PUBLICIDADE

política

Senadores querem derrubada de veto à expansão do auxílio emergencial

Logo ap√≥s o pres¬≠i¬≠dente Jair Bol¬≠sonaro vetar parte do pro¬≠je¬≠to que autor¬≠iza a expan¬≠s√£o do aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial de R$ 600 para out¬≠ras cat¬≠e¬≠go¬≠rias profis¬≠sion¬≠ais, senadores foram √†s redes soci¬≠ais protes¬≠tar con¬≠tra a decis√£o. Eles defen¬≠d¬≠em a der¬≠ruba¬≠da do veto e pedem que o Con¬≠gres¬≠so Nacional delibere sobre o assun¬≠to o mais r√°pi¬≠do pos¬≠s√≠v¬≠el.

O senador Ran¬≠dolfe Rodrigues (Rede-AP), autor do pro¬≠je¬≠to orig¬≠i¬≠nal de ampli¬≠a√ß√£o do bene¬≠f√≠¬≠cio, foi o primeiro a se man¬≠i¬≠fes¬≠tar.  Ele lamen¬≠tou o fato de o pres¬≠i¬≠dente ter esper¬≠a¬≠do o pra¬≠zo final para san¬≠cionar a proposi√ß√£o. Ran¬≠dolfe disse que Bol¬≠sonaro foi covarde.

‚ÄúBol¬≠sonaro lava suas m√£os em uma bacia de sangue! Quan¬≠tos dess¬≠es tra¬≠bal¬≠hadores e quan¬≠tas dessas fam√≠lias sofr¬≠er√£o, al√©m da crise, com a fome e a fal¬≠ta de recur¬≠sos? Covarde! Vamos lutar pela der¬≠ruba¬≠da dess¬≠es vetos!‚ÄĚ, afir¬≠mou.

O senador lem¬≠brou ain¬≠da que a inclus√£o de mais profis¬≠sion¬≠ais n√£o foi o √ļni¬≠co pon¬≠to veta¬≠do pelo Exec¬≠u¬≠ti¬≠vo, que bar¬≠rou tam¬≠b√©m a pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade de o ben¬≠efi¬≠ci√°rio acu¬≠mu¬≠lar o aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial com o Bol¬≠sa Fam√≠lia.

‚ÄúEle vetou a pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade de acu¬≠mu¬≠la√ß√£o com o Bol¬≠sa Fam√≠lia, vetou todas as cat¬≠e¬≠go¬≠rias! Vetou o pai soz¬≠in¬≠ho, que √© chefe de fam√≠lia, as fin¬≠techs [ban¬≠cos vir¬≠tu¬≠ais], a exten¬≠s√£o a alguns tra¬≠bal¬≠hadores com con¬≠tra¬≠to inter¬≠mi¬≠tente e as restri√ß√Ķes √† ces¬≠sa√ß√£o de aposen¬≠ta¬≠do¬≠rias e pen¬≠s√Ķes durante a pan¬≠demia‚ÄĚ, acres¬≠cen¬≠tou.

O pres¬≠i¬≠dente da Comis¬≠s√£o de Dire¬≠itos Humanos (CDH), senador Paulo Paim (PT-RS), tam¬≠b√©m se pro¬≠nun¬≠ciou, dizen¬≠do que dep¬≠uta¬≠dos e senadores devem anal¬≠is¬≠ar o veto o mais r√°pi¬≠do pos¬≠s√≠v¬≠el, pois mil¬≠h√Ķes de brasileiros pre¬≠cisam desse din¬≠heiro.

‚Äú√Č urgente que o Con¬≠gres¬≠so delibere os vetos ao PL 873, que estende a out¬≠ras cat¬≠e¬≠go¬≠rias o aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial de R$ 600. Mil¬≠h√Ķes depen¬≠dem desse recur¬≠so para sat¬≠is¬≠faz¬≠er as neces¬≠si¬≠dades mais b√°si¬≠cas e enfrentar a pan¬≠demia da covid-19‚ÄĚ, disse no Twit¬≠ter. 

