3.0 // entretenimento3.4 // arte & cultura

Cultura coreana na 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo

 - REVISTA MAISJR

Yoo Na Kim, nascida na Coreia do Sul, e vivendo no Brasil desde seus 6 anos de idade, é escritora, empresária e embaixadora da Coreia no Bom Retiro, diretora-fundadora do Centro Cultural Hallyu e dedica-se a divulgar a cultura coreana no Brasil. Formada em jornalismo, lançará seu livro no dia 11 de agosto, seu primeiro livro dedicado ao público infantil durante a 25ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo.

As 15h a jornalista estará no estande da editora Dawon para autografar “O Sol e a Lua”, uma obra inspirada em um conto tradicional coreano que narra a aventura de dois irmãos e um tigre malvado ao mesmo tempo em que ensina o leitor a fazer origamis que recriam os personagens e cenários da história.

Na obra bilíngue, escrita em português e coreano, Yoo Na Kim quis ensinar, de uma forma divertida e leve, diversas palavras de sua terra natal através da história de Maria e Minrô que ficam esperando a mãe voltar do trabalho, mas durante o regresso algo incomum acontece, mudando a trajetória dessas crianças que se transformam no Sol e na Lua.

No final do conto ricamente ilustrado, o leitor encontra o passo a passo de 15 dobraduras que recriam os personagens e diversos elementos do livro, além de papeis coloridos e estampados para que possa fazer as dobraduras e recriar a história.

 - REVISTA MAISJR

O Sol é a Lua é o primeiro livro de uma série de 12 contos coreanos que a autora pretende lançar nos próximos meses. Autora dos livros “A jovem Coreia: Um almanaque sobre uma das imigrações mais recentes do Brasil”, “Brasil e Coreia: 50 anos de Amizade”, “Na Moda 1,2 3” e “Aprendendo Hangul – Básico 1, 2 e 3”.

“Quero trazer um pouco da cultura coreana para as crianças brasileiras através desses contos e também contribuir para o desenvolvimento da criatividade e da coordenação motora através das dobraduras, já que as crianças podem aprender a fazer personagens, animais, flores e outros elementos e criar suas próprias histórias”, acrescenta Yoo Na Kim.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista