PUBLICIDADE

brasil

Supermercados do RJ tiram de circula√ß√£o 2 bilh√Ķes de sacolas pl√°sticas

A Asso¬≠ci¬≠a√ß√£o de Super¬≠me¬≠r¬≠ca¬≠dos do Esta¬≠do do Rio de Janeiro (Asserj) anun¬≠ciou hoje (26) a reti¬≠ra¬≠da de cir¬≠cu¬≠la√ß√£o de 2 bil¬≠h√Ķes de saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas do meio ambi¬≠ente, um ano ap√≥s a reg¬≠u¬≠la¬≠men¬≠ta√ß√£o da lei que restringe a dis¬≠tribui√ß√£o ao con¬≠sum¬≠i¬≠dor pelos esta¬≠b¬≠elec¬≠i¬≠men¬≠tos com¬≠er¬≠ci¬≠ais de saco¬≠las feitas √† base de petr√≥leo. O resul¬≠ta¬≠do super¬≠ou a meta de 40%, pre¬≠vista para o primeiro ano de vig√™n¬≠cia da lei, desta¬≠cou o pres¬≠i¬≠dente da Asserj, F√°bio Queir√≥z. Segun¬≠do a enti¬≠dade, a redu√ß√£o atingiu 50% na entre¬≠ga das saco¬≠las. ‚ÄúNun¬≠ca tan¬≠tas saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas descart√°veis foram reti¬≠radas de cir¬≠cu¬≠la√ß√£o em um inter¬≠va¬≠lo de tem¬≠po t√£o cur¬≠to‚ÄĚ, disse Queir√≥z.

A super­in­ten­dente da Asserj, Keila Prates, lem­brou que a lei pre­vê, para os próx­i­mos três anos, redução de 10% ao ano na cir­cu­lação das saco­las plás­ti­cas, de modo a totalizar a reti­ra­da de 70% das saco­las até 2022.

 Fim da distribuição gratuita de sacolas plásticas pelos supermercados, que passarão a ser cobradas, com objetivo de reduzir o excesso de plástico descartado no meio ambiente
Lei determinou o fim da distribui√ß√£o gratuita de sacolas pl√°sticas pelos supermercados ‚ÄĒ Fernando Fraz√£o/Ag√™ncia Brasil

O pres­i­dente da Asserj acred­i­ta que os super­me­r­cadis­tas asso­ci­a­dos vão con­seguir atin­gir os 70% de redução bem antes do pra­zo, ten­do em vista que, em ape­nas um ano, já alcançaram 50%.

Novo h√°bito

Keila Prates disse que a Asserj apoiou a lei e pro­cedeu à sua imple­men­tação, con­sci­en­ti­zan­do não só os asso­ci­a­dos como o con­sum­i­dor. Ela avaliou que hou­ve uma respos­ta muito pos­i­ti­va por parte do con­sum­i­dor flu­mi­nense.

‚ÄúNa ver¬≠dade, criou-se um novo h√°bito. O con¬≠sum¬≠i¬≠dor colo¬≠cou a saco¬≠la retorn√°v¬≠el como um item indis¬≠pen¬≠s√°v¬≠el para ir ao super¬≠me¬≠r¬≠ca¬≠do. Em vez dele com¬≠prar a saco¬≠la de fontes ren¬≠ov√°veis, ele com¬≠pra a saco¬≠la retorn√°v¬≠el e faz uso dela quan¬≠tas vezes for necess√°rio‚ÄĚ, disse.