O l√≠der do PMDB na Casa, senador Eduar¬≠do Bra¬≠ga (AM), anun¬≠ciou em suas redes soci¬≠ais que vai tra¬≠bal¬≠har para que o veto seja der¬≠ruba¬≠do e para que se pos¬≠sa faz¬≠er ‚Äújusti√ßa social‚ÄĚ aos tra¬≠bal¬≠hadores. 

‚Äú√Č desumano vetar o aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial para motoris¬≠tas e entre¬≠gadores de aplica¬≠tivos, taxis¬≠tas, pescadores arte¬≠sanais, agricul¬≠tores famil¬≠iares e tan¬≠tos out¬≠ros tra¬≠bal¬≠hadores mais humildes que v√™m sofren¬≠do per¬≠das sub¬≠stan¬≠ci¬≠ais com a pan¬≠demia.

A der¬≠ruba¬≠da do veto foi defen¬≠di¬≠da tam¬≠b√©m pelo l√≠der do PSL, senador Major Ol√≠m¬≠pio (SP). Ele desta¬≠cou que o veto atinge mil¬≠h√Ķes de brasileiros que tra¬≠bal¬≠ham como motorista de t√°xi, de trans¬≠porte por aplica¬≠tivos, pro¬≠fes¬≠sores de edu¬≠ca√ß√£o f√≠si¬≠ca, que pre¬≠cisavam do aux√≠lio para com¬≠er e que ago¬≠ra nem podem ‚Äúir ao farol vender bala, porque n√£o tem car¬≠ro no farol‚ÄĚ.

‚ÄúIrre¬≠spon¬≠s¬≠abil¬≠i¬≠dade, insen¬≠satez, ver¬≠gonha ou que gov¬≠er¬≠no fez. A √ļni¬≠ca coisa que o Con¬≠gres¬≠so tem que faz¬≠er √© der¬≠rubar esse veto par¬≠cial. √Č tirar essa ver¬≠gonha nesse momen¬≠to para que mil¬≠h√Ķes de brasileiros pos¬≠sam sobre¬≠viv¬≠er, se ali¬≠men¬≠tar, levar o fei¬≠j√£o com arroz para sua fam√≠lia‚ÄĚ, afir¬≠mou em v√≠deo no Twit¬≠ter.

Entendimento

O senador Chico Rodrigues (DEM-RO), por sua vez, lem¬≠brou que parte do pro¬≠je¬≠to foi veta¬≠do porque n√£o hou¬≠ve a indi¬≠ca√ß√£o da fonte dos recur¬≠sos e tam¬≠b√©m porque a pro¬≠pos¬≠ta ben¬≠e¬≠fi¬≠cia algu¬≠mas profis¬≠s√Ķes em detri¬≠men¬≠to de out¬≠ras. Segun¬≠do ele, o Con¬≠gres¬≠so Nacional deve dis¬≠cu¬≠tir a situ¬≠a√ß√£o.

‚ÄĒ Deve ser uma dis¬≠cuss√£o ten¬≠sa em raz√£o da atu¬≠al situ¬≠a√ß√£o fis¬≠cal do pa√≠s. N√£o tem din¬≠heiro, mas deve¬≠mos chegar a um con¬≠sen¬≠so, a um entendi¬≠men¬≠to. Para muitos, sobram prob¬≠le¬≠mas como sa√ļde, aluguel‚Ķ E fal¬≠ta o essen¬≠cial, que √© o ali¬≠men¬≠to. Por¬≠tan¬≠to, o gov¬≠er¬≠no deve sim encon¬≠trar uma solu√ß√£o ‚ÄĒ afir¬≠mou √† Ag√™n¬≠cia Sena¬≠do.

A pro¬≠pos¬≠ta de ampli¬≠a√ß√£o do aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial (PL 873/2020) foi aprova¬≠do em sess√£o remo¬≠ta no Sena¬≠do em 22 de abril, com 80 votos favor√°veis (o que rep¬≠re¬≠sen¬≠ta una¬≠n¬≠im¬≠i¬≠dade, porque o pres¬≠i¬≠dente da sess√£o n√£o vota). A mat√©ria san¬≠ciona¬≠da com vetos pelo Exec¬≠u¬≠ti¬≠vo no √ļlti¬≠mo de pra¬≠zo para san√ß√£o.

Veja o que dis­ser­am out­ros senadores nas redes soci­ais:

Hum¬≠ber¬≠to Cos¬≠ta (PT-PE): ‚ÄúO Con¬≠gres¬≠so agiu r√°pi¬≠do para res¬≠guardar aque¬≠les tra¬≠bal¬≠hadores que estavam sem qual¬≠quer las¬≠tro nes¬≠ta grave crise. Jair Bol¬≠sonaro foi l√° e empurrou todos eles para fora‚ÄĚ. 

* Paulo Rocha (PT-PA): ‚ÄúBol¬≠sonaro n√£o gov¬≠er¬≠na para os brasileiros. O aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial, que √© um dire¬≠ito do povo, foi nega¬≠do a mil¬≠h√Ķes de tra¬≠bal¬≠hadores. Ele ale¬≠ga n√£o haver fontes de recur¬≠sos para esten¬≠der o bene¬≠f√≠¬≠cio para pescadores arte¬≠sanais, motoris¬≠tas de aplica¬≠tivos e out¬≠ros. Balela! Essa cru¬≠el¬≠dade √© mais uma ten¬≠ta¬≠ti¬≠va de for√ßar a sa√≠¬≠da do povo do iso¬≠la¬≠men¬≠to. A cru¬≠el¬≠dade desse ser n√£o tem lim¬≠ites‚ÄĚ. 

* Wev¬≠er¬≠ton (PDT-MA): ‚Äú√Č indig¬≠nante a fal¬≠ta de sen¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dade deste gov¬≠er¬≠no. Recebe¬≠mos a lamen¬≠t√°v¬≠el not√≠¬≠cia de que o pres¬≠i¬≠dente Bol¬≠sonaro vetou o aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial de R$ 600 para uma s√©rie de cat¬≠e¬≠go¬≠rias profis¬≠sion¬≠ais. S√£o pes¬≠soas que est√£o sem ter como tra¬≠bal¬≠har e se ali¬≠men¬≠tar na crise cau¬≠sa¬≠da pelo coro¬≠n¬≠av√≠rus. S√£o vidas! Vamos tra¬≠bal¬≠har no Con¬≠gres¬≠so para der¬≠rubar esse vetos e faz¬≠er justi√ßa com essas fam√≠lias‚ÄĚ. 

* Jean Paul Prates (PT-RN): ‚ÄúAo vetar que motoris¬≠tas de aplica¬≠tivos, pescadores e out¬≠ras cat¬≠e¬≠go¬≠rias profis¬≠sion¬≠ais rece¬≠bam o aux√≠lio emer¬≠gen¬≠cial, Bol¬≠sonaro quer que a pop¬≠u¬≠la√ß√£o brasileira mor¬≠ra de fome. Ele con¬≠tin¬≠ua a desprezar vidas. Enquan¬≠to isso, con¬≠tin¬≠ua andan¬≠do de jet ski e fazen¬≠do chur¬≠ras¬≠co para ami¬≠gos‚ÄĚ. 

*Ange¬≠lo Coro¬≠nel (PSD-BA): ‚ÄúN√≥s senadores inclu√≠¬≠mos gru¬≠pos que n√£o estavam no pro¬≠je¬≠to orig¬≠i¬≠nal. O pres¬≠i¬≠dente vetou e esse veto ser√° anal¬≠isa¬≠do pelo Con¬≠gres¬≠so onde espero que sejam der¬≠ruba¬≠dos. Pois os inclu√≠¬≠dos s√£o pes¬≠soas neces¬≠si¬≠tadas e que pre¬≠cisam dess¬≠es recur¬≠sos para sua sub¬≠sist√™n¬≠cia e da sua fam√≠lia. Achei um ato de mui¬≠ta cru¬≠el¬≠dade vetar, ou seja, excluir ess¬≠es gru¬≠pos de pes¬≠soas‚ÄĚ. 

Fonte: Agên­cia Sena­do

 

Fonte: Agên­cia Sena­do

PUBLICIDADE