PUBLICIDADE

6.0 - ESTILO DE VIDA

Um jogo para amigos em bares e bebedeiras

Jo√£o amava Teresa que amava… Asfixia autoer√≥tica?! N√£o √© bem assim que o famoso poema segue, mas essa √© uma dentre milhares de combina√ß√Ķes oferecidas pelo Patuscada, jogo de cartas brasileiro inspirado no americano Cards Against Humanity, l√≠der mundial de vendas da Amazon na categoria. Por meio da combina√ß√£o de perguntas com as respostas mais esdr√ļxulas poss√≠veis, a ideia √© criar cen√°rios absurdos, engra√ßados e at√© politicamente incorretos.
O jogo √© indicado para grupos de quatro a doze pessoas. Cada um come√ßa com 10 op√ß√Ķes de respostas. Em turnos, os jogadores sacam uma carta da pilha e leem a quest√£o para os amigos, que, em seguida, devem fazer uma combina√ß√£o com as cartas que possuem. Quem fez a pergunta escolhe o cen√°rio mais interessante, c√īmico, bizarro ou pol√™mico e o respons√°vel por ele ganha um ponto. Ao final, quem pontuou mais √© o vencedor. “Teoricamente, o jogo acaba ap√≥s algu√©m fazer dez pontos, mas em geral as pessoas decidem continuar a brincadeira”, diz Raphael Teixeira, um dos criadores do Patuscada.
Raphael mora nos Estados Unidos e conheceu o Cards Against Humanity por l√°. Para ele, o teor √°cido do jogo funciona como uma ferramenta para perfurar a rigidez dos tabus norte-americanos e brincar abertamente com isso. ‚ÄúNo Brasil, essa necessidade n√£o existe e a irrever√™ncia de um card game semelhante encontra resson√Ęncia no nosso humor‚ÄĚ, avalia.
Para trazer um gosto local ao jogo, as cartas do Patuscada s√£o recheadas de refer√™ncias √† cultura, pol√≠tica e memes brasileiros – h√° planos, inclusive, de lan√ßar expans√Ķes focada em particularidades regionais do pa√≠s. E, em tempos de polariza√ß√£o ideol√≥gica exacerbada, vale destacar que h√° possibilidade de rir de quaisquer lados ou pontos de vista de maneira igual. “√Č um jogo pol√™mico, mas nossa ideia √© criar um universo onde as pessoas, por um momento, se divirtam com um humor negro, sendo mais √°cidas o poss√≠vel‚ÄĚ, afirma Raphael.
Foto: Pixabay
PUBLICIDADE