e tenha certeza de que seus √≠ndices sejam muito menores que os deles. N√£o tem erro! O melhor √© que estas informa√ß√Ķes est√£o muito dispon√≠veis‚ÄĚ.

 

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE