política

Onyx diz que escolha do relator na CCJ é resultado de diálogo

O deputado Delegado Marcelo Freitas (PSL-MG) será o relator da proposta de reforma da Previdência (PEC 6/19) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), responsável por analisar a admissibilidade do texto, primeiro passo da tramitação da matéria na Câmara. O anúncio foi feito, ontem (28), pelo presidente da CCJ, deputado Felipe Francischini (PSL-PR).

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que esteve presente durante o anúncio do nome do relator, disse que a escolha é resultado de diálogo construído. Segundo o ministro, o Brasil tem um grande desafio pela frente e é necessário que os canais de diálogo estejam permanentemente abertos. “Juntos com o parlamento vamos alcançar esse objetivo”, acrescentou.

 - REVISTA MAISJR

(Crédito: Reuters) 

O ministro, que esteve reunido com líderes partidários na Câmara e no Senado nesta semana, reforçou que as divergências entre Executivo e Legislativo precisam ser superadas para que o país possa atingir a prosperidade. “Queremos a convivência harmônica e respeitosa entre os poderes”, concluiu. “A Nova Previdência vai dar ao Brasil as condições para que se olhe para o presente com segurança e para o futuro sem medo”, enfatizou.

Agenda da CCJ

Na próxima quarta (03), o ministro da Economia, Paulo Guedes, deve ir à CCJ para debater a PEC da Previdência. “O debate com o ministro será muito importante para demonstrar os benefícios que uma reforma difícil vai trazer a sociedade. Temos certeza que vamos colocar o trem nos trilhos para caminhar com a velocidade que 12 milhões de brasileiros desempregados esperam”, disse o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na sua rede social.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista