PUBLICIDADE

economia

Fundos de criptomoedas ganham do Bitcoin e saltam at√© 85% no 1¬ļ semestre

Ape¬≠sar de todo o p√Ęni¬≠co dos investi¬≠dores a par¬≠tir de mar√ßo, as crip¬≠to¬≠moedas con¬≠seguiram deixar rap¬≠i¬≠da¬≠mente para tr√°s a crise do coro¬≠n¬≠av√≠rus, com o Bit¬≠coin fechan¬≠do o semes¬≠tre com gan¬≠hos de 27%, um dos mel¬≠hores ativos do mun¬≠do em rendi¬≠men¬≠to no per√≠o¬≠do.

E neste cenário, os fun­dos de crip­to­moedas tam­bém reg­is­traram óti­mos desem­pen­hos nos seis primeiros meses do ano. Porém, por con­ta das difer­entes estraté­gias e das carteiras com pesos difer­entes investi­dos nos ativos dig­i­tais, o que se viu foram desem­pen­hos que vari­aram de 8% até 85% de alta.

Para o investi¬≠dor que ain¬≠da tem medo de se expor ao mer¬≠ca¬≠do de crip¬≠toa¬≠t¬≠ivos, os fun¬≠dos deste tipo t√™m se mostra¬≠do uma boa op√ß√£o, j√° que ofer¬≠e¬≠cem um pouco mais de pro¬≠te√ß√£o por terem parte do port¬≠f√≥lio investi¬≠da na ren¬≠da fixa, ape¬≠sar de acabarem ‚Äúsac¬≠ri¬≠f¬≠i¬≠can¬≠do‚ÄĚ um pouco do rendi¬≠men¬≠to quan¬≠do com¬≠para¬≠dos com o inves¬≠ti¬≠men¬≠to dire¬≠to nos ativos.

O fun¬≠do Dis¬≠cov¬≠ery, cri¬≠a¬≠do pela gesto¬≠ra Hashdex, √© con¬≠sid¬≠er¬≠a¬≠do o mais acess√≠v¬≠el no momen¬≠to no Brasil, com inves¬≠ti¬≠men¬≠to m√≠n¬≠i¬≠mo de R$ 500 e taxa de admin¬≠is¬≠tra√ß√£o de 1% ao ano, sem taxa de per¬≠for¬≠mance. Des¬≠de o √ļlti¬≠mo dia 29 de jun¬≠ho, este fun¬≠do est√° dispon√≠v¬≠el na platafor¬≠ma da XP Inves¬≠ti¬≠men¬≠tos.

‚ÄúAcred¬≠i¬≠ta¬≠mos que todo o investi¬≠dor dev¬≠e¬≠ria ter uma por¬≠cent¬≠agem, ain¬≠da que peque¬≠na, de ativos dig¬≠i¬≠tais na carteira. O Dis¬≠cov¬≠ery √© uma √≥ti¬≠ma op√ß√£o para quem quer come√ßar a inve¬≠stir neste seg¬≠men¬≠to e pode ser con¬≠sid¬≠er¬≠a¬≠do como uma por¬≠ta de entra¬≠da para este mer¬≠ca¬≠do. Com a parce¬≠ria fir¬≠ma¬≠da com a XP, o investi¬≠dor pode final¬≠mente ter aces¬≠so a ativos dig¬≠i¬≠tais de maneira sim¬≠ples e inclu¬≠si¬≠va‚ÄĚ, afir¬≠ma Marce¬≠lo Sam¬≠paio, CEO da Hashdex.

Este fun¬≠do tem exposi√ß√£o de ape¬≠nas 20% aos ativos dig¬≠i¬≠tais, que no caso √© feito por meio do do √≠ndice HDAI (Hashdex Dig¬≠i¬≠tal Assets Index), lan√ßa¬≠do pela Hashdex e dis¬≠tribu√≠¬≠do na bol¬≠sa amer¬≠i¬≠cana Nas¬≠daq. Os 80% restantes s√£o investi¬≠dos em ren¬≠da fixa (t√≠tu¬≠los p√ļbli¬≠cos atre¬≠la¬≠dos ao CDI). Este √≠ndice pas¬≠sa por rebal¬≠ancea¬≠men¬≠tos trimes¬≠trais e tem regras espec√≠¬≠fi¬≠cas para definir quais ativos far√£o parte.

No primeiro semes­tre o fun­do reg­istrou gan­hos de 14,02%, que ape­sar de ter per­di­do do Bit­coin, ain­da foi um bom desem­pen­ho dado o cenário caóti­co dos mer­ca­dos, gan­han­do por exem­p­lo do Iboves­pa, que caiu 17,8%.

J√° o fun¬≠do com 40% de exposi√ß√£o √†s crip¬≠to¬≠moedas, o Explor¬≠er, teve gan¬≠hos de 27,38% nos seis primeiros meses do ano, fican¬≠do pr√≥x¬≠i¬≠mo do Bit¬≠coin. Volta¬≠do para o investi¬≠dor qual¬≠i¬≠fi¬≠ca¬≠do, com inves¬≠ti¬≠men¬≠to ini¬≠cial de R$ 10 mil, este fun¬≠do tam¬≠b√©m est√° dispon√≠v¬≠el na XP.

A ter­ceira opção da Hashdex, que é ape­nas para o investi­dor profis­sion­al, com inves­ti­men­to mín­i­mo de R$ 100 mil, o fun­do Voy­ager reg­istrou o mel­hor desem­pen­ho da gesto­ra, com gan­hos de 63,90% entre janeiro e fim de jun­ho.

