3.0 // entretenimento3.1 // tecnologia

Quem resiste a um wifi de graça?

Você é daquelas pessoas que senta em um restaurante e logo pede a senha do wifi? Sim? Pois é, milhares de consumidores têm o mesmo costume. O Brasil já tem 116 milhões de usuários de internet. Os números são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados em fevereiro deste ano, referentes a uma amostragem feita até o final de 2016. De acordo com o levantamento, houve aumento de mais de 7% no total de cidadãos online. Os dados também confirmam tendências mundiais, como a onipresença dos celulares como dispositivo preferido para acesso à rede, sendo citado por 94,6% dos entrevistados. Com tanta gente conectada, todo mundo quer aproveitar. Hoje em dia, muitos estabelecimentos comerciais oferecem o wifi, com o objetivo de atrair a clientela, que acaba promovendo o lugar, por meio de postagens de “check in”.

Mas, apesar da comodidade, é preciso tomar cuidado ao se conectar a um wifi público. Se a comunicação entre o dispositivo (celular, tablet ou notebook) e a rede não estiver devidamente protegida, qualquer pessoa com certo conhecimento em computação poderá espionar o que você está fazendo. Quando navegamos em uma rede aberta podemos, por exemplo, enviar a desconhecidos, nossas credenciais de redes sociais ou serviço de e-mail, ou ainda, informações financeiras. Por isso, o acesso a serviços bancários, entre outros importantes, deve ser feito em casa ou pelo 3g/4g do seu celular.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista