PUBLICIDADE

são paulo

Governo de SP retoma ‘Corujão da Saúde’ voltado a diagnóstico de câncer a partir do dia 1º

O Governo de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (29) a retomada do Programa Corujão da Saúde, destinado a pacientes oncológicos. A medida visa atender mais de 335 mil exames que deveriam ter sido feito até o dia 31 de agosto, mas que estão atrasados em função da pandemia de covid-19.

Segundo o governo, os atendimentos para esse público começam nesta sexta-feira (1º). Serão realizados exames como endoscopias (cerca de 18,4 mil procedimentos), colonoscopias (11,1 mil), retossigmoidoscopias (1,5 mil), tomografias computadorizadas (180,5 mil), ultrassonografias (28,5 mil), biópsias (6,5 mil) e ressonâncias magnéticas (88,8 mil).

Por meio deles é possível diagnosticar câncer de pele, do aparelho digestivo, tireoide, próstata, cérebro e pulmão. Os exames foram cadastrados pelos municípios na Cross (Central de Regulação e Oferta de Serviços de Saúde).

Além disso, o programa também irá oferecer 19,1 mil sessões de radioterapia para o tratamento de 1 mil pacientes. Os exames serão realizados nos Ambulatórios Médicos de Especialidades (AMEs) e hospitais da rede própria da Secretaria de Estado da Saúde. Além disso, 50 hospitais particulares já foram habilitados para realizar os atendimentos dos pacientes, mas isso deve começar a ocorrer no dia 11 de outubro. Entre essas unidades está o Hospital Sírio-Libanês e Albert Einstein.

“Com a queda de internações por covid-19 e o avanço da vacinação em São Paulo, que é o estado que mais vacina no Brasil, será possível retomar o Corujão da Saúde nos melhores hospitais públicos e privados, como os hospitais Albert Einstein, Sírio Libanês e o Oswaldo Cruz”, disse Doria.

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, ressaltou que outras unidades privadas que desejarem participar do programa podem se inscrever até sexta-feira (1°). “Esses atendimentos iniciais serão voltados aos pacientes oncológicos, mas, nas próximas semanas, faremos uma ampliação desse programa para outras doenças”, disse.

Histórico

No primeiro semestre de 2019, o Governo de São Paulo lançou a primeira fase do Corujão da Saúde para atender pacientes de todas as regiões do Estado. Naquele ano, foram realizados 143 mil exames de endoscopia, mamografia e ultrassonografia.

Também houve um Corujão especial para cirurgias de catarata, com 6,3 mil procedimentos do tipo em todas as regiões. Ainda na área oncológica, ação localizada do programa ocorreu na região de Bauru para atender 65 pacientes que precisavam de tratamento radioterápico.

PUBLICIDADE