Ape¬≠sar de todo o p√Ęni¬≠co dos investi¬≠dores a par¬≠tir de mar√ßo, as crip¬≠to¬≠moedas con¬≠seguiram deixar rap¬≠i¬≠da¬≠mente para tr√°s a crise do coro¬≠n¬≠av√≠rus, com o Bit¬≠coin fechan¬≠do o semes¬≠tre com gan¬≠hos de 27%, um dos mel¬≠hores ativos do mun¬≠do em rendi¬≠men¬≠to no per√≠o¬≠do.

E neste cenário, os fun­dos de crip­to­moedas tam­bém reg­is­traram óti­mos desem­pen­hos nos seis primeiros meses do ano. Porém, por con­ta das difer­entes estraté­gias e das carteiras com pesos difer­entes investi­dos nos ativos dig­i­tais, o que se viu foram desem­pen­hos que vari­aram de 8% até 85% de alta.

Para o investi¬≠dor que ain¬≠da tem medo de se expor ao mer¬≠ca¬≠do de crip¬≠toa¬≠t¬≠ivos, os fun¬≠dos deste tipo t√™m se mostra¬≠do uma boa op√ß√£o, j√° que ofer¬≠e¬≠cem um pouco mais de pro¬≠te√ß√£o por terem parte do port¬≠fo¬≠lio investi¬≠da na ren¬≠da fixa, ape¬≠sar de acabarem ‚Äúsac¬≠ri¬≠f¬≠i¬≠can¬≠do‚ÄĚ um pouco do rendi¬≠men¬≠to quan¬≠do com¬≠para¬≠dos com o inves¬≠ti¬≠men¬≠to dire¬≠to nos ativos.

PUBLICIDADE

O fun¬≠do Dis¬≠cov¬≠ery, cri¬≠a¬≠do pela gesto¬≠ra Hashdex, √© con¬≠sid¬≠er¬≠a¬≠do o mais acess√≠v¬≠el no momen¬≠to no Brasil, com inves¬≠ti¬≠men¬≠to m√≠n¬≠i¬≠mo de R$ 500 e taxa de admin¬≠is¬≠tra√ß√£o de 1% ao ano, sem taxa de per¬≠for¬≠mance. Des¬≠de o √ļlti¬≠mo dia 29 de jun¬≠ho, este fun¬≠do est√° dispon√≠v¬≠el na platafor¬≠ma da XP Inves¬≠ti¬≠men¬≠tos.

‚ÄúAcred¬≠i¬≠ta¬≠mos que todo o investi¬≠dor dev¬≠e¬≠ria ter uma por¬≠cent¬≠agem, ain¬≠da que peque¬≠na, de ativos dig¬≠i¬≠tais na carteira. O Dis¬≠cov¬≠ery √© uma √≥ti¬≠ma op√ß√£o para quem quer come√ßar a inve¬≠stir neste seg¬≠men¬≠to e pode ser con¬≠sid¬≠er¬≠a¬≠do como uma por¬≠ta de entra¬≠da para este mer¬≠ca¬≠do. Com a parce¬≠ria fir¬≠ma¬≠da com a XP, o investi¬≠dor pode final¬≠mente ter aces¬≠so a ativos dig¬≠i¬≠tais de maneira sim¬≠ples e inclu¬≠si¬≠va‚ÄĚ, afir¬≠ma Marce¬≠lo Sam¬≠paio, CEO da Hashdex.

Este fun¬≠do tem exposi√ß√£o de ape¬≠nas 20% aos ativos dig¬≠i¬≠tais, que no caso √© feito por meio do do √≠ndice HDAI (Hashdex Dig¬≠i¬≠tal Assets Index), lan√ßa¬≠do pela Hashdex e dis¬≠tribu√≠¬≠do na bol¬≠sa amer¬≠i¬≠cana Nas¬≠daq. Os 80% restantes s√£o investi¬≠dos em ren¬≠da fixa (t√≠tu¬≠los p√ļbli¬≠cos atre¬≠la¬≠dos ao CDI). Este √≠ndice pas¬≠sa por rebal¬≠ancea¬≠men¬≠tos trimes¬≠trais e tem regras espec√≠¬≠fi¬≠cas para definir quais ativos far√£o parte (clique aqui para saber mais).

No primeiro semes­tre o fun­do reg­istrou gan­hos de 14,02%, que ape­sar de ter per­di­do do Bit­coin, ain­da foi um bom desem­pen­ho dado o cenário caóti­co dos mer­ca­dos, gan­han­do por exem­p­lo do Iboves­pa, que caiu 17,8%.

J√° o fun¬≠do com 40% de exposi√ß√£o √†s crip¬≠to¬≠moedas, o Explor¬≠er, teve gan¬≠hos de 27,38% nos seis primeiros meses do ano, fican¬≠do pr√≥x¬≠i¬≠mo do Bit¬≠coin. Volta¬≠do para o investi¬≠dor qual¬≠i¬≠fi¬≠ca¬≠do, com inves¬≠ti¬≠men¬≠to ini¬≠cial de R$ 10 mil, este fun¬≠do tam¬≠b√©m est√° dispon√≠v¬≠el na XP.

A ter­ceira opção da Hashdex, que é ape­nas para o investi­dor profis­sion­al, com inves­ti­men­to mín­i­mo de R$ 100 mil, o fun­do Voy­ager reg­istrou o mel­hor desem­pen­ho da gesto­ra, com gan­hos de 63,90% entre janeiro e fim de jun­ho.

PUBLICIDADE