A lei deter¬≠mi¬≠nou a reti¬≠ra¬≠da inte¬≠gral de cir¬≠cu¬≠la√ß√£o das saco¬≠las pro¬≠duzi¬≠das 100% √† base de petr√≥leo at√© dezem¬≠bro do ano pas¬≠sa¬≠do. As saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas bran¬≠cas est√£o proibidas. ‚ÄúInclu¬≠sive, os esta¬≠b¬≠elec¬≠i¬≠men¬≠tos que con¬≠tin¬≠u¬≠am fazen¬≠do uso dessas saco¬≠las t√™m que ser denun¬≠ci¬≠a¬≠dos e v√£o ser enquadra¬≠dos em crime ambi¬≠en¬≠tal. A lei pre¬≠v√™ a total reti¬≠ra¬≠da dessas saco¬≠las e a entra¬≠da das novas saco¬≠las, que s√£o feitas com 51% de fontes ren¬≠ov√°veis‚ÄĚ, aler¬≠tou a super¬≠in¬≠ten¬≠dente.

Seguin­do deter­mi­nação da lei, as grandes redes do setor super­me­r­cadista pas­saram a disponi­bi­lizar em jun­ho do ano pas­sa­do ape­nas as novas saco­las ren­ováveis, que são ven­di­das a preço de cus­to, sem lucro para os lojis­tas. Os esta­b­elec­i­men­tos de pequeno porte tiver­am seis meses para se ade­quar e ini­cia­ram a dis­tribuição das novas saco­las em 26 de dezem­bro de 2019.

Consumidores adotam sacolas retornáveis com o fim da distribuição gratuita de sacolas plásticas pelos supermercados
Consumidores adotam sacolas retorn√°veis com o fim da distribui√ß√£o gratuita de sacolas pl√°sticas pelos supermercados ‚ÄĒ Fernando Fraz√£o/Ag√™ncia Brasil

Segun¬≠do a super¬≠in¬≠ten¬≠dente da Asserj, a enti¬≠dade gostaria que o con¬≠sum¬≠i¬≠dor n√£o usasse mais saco¬≠la pl√°s¬≠ti¬≠ca em suas com¬≠pras porque, emb¬≠o¬≠ra a nova saco¬≠la ren¬≠ov√°v¬≠el seja menos agres¬≠si¬≠va ao meio ambi¬≠ente, ela con¬≠tin¬≠ua con¬≠tendo petr√≥leo em 49%. Ela disse que a meta de redu√ß√£o de 70% na cir¬≠cu¬≠la√ß√£o das saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas inclui essa nova saco¬≠la. ‚ÄúN√≥s esper¬≠amos que um dia, sim, pos¬≠samos viv¬≠er em um mun¬≠do sem pl√°s¬≠ti¬≠co‚ÄĚ.

Sondagem

O lev¬≠an¬≠ta¬≠men¬≠to que apon¬≠tou a reti¬≠ra¬≠da de cir¬≠cu¬≠la√ß√£o em um ano de 2 bil¬≠h√Ķes de saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas foi feito pela Asserj jun¬≠to aos esta¬≠b¬≠elec¬≠i¬≠men¬≠tos que est√£o cobran¬≠do pre√ßo de cus¬≠to pelas saco¬≠las retorn√°veis e aderi¬≠ram ao movi¬≠men¬≠to Desplas¬≠ti¬≠fique J√°!, lan√ßa¬≠do em 25 jun¬≠ho de 2019. Com o lema Use saco¬≠las retorn√°veis. Desplas¬≠ti¬≠fique j√°! Super¬≠me¬≠r¬≠ca¬≠dos do Rio e voc√™, jun¬≠tos pela redu√ß√£o das saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas, o movi¬≠men¬≠to teve por obje¬≠ti¬≠vo levar os con¬≠sum¬≠i¬≠dores a repen¬≠sarem o uso indis¬≠crim¬≠i¬≠na¬≠do da saco¬≠la de pl√°s¬≠ti¬≠co.

Keila Prates disse que a cam¬≠pan¬≠ha de con¬≠sci¬≠en¬≠ti¬≠za¬≠√ß√£o rodou o esta¬≠do inteiro. ‚ÄúA cam¬≠pan¬≠ha logrou √™xi¬≠to porque os con¬≠sum¬≠i¬≠dores ficaram muito impacta¬≠dos com o que a saco¬≠la pl√°s¬≠ti¬≠ca pode causar ao meio ambi¬≠ente e aos ani¬≠mais, e ao saberem que essas saco¬≠las s√£o jogadas, muitas vezes de for¬≠ma crim¬≠i¬≠nosa, no meio ambi¬≠ente. O con¬≠sum¬≠i¬≠dor se sen¬≠tiu impacta¬≠do com aqui¬≠lo e decid¬≠iu n√£o usar mais a saco¬≠la ou, pelo menos, reduzir o uso da saco¬≠la pl√°s¬≠ti¬≠ca‚ÄĚ.

