PUBLICIDADE

6.0 - estilo de vidaarte & culturaliteratura

20 anos e 20 curiosidades de ‚ÄúHarry Potter‚ÄĚ!

H√° 20 anos os brux¬≠in¬≠hos mais famosos do plan¬≠e¬≠ta foram apre¬≠sen¬≠ta¬≠dos ao seu p√ļbli¬≠co no livro ‚ÄúHar¬≠ry Pot¬≠ter e a Pedra Filoso¬≠fal‚ÄĚ, o primeiro dos sete escritos por J. K. Rowl¬≠ing, sobre o meni¬≠no com poderes m√°gi¬≠cos. Neste per√≠o¬≠do, a hist√≥ria de Har¬≠ry Pot¬≠ter trans¬≠for¬≠mou a vida da escrito¬≠ra brit√Ęni¬≠ca e de mil¬≠hares de f√£s mun¬≠do afo¬≠ra. Para comem¬≠o¬≠rar a data, sep¬≠a¬≠ramos 20 curiosi¬≠dades sobre Har¬≠ry (Daniel Rad¬≠cliffe), seus ami¬≠gos Hermione Granger (Emma Wat¬≠son) e Rony Weasley (Rupert Grint), e os demais per¬≠son¬≠agens das obras.

 

1 - Quem leu ou assis­tiu às aven­turas de Har­ry Pot­ter sabe que a saga do brux­in­ho faz várias refer­ên­cias à cidade de Lon­dres. Alguns lugares cita­dos nas obras real­mente exis­tem, out­ros não, mas há tam­bém espaços que foram cri­a­dos espe­cial­mente em hom­e­nagem à história. Nos livros e filmes, o Pot­ter atrav­es­sa a parede na platafor­ma 9 3/4 para pegar o trem com des­ti­no a Hog­warts. Na estação de trem King’s Cross foi mon­ta­do um local des­ti­na­do aos fãs do brux­in­ho, com dire­ito a um car­rin­ho com malas e uma gaio­la atrav­es­san­do a parede.


2 - Nos Esta­dos Unidos, mais pre­cisa­mente no par­que temáti­co des­ti­na­do pela Uni­ver­sal ao brux­in­ho, em Orlan­do, os fãs podem pegar, lit­eral­mente, o Expres­so de Hog­warts.


3 - Para os f√£s que ado¬≠rari¬≠am estu¬≠dar em Hog¬≠warts, uma boa not√≠¬≠cia: voc√™ pode ter as mes¬≠mas exper¬≠i√™n¬≠cias que Har¬≠ry Pot¬≠ter, Hermione e Rony sem nem sair do Brasil. Em Cam¬≠pos do Jord√£o (SP) foi cri¬≠a¬≠da uma Esco¬≠la de Bruxaria e Magia. E o mel¬≠hor: as inscri√ß√Ķes para estu¬≠dar l√° est√£o aber¬≠tas! Entre os dias 25 e 28 de agos¬≠to, pes¬≠soas com mais de 14 anos poder√£o assi¬≠s¬≠tir a aulas de astro¬≠ma¬≠gia, adi¬≠v¬≠in¬≠ha√ß√£o, her¬≠bolo¬≠gia, feiti√ßaria, voo e den¬≠tre out¬≠ras dis¬≠ci¬≠plinas. Durante os qua¬≠tro dias os alunos estar√£o uni¬≠formiza¬≠dos com as t√≠pi¬≠cas capas da EMB. Al√©m dis¬≠so, ain¬≠da h√° um campe¬≠ona¬≠to de quadri¬≠bol.


4 - Os oito filmes da saga Har¬≠ry Pot¬≠ter est√£o entre os 100 filmes de maior bil¬≠hete¬≠ria no mun¬≠do. As oito pro¬≠du√ß√Ķes ren¬≠der¬≠am mais de 6 bil¬≠h√Ķes de d√≥lares ape¬≠nas de bil¬≠hete¬≠ria.


5 - J. K. Rowl­ing teve a ideia de escr­ev­er Har­ry Pot­ter den­tro de um trem. Lem­bran­do de anti­gos viz­in­hos cujo sobrenome era Pot­ter, com quem a escrito­ra e a irmã mais nova cos­tu­mavam brin­car de bruxa, já que per­to da casa deles havia um cemitério.


6 - Por causa da s√©rie de livros e filmes, no ano pas¬≠sa¬≠do, J. K. Rowl¬≠ing entrou na lista de bil¬≠ion√°rios da revista amer¬≠i¬≠cana Forbes, com uma for¬≠tu¬≠na esti¬≠ma¬≠da em 1 bil¬≠h√£o de d√≥lares. √Č a primeira escrito¬≠ra a alcan√ßar este pos¬≠to.


7 - Dez anos depois de lan√ßar o primeiro livro, a escrito¬≠ra brit√ʬ≠nia pub¬≠li¬≠cou sua √ļlti¬≠ma obra sobre o brux¬≠in¬≠ho: ‚ÄúHar¬≠ry Pot¬≠ter e as rel√≠quias da morte‚ÄĚ. A hist√≥ria foi traduzi¬≠da para pelo menos 65 idiomas.


8 - Se a m√£e de J. K. Rowl¬≠ing n√£o tivesse mor¬≠ri¬≠do, talvez a hist√≥ria do brux¬≠in¬≠ho n√£o teria exis¬≠ti¬≠do. A brit√Ęni¬≠ca come√ßou a escr¬≠ev¬≠er o primeiro livro seis meses antes de sua m√£e mor¬≠rer, mas nun¬≠ca disse nada a ela. ‚ÄúSe ela n√£o tivesse mor¬≠ri¬≠do, n√£o acho muito forte diz¬≠er que n√£o have¬≠ria ‚ÄėHar¬≠ry Pot¬≠ter‚Äô. Os livros s√£o o que s√£o, porque ela mor¬≠reu ‚Ķ porque a amei e ela mor¬≠reu‚ÄĚ disse a escrito¬≠ra em uma entre¬≠vista a Oprah Win¬≠frey.


9 - Demen­ta­dores são a rep­re­sen­tação físi­ca da depressão que Rowl­ing enfren­tou em sua vida pes­soal. Aos 20 anos, após a morte de sua mãe, a escrito­ra pre­cisou enfrentar uma forte depressão, que a inspirou a cri­ar os demen­ta­dores: criat­uras que se ali­men­tam da feli­ci­dade humana.


10 - O pro­fes­sor Snape foi inspi­ra­do num anti­go pro­fes­sor de quími­ca de J. K. Rowl­ing. O profi­sion­al de edu­cação seria John Net­bankhip, o chefe de ciên­cias da esco­la de Chep­stow, onde a auto­ra estu­dou quan­do cri­ança.


11 - Os nomes de alguns per­son­agens foram alter­ados. Con­fi­ra alguns nomes orig­i­nais: Hermione Puck­le (Hermione Granger); Neville Puff (Neville Long­bot­tom); Dra­co Spinks (Dra­co Mal­foy); Lily Moon (Luna Love­g­ood); Mad­hari Patil (Pad­ma Patil); e Mati Patil (Par­vati Patil).


12 - Depois da Segun­da Guer­ra Bruxa, Jorge Weasley casou-se com Angeli­na John­son (a ex de seu irmão, que mor­reu nes­ta guer­ra) e com ela teve dois fil­hos chama­dos Fred (em homangem ao irmão) e Rox­anne.


13 - Cada var¬≠in¬≠ha m√°g¬≠i¬≠ca foi cri¬≠a¬≠da e per¬≠son¬≠al¬≠iza¬≠da para cada per¬≠son¬≠agem. O design¬≠er Adam Brock¬≠bank √© o respon¬≠s√°v¬≠el pela cri¬≠a√ß√£o da var¬≠in¬≠ha de Nar¬≠cis¬≠sa Mal¬≠foy, na qual foi uti¬≠liza¬≠da a mes¬≠ma madeira pre¬≠ta da ben¬≠gala de Lucius, o mari¬≠do dela: ‚Äú(usei tam¬≠b√©m) cravos de pra¬≠ta embu¬≠ti¬≠dos, essen¬≠cial¬≠mente fazen¬≠do uma ver¬≠s√£o mais fem¬≠i¬≠ni¬≠na de sua var¬≠in¬≠ha‚ÄĚ, comen¬≠tou Brock¬≠bank. Para cada var¬≠in¬≠ha espe¬≠cial, out¬≠ras eram con¬≠fec¬≠cionadas no mes¬≠mo molde, caso a orig¬≠i¬≠nal que¬≠brasse. Os dubl√™s uti¬≠lizavam as var¬≠in¬≠has per¬≠son¬≠al¬≠izadas, mas de pl√°s¬≠ti¬≠co.


14 - A pro¬≠fes¬≠so¬≠ra Min¬≠er¬≠va McG¬≠o¬≠na¬≠gall j√° ter¬≠mi¬≠nou um noiva¬≠do e √©, na ver¬≠dade, uma vi√ļ¬≠va. Ap√≥s se for¬≠mar em Hog¬≠warts com 18 anos, a jovem foi pas¬≠sar um m√™s na casa da fam√≠lia (antes de se mudar para Lon¬≠dres e assumir o car¬≠go de assis¬≠tente no Depar¬≠ta¬≠men¬≠to de Exe¬≠cu√ß√£o das Leis da Magia), onde con¬≠heceu Dou¬≠glas Mcgre¬≠gor. Os dois se apaixonaram e o jovem a pediu em casa¬≠men¬≠to. Ela aceitou ime¬≠di¬≠ata¬≠mente, mas no dia seguinte ter¬≠mi¬≠nou o noiva¬≠do com Dou¬≠glas por perce¬≠ber que se ela se tor¬≠nasse esposa dele, que¬≠braria o Estatu¬≠to de Sig¬≠i¬≠lo em Magia, j√° que Dou¬≠glas era trouxa. Anos depois, Min¬≠er¬≠va aceitou se casar com seu ex-chefe Elphi¬≠s¬≠tone Urquart, mas o cas√≥rio durou ape¬≠nas tr√™s anos. Elphi¬≠s¬≠tone mor¬≠reu infec¬≠ta¬≠do por uma mor¬≠di¬≠da de Ten¬≠t√°cu¬≠lo Venenoso em 1985. Min¬≠er¬≠va n√£o quis morar soz¬≠in¬≠ha em Hogsmeade ap√≥s ao funer¬≠al do mari¬≠do, ent√£o foi morar em Hog¬≠warts. Ape¬≠sar do casa¬≠men¬≠to, a pro¬≠fes¬≠so¬≠ra sem¬≠pre man¬≠teve o nome de solteira.


