PUBLICIDADE

mundo

Nuvem de gafanhotos faz Argentina emitir alerta de perigo

As autori¬≠dades da Argenti¬≠na est√£o em aler¬≠ta dev¬≠i¬≠do a uma nuvem de gafan¬≠ho¬≠tos que atrav¬≠es¬≠sa o pa√≠s. Segun¬≠do o Servi√ßo Nacional de Sa√ļde e Qual¬≠i¬≠dade Agroal¬≠i¬≠men¬≠tar (Senasa), os inse¬≠tos avan√ßam rumo a uma regi√£o clas¬≠si¬≠fi¬≠ca¬≠da como perigosa, e que fica pr√≥x¬≠i¬≠ma √† fron¬≠teira com o Rio Grande do Sul e o Uruguai.

De acor­do com o Senasa, a nuvem surgiu em maio, no Paraguai, e a tendên­cia é que ela avance para a provín­cia de Entre Ríos.

Em San¬≠ta F√©, onde chegou na quar¬≠ta-feira pas¬≠sa¬≠da, a nuvem de gafan¬≠ho¬≠tos afe¬≠tou os cam¬≠pos de tri¬≠go e aveia de pequenos pro¬≠du¬≠tores. Mas ain¬≠da n√£o h√° reg¬≠istro real do impacto cau¬≠sa¬≠do pela pra¬≠ga. Segun¬≠do as autori¬≠dades argenti¬≠nas, √© pos¬≠s√≠v¬≠el que cer¬≠ca de 40 mil¬≠h√Ķes de inse¬≠tos este¬≠jam na nuvem. Eles s√£o capazes de com¬≠er o equiv¬≠a¬≠lente ao que 2 mil vacas con¬≠somem em um dia.

Ain¬≠da de acor¬≠do com as autori¬≠dades argenti¬≠nas, dev¬≠i¬≠do √†s altas tem¬≠per¬≠at¬≠uras e ao ven¬≠to na regi√£o de C√≥r¬≠do¬≠ba, a nuvem se moveu quase 100 quil√īmet¬≠ros em um dia. O gov¬≠er¬≠no refor√ßa que as condi√ß√Ķes clim√°ti¬≠cas ser√£o deci¬≠si¬≠vas para o deslo¬≠ca¬≠men¬≠to nas pr√≥x¬≠i¬≠mas horas.

*Com infor¬≠ma√ß√Ķes Isto√Č

PUBLICIDADE