PUBLICIDADE

são paulo

Avenida Paulista terá painéis com obras de Portinari

Neste domingo (20), serão instalados na Avenida Paulista 26 painéis com reproduções da obra do pintor Candido Portinari. A exposição a céu aberto é um convite para o MIS Experience Portinari para Todos que estreia em março no Museu da Imagem e do Som (MIS). 

As telas, que terão a dimensão de 1,5m de largura por 2m de altura, ocuparão o canteiro central de toda a avenida, entre a Praça Oswaldo Cruz e a Rua Haddock Lobo. A instalação foi aprovada pela Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU).

As exposições no MIS são conhecidas por permitirem experiências imersas e sensoriais. “A gente trabalha com tecnologia inovadora. Nós trabalhamos com recursos técnicos que permitem, por exemplo, que a gente reproduza as obras de Portinari em grandes dimensões”, disse Marcos Mendonça, diretor geral do MIS. Será utilizada uma tecnologia de projeção em alta resolução.

Resolução fantástica

Ele afirmou que muitas das obras de Portinari são murais ou não podem ser transportadas pelo tamanho. “Vamos propiciar ao público o acesso a essas obras num nível de resolução fantástico. Você não só estará vendo as obras, você estará mergulhando nelas, você estará dentro das obras. É uma sensação que nem quando você está frente a frente da obra original você tem porque é algo que a tecnologia da projeção digital nos permite”, explicou.

A exposição no MIS será dividida em três áreas expositivas. Na primeira, com sete instalações interativas, o visitante vai conhecer mais da vida do artista. Em seguida, o público entra na sala Portinari Imenso, com a projeção das obras em escala monumental. O terceiro espaço apresenta o acervo de Portinari e a relação dele com a cultura e história do país.

“[Portinari] é o pintor do Brasil. Ele pintou, retratou o Brasil e, dentro dessa filosofia e pela sua qualidade, ele conseguiu levar o Brasil para o exterior”, disse Mendonça. Ressaltou a importância histórica do pintor, mas também sua característica de um olhar para o social.

“Ele tem uma quantidade grande de pinturas retratando o trabalhador brasileiro; ele tem algo que é o cotidiano, ou seja, ele pinta a sua infância e, ao pintar essa infância, Portinari reproduz os brinquedos e as paisagens da sua infância da cidade de Brodowski (SP)”, analisou. A curadoria da exposição Portinari para Todos é de Marcello Dantas.

Edição: Kleber Sampaio