PUBLICIDADE

brasil

Maioria dos estados segue sem aulas presenciais

Com um ind√≠¬≠cio de que¬≠da nas cur¬≠vas de mortes e casos por Covid-19, um dos prin¬≠ci¬≠pais temas nos proces¬≠sos de reaber¬≠tu¬≠ra econ√īmi¬≠ca e flex¬≠i¬≠bi¬≠liza¬≠√ß√£o do iso¬≠la¬≠men¬≠to nos esta¬≠dos tem sido a situ¬≠a√ß√£o das aulas nas redes de ensi¬≠no. At√© o momen¬≠to a maio¬≠r¬≠ia dos esta¬≠dos segue sem aulas pres¬≠en¬≠ci¬≠ais.

As ativi¬≠dades pedag√≥g¬≠i¬≠cas pres¬≠en¬≠ci¬≠ais reini¬≠cia¬≠ram primeira¬≠mente no esta¬≠do do Ama¬≠zonas, em agos¬≠to. L√°, a pre¬≠ocu¬≠pa√ß√£o ago¬≠ra √© com o mon¬≠i¬≠tora¬≠men¬≠to dos profis¬≠sion¬≠ais de edu¬≠ca√ß√£o e alunos, que vem ense¬≠jan¬≠do uma dis¬≠pu¬≠ta judi¬≠cial entre pro¬≠fes¬≠sores e o gov¬≠er¬≠no estad¬≠ual. A con¬≠ten¬≠da tam¬≠b√©m ocorre no Rio de Janeiro, em rela√ß√£o √†s aulas na rede pri¬≠va¬≠da.

No Rio Grande do Sul o cal¬≠end√°rio ini¬≠ciou em setem¬≠bro pela edu¬≠ca√ß√£o infan¬≠til, com pre¬≠vis√£o de t√©r¬≠mi¬≠no para novem¬≠bro. No Par√°, o gov¬≠er¬≠no autor¬≠i¬≠zou aulas pres¬≠en¬≠ci¬≠ais nas regi√Ķes clas¬≠si¬≠fi¬≠cadas nas ban¬≠deiras Amarela, Verde e Azul.

Rond√ī¬≠nia adiou o in√≠¬≠cio das aulas at√© o dia 3 de novem¬≠bro. O Rio Grande do Norte sus¬≠pendeu as aulas at√© o fim do ano. Em out¬≠ros esta¬≠dos n√£o h√° defini√ß√£o de data de retorno. Est√£o neste grupo Dis¬≠tri¬≠to Fed¬≠er¬≠al, Goi√°s, Per¬≠nam¬≠bu¬≠co, Cear√°, Alagoas, Maran¬≠h√£o, Bahia, Paran√°, Mato Grosso, Acre e Roraima.

Con¬≠tu¬≠do, em alguns esta¬≠dos foi dec¬≠re¬≠ta¬≠do o retorno das ativi¬≠dades pedag√≥g¬≠i¬≠cas remo¬≠tas. O gov¬≠er¬≠no de Mato Grosso havia deter¬≠mi¬≠na¬≠do a vol¬≠ta nes¬≠sa modal¬≠i¬≠dade para a edu¬≠ca√ß√£o b√°si¬≠ca no in√≠¬≠cio de agos¬≠to, mes¬≠ma situ¬≠a√ß√£o do Amap√°. No esta¬≠do, as aulas em casa foram per¬≠mi¬≠ti¬≠das tam¬≠b√©m para os alunos da Uni¬≠ver¬≠si¬≠dade Estad¬≠ual (Ueap).

No Tocan¬≠tins, o ensi¬≠no remo¬≠to foi definido para os alunos do ensi¬≠no fun¬≠da¬≠men¬≠tal da rede estad¬≠ual no dia 10 de setem¬≠bro. Em Alagoas, a retoma¬≠da por meio de aulas remo¬≠tas ocor¬≠reu no dia 17 de setem¬≠bro. Em Minas Gerais, foi autor¬≠iza¬≠do o retorno das aulas pr√°ti¬≠cas dos cur¬≠sos de sa√ļde ape¬≠nas, que pas¬≠saram a ser con¬≠sid¬≠er¬≠adas servi√ßo essen¬≠cial.

No Rio de Janeiro, a vol­ta às aulas na rede par­tic­u­lar está em dis­pu­ta judi­cial, enquan­to a região met­ro­pol­i­tana teve pio­ra nos indi­cadores de risco para covid-19 e pode retro­ced­er na clas­si­fi­cação.

PUBLICIDADE