O pres¬≠i¬≠dente da Asserj afir¬≠mou que a con¬≠sci¬≠en¬≠ti¬≠za¬≠√ß√£o sobre o uso de pl√°s¬≠ti¬≠co est√° cada vez maior, e ‚Äúa expec¬≠ta¬≠ti¬≠va √© reduzir a uti¬≠liza¬≠√ß√£o ain¬≠da mais‚ÄĚ.

Repercuss√£o

A con¬≠sum¬≠i¬≠do¬≠ra √Čri¬≠ka Val√≥is disse que quan¬≠do mudou para o Rio de Janeiro, proce¬≠dente de S√£o Paulo, a lei ain¬≠da n√£o exis¬≠tia. Ela con¬≠sider¬≠ou, entre¬≠tan¬≠to, a medi¬≠da fun¬≠da¬≠men¬≠tal ‚Äúpara mel¬≠ho¬≠rar a con¬≠sci¬≠en¬≠ti¬≠za¬≠√ß√£o das pes¬≠soas sobre o meio ambi¬≠ente em que vive¬≠mos‚ÄĚ.

Tam¬≠b√©m a con¬≠sum¬≠i¬≠do¬≠ra Aveli¬≠na Teix¬≠eira Lis¬≠boa avaliou a medi¬≠da como muito pos¬≠i¬≠ti¬≠va. ‚ÄúLimpar o meio ambi¬≠ente √© sem¬≠pre bom‚ÄĚ. Aveli¬≠na j√° tin¬≠ha como h√°bito levar de casa sua saco¬≠la retorn√°v¬≠el e acha que a reti¬≠ra¬≠da de cir¬≠cu¬≠la√ß√£o das saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas ‚Äú√© √≥ti¬≠mo‚ÄĚ.

Antes da cri¬≠a√ß√£o da lei, cer¬≠ca de 4 bil¬≠h√Ķes de saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas eram dis¬≠tribu√≠¬≠das no Rio de Janeiro a cada ano, o que sig¬≠nifi¬≠ca que mais de 300 mil¬≠h√Ķes de saco¬≠las pl√°s¬≠ti¬≠cas eram entregues, por m√™s, no esta¬≠do. Com a apli¬≠ca√ß√£o da lei, esse n√ļmero caiu para menos de 200 mil¬≠h√Ķes de saco¬≠las por m√™s.

 A assistente administrativa Fernanda Barbosa adota sacolas retornáveis com o fim da distribuição gratuita de sacolas plásticas pelos supermercados
A assistente administrativa Fernanda Barbosa adota sacolas retorn√°veis com o fim da distribui√ß√£o gratuita de sacolas pl√°sticas pelos supermercados ‚ÄĒ Fernando Fraz√£o/Ag√™ncia Brasil

O não cumpri­men­to de qual­quer das regras impostas pela lei das saco­las plás­ti­cas sujei­ta o infrator às penal­i­dades pre­vis­tas na Lei de Políti­ca Estad­ual de Edu­cação Ambi­en­tal, bem como à apli­cação de mul­ta pecu­niária em val­or a ser esti­ma­do entre 100 e 10.000 UFIR. A Unidade Fis­cal de Refer­ên­cia (UFIR) é um fator de cor­reção do val­or dos impos­tos no Brasil que ficou exigív­el a par­tir de out­ubro de 2000. Para este ano, o val­or da mul­ta cor­re­sponde de R$ 355,50 até 35.550,00.

Edição: Fer­nan­do Fra­ga

PUBLICIDADE