PUBLICIDADE

1.0 - RADAR3.0 - NEG√ďCIOS

5 dicas para quem quer mudar de cidade e abrir uma franquia

Muita gente tem o sonho de deixar uma megal√≥pole e viver no interior. Outras, simplesmente desejam mudar de cidade e querem abrir uma franquia porque acreditam que existam poucas op√ß√Ķes onde vivem atualmente. Em ambos os casos, √© preciso ter cautela tanto na escolha do segmento em que se atuar√° quanto na marca pela qual se optar√°.

‚ÄúFranquia n√£o √© um bilhete de loteria, no qual voc√™ aposta e, se n√£o ganhar, joga novamente na pr√≥xima semana. √Č um investimento a longo prazo, em que, provavelmente, voc√™ colocar√° toda a economia de uma vida num neg√≥cio no qual trabalhar√° diariamente. Al√©m de investir dinheiro, voc√™ depositar√°¬† ali seu tempo, seu suor e dedica√ß√£o. Por tudo isso, √© imprescind√≠vel agir com muita estrat√©gia‚ÄĚ, aconselha o consultor El√°dio Toledo.

H√° mais de 20 anos, ele auxilia franqueadoras na expans√£o de suas redes pelo Brasil e, consequentemente, empreendedores a encontrar marcas e segmentos adequados aos seus perfis. ‚ÄúVejo muitas pessoas interessadas em mudar de cidade. Algumas, porque querem uma vida mais tranquila, no interior. Outras, porque a escassez de ponto comercial nas capitais as faz pensar em investir em cidades menores. Seja qual for o motivo, elas precisam de orienta√ß√£o, porque √© preciso conhecer bem a localidade para investir em qualquer franquia‚ÄĚ, aconselha o especialista.

 

Toledo d√° dicas para quem deseja mudar de cidade e abrir uma franquia:

  • O primeiro passo √© conhecer a cidade e seu potencial econ√īmico ‚ÄstN√ļmeros. N√£o se faz nenhum neg√≥cio antes de conhecer todos os indicadores econ√īmicos oficiais de uma localidade. Quando voc√™ decide se mudar para uma nova cidade e investir nela, √© importante procurar a prefeitura, c√Ęmara municipal e a associa√ß√£o comercial e pedir acesso aos n√ļmeros locais. Essa pesquisa tamb√©m pode ser feita pela Internet. Mas, o que voc√™ deve procurar? √Č preciso saber se essa √© uma cidade-dormit√≥rio (aquela em que as pessoas apenas moram, mas n√£o trabalham), quantas ind√ļstrias est√£o instaladas nela, quantas empresas de outros segmentos, qual √© o n√ļmero de habitantes e popula√ß√£o flutuante (se ela for uma cidade tur√≠stica, nos finais de semana, feriados e f√©rias ter√° uma popula√ß√£o muito maior do que nos dias √ļteis), quantos shoppings, ruas comerciais, bancos, supermercados, universidades e outros indicadores que mostrem se √© uma cidade com bom potencial para o neg√≥cio que deseja implementar ou n√£o. ‚ÄúCom tais dados em m√£os, voc√™ conseguir√° avaliar melhor o tipo de neg√≥cio a ser implantado. Por exemplo: uma cidade repleta de crian√ßas pode precisar de cursos de idiomas. J√° uma cidade com maior n√ļmero de idosos necessita de servi√ßos voltados a este p√ļblico, enquanto a localidade com grande frota de ve√≠culos pode precisar de servi√ßos automotivos…‚ÄĚ, pondera o consultor.
  • Avalie os neg√≥cios j√° instalados e a concorr√™ncia ‚ÄstO segundo passo √© conhecer o com√©rcio da cidade. Visite as ruas comerciais, converse com os propriet√°rios de lojas, v√° aos shoppings e tente avaliar como se comporta o consumidor. ‚ÄúApenas fazendeo um trabalho de campo √© que voc√™ entender√° o local e suas particularidades. Aproveitando o exemplo acima, a cidade pode ter uma frota imensa e j√° ter muitos servi√ßos automotivos. Voc√™ s√≥ saber√° analisando a concorr√™ncia‚ÄĚ, explica Toledo.
  • Descubra se existem pontos comerciais interessantes na cidade ‚ÄstProcure imobili√°rias na cidade e tamb√©m os shoppings. √Č nesses locais que voc√™ descobrir√° se existem pontos comerciais para instalar seu neg√≥cio. ‚Äú√Äs vezes, a cidade √© √≥tima, mas, j√° n√£o tem tantos pontos dispon√≠veis ou eles s√£o t√£o caros que inviabilizam o investimento‚ÄĚ, comenta Toledo.
  • Com seu estudo realizado, busque franqueadoras que consigam prestar suporte adequado naquela cidade ‚ÄstVoc√™ escolheu a cidade e o segmento. Agora, tem a op√ß√£o de escolher as marcas mais interessantes. Por√©m, como saber por qual optar? ‚ÄúN√£o adianta a marca ser √≥tima se ela n√£o conseguir lhe entregar produtos ou prestar suporte onde voc√™ estiver. E se voc√™ precisar pagar o treinamento e as visitas do franqueador a um valor exorbitante, tamb√©m inviabilizar√° o neg√≥cio. Isso pode parecer um mero detalhe, mas, n√£o √©. J√° vi casos em que o franqueado desistiu da marca porque n√£o conseguia custear a supervis√£o e o treinamento e, sem esses itens fundamentais, n√£o tinha um bom desempenho. O correto √© ser franqueado de uma marca que tenha todas as condi√ß√Ķes de lhe atender plenamente naquela cidade‚ÄĚ, alerta o especialista.
  • Para evitar erros, procure ajuda especializada‚Äď Todos os passos acima demandam tempo, estrat√©gia e conhecimento m√≠nimo de neg√≥cios. Por isso, existem empresas que facilitam a busca por uma franquia, oferecendo suporte em todos os passos apresentados ao futuro franqueado. ‚ÄúComo n√≥s realizamos a expans√£o de diversas redes, cruzamos o perfil do investidor com as oportunidades existentes no banco de dados das franqueadoras e apresentamos a ele op√ß√Ķes que se adequem √† cidade em que deseja investir. Esta √© uma maneira de minimizar riscos, porque j√° realizamos o estudo de viabilidade do neg√≥cio e sabemos que aquela localidade tem potencial para a marca. Tamb√©m auxiliamos na negocia√ß√£o do ponto, principalmente com shoppings, e em toda a implanta√ß√£o. Sem d√ļvida, hoje, essa √© uma op√ß√£o que contempla as necessidades dos futuros franqueados, sem √īnus, e das franqueadoras‚ÄĚ, finaliza o consultor.

 

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE