PUBLICIDADE

eventos

Ciclone com ventos de 100 km/h deve causar danos no sul do país

O litoral do Rio Grande do Sul deverá ser atingido, por volta do meio-dia desta terça-feira (17), pelo ciclone Yakecan — expressão que significa “o som do céu” em tupi-guarani. De acordo com o Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), os ventos deverão superar os 100 km/h e existe a chance de destruição em edificações, corte de energia elétrica e queda de árvores.

Ainda conforme o instituto, há risco de transtornos no transporte rodoviário e impacto nas lavouras da região. A região mais afetada deverá ser o leste gaúcho, especialmente a Lagoa dos Patos — em algumas cidades, as rajadas poderão passar dos 120 km/h, o que caracteriza um furacão.

A classificação dos fenômenos naturais leva em conta, entre outros fatores, a velocidade do vento. Quando as rajadas ficam entre 30 km/h e 60 km/h, há uma depressão tropical. Entre 60 km/h e 120 km/h, trata-se de uma tempestade tropical. Por fim, se a ventania supera 120 km/h, existe um furacão.

De acordo com o Metsul Meteorologia, o ciclone que vai atingir o sul do Brasil deverá provocar chuva torrencial em algumas cidades gaúchas. A tempestade poderá se deslocar rapidamente pela costa do Rio Grande do Sul. Por isso, a chuva não será tão concentrada. Porém, a previsão é de precipitação entre 50 mm e 100 mm.

Velocidade do vento

No interior do Rio Grande do Sul, os ventos deverão ficar entre 50 km/h e 60 km/h. Já o sul e o leste do estado vão enfrentar rajadas próximas ou acima de 100 km/h entre esta terça e quarta-feira. Na costa e na Lagoa dos Patos, a velocidade poderá chegar a 140 km/h em pontos isolados.

As cidades mais afetadas deverão ser a região de Mostardas a Palmares do Sul e Cidreira — essas cidades ficam entre a Lagoa dos Patos e o oceano Atlântico. Em Porto Alegre, as rajadas deverão ficar entre 80 km/h e 90 km/h.

As cidades com maior risco de ser atingidas pelas rajadas, segundo o MetSul, são Chuí, Santa Vitória do Palmar, Pelotas, Rio Grande, Capão do Leão, São José do Norte, Piratini, Pedro Osório, Pinheiro Machado, Morro Redondo, Turuçu, São Lourenço do Sul, Cristal, Camaquã, Mostardas, São José do Norte, Tapes, Camaquã, Sertão Santana, Cerro Grande do Sul, Sentinela do Sul, Mariana Pimentel, Guaíba, Barra do Ribeiro, Eldorado do Sul, Viamão, Porto Alegre, Canoas, Gravataí, Cachoeirinha, Alvorada, Glorinha, Osório, Tavares, Santo Antônio da Patrulha, Palmares do Sul, Balneário Pinhal, Cidreira, Tramandaí, Xangri-lá, Imbé, Capão da Canoa, Arroio do Sal, Maquiné, Terra de Areia, Três Cachoeiras e Torres.