15 - Rony Weasley quase foi mor¬≠to por J. K. Rowl¬≠ing. Numa entre¬≠vista que a escrito¬≠ra deu a Daniel Rad¬≠cliffe, int√©r¬≠prete de Har¬≠ry Pot¬≠ter, a brit√Ęni¬≠ca afir¬≠mou que des¬≠de o in√≠¬≠cio n√£o plane¬≠ja¬≠va matar nen¬≠hum dos tr√™s per¬≠son¬≠agens prin¬≠ci¬≠pais, mas ‚Äúent√£o, no meio do cam¬≠in¬≠ho, o que pen¬≠so que ten¬≠ha sido um reflexo do fato de que eu n√£o esta¬≠va em um lugar muito feliz, come¬≠cei a pen¬≠sar que eu pode¬≠ria acabar com um deles. Por com¬≠ple¬≠to despeito. Mas eu acho que no fun¬≠do do meu cora√ß√£o, emb¬≠o¬≠ra eu ten¬≠ha con¬≠sid¬≠er¬≠a¬≠do grave¬≠mente a morte de Ron, (eu n√£o teria feito isso)‚ÄĚ.


16 - Michael Jack¬≠son entrou ten¬≠tou faz¬≠er um musi¬≠cal inspi¬≠ra¬≠do nas aven¬≠turas de Har¬≠ry Pot¬≠ter, mas a escrito¬≠ra recu¬≠sou a pro¬≠pos¬≠ta.


17 - O √ļlti¬≠mo livro da saga, ‚ÄúHar¬≠ry Pot¬≠ter e as rel√≠quias da morte‚ÄĚ teve out¬≠ras duas op√ß√Ķes de nome: ‚Äúthe Elder Wand‚ÄĚ (A var¬≠in¬≠ha de Elder) ‚ÄĒ o nome foi usa¬≠do como t√≠tu¬≠lo do cap√≠¬≠tu¬≠lo 32 ‚ÄĒ, e ‚Äúthe Peverell Quest‚ÄĚ (A bus¬≠ca pelos Peverell), que a escrito¬≠ra descar¬≠tou rap¬≠i¬≠da¬≠mente.


18 - O site ofi¬≠cial da hist√≥ria de ‚ÄúHar¬≠ry Pot¬≠ter‚ÄĚ lista 29 sinais de Hermione gosta¬≠va de Rony des¬≠de o in√≠¬≠cio. Uma das evid√™n¬≠cias √© que, quan¬≠do Fleur bei¬≠ja Ron, Hermione fica com uma cara furiosa, em ‚ÄúHar¬≠ry Pot¬≠ter e o C√°lice de fogo‚ÄĚ.


19 - Depois de se for¬≠mar em Hog¬≠warts, Luna Love¬≠g¬≠ood tornou-se nat¬≠u¬≠ral¬≠ista e durante seu tra¬≠bal¬≠ho con¬≠heceu Rolf Sca¬≠man¬≠der, com quem se casou. O av√ī de Rolf Sca¬≠man¬≠der √© Newt Sca¬≠man¬≠der, o pro¬≠tag¬≠o¬≠nista do filme ‚Äúani¬≠mais fan¬≠t√°s¬≠ti¬≠cos e onde habitam‚ÄĚ.


20 - Antes da fil¬≠magem de ‚ÄúHar¬≠ry Pot¬≠ter e do Pri¬≠sioneiro de Azk¬≠a¬≠ban‚ÄĚ, o dire¬≠tor Alfon¬≠so Cuar√≥n fez seus tr√™s pro¬≠tag¬≠o¬≠nistas escreverem um ensaio sobre seus per¬≠son¬≠agens. Emma Wat¬≠son escreveu 16 p√°gi¬≠nas sobre Hermione, Daniel Rad¬≠cliffe escreveu uma p√°gi¬≠na sobre Har¬≠ry, e Rupert Grint nun¬≠ca entre¬≠gou nem uma √ļni¬≠ca frase. O ator ale¬≠gou que esta¬≠va muito ocu¬≠pa¬≠do estu¬≠dan¬≠do para finalizar o Gen¬≠er¬≠al Cer¬≠tifi¬≠cate of Sec¬≠ondary Edu¬≠ca¬≠tion, que no Brasil equiv¬≠ale ao Ensi¬≠no M√©dio.


 

Fotos: Repro­dução

Fonte: Extra

PUBLICIDADE