PUBLICIDADE

3.0 - Negócios

Projeção do PIB brasileiro de 2,2% para estabilidade em 2020 é revisado pelo BC

Edif√≠cio sede do Banco Centro, em Bras√≠lia, em maio de 2019¬© S√©r¬≠gio Lima/Poder360 Edif√≠¬≠cio sede do Ban¬≠co Cen¬≠tro, em Bras√≠lia, em maio de 2019

O Ban¬≠co Cen¬≠tral revi¬≠sou a pro¬≠je√ß√£o de vari¬≠a√ß√£o do PIB (Pro¬≠du¬≠to Inter¬≠no Bru¬≠to) brasileiro de 2,2% para esta¬≠bil¬≠i¬≠dade ‚Äďou seja, zero. A esti¬≠ma¬≠ti¬≠va foi pub¬≠li¬≠ca¬≠da no RTI (Relat√≥rio Trimes¬≠tral de Infla√ß√£o), divul¬≠ga¬≠do nes¬≠ta 5¬™ feira (26.mar.2020) Eis a √≠nte¬≠gra (685 KB).

De acor¬≠do com a autori¬≠dade mon¬≠et√°ria, a alter¬≠a√ß√£o na expec¬≠ta¬≠ti¬≠va foi fei¬≠ta depois de impactos econ√īmi¬≠cos expres¬≠sivos da pan¬≠demia de covid-19. O sur¬≠to de coro¬≠n¬≠av√≠rus deve ter maior efeito sobre a econo¬≠mia no 2¬ļ trimestre de 2020.

Os Esta­dos ado­taram uma série de medi­das para restringir o fluxo de pes­soas e evi­tar a dis­sem­i­nação da doença. O Min­istério da Econo­mia tam­bém revi­sou de 2,1% para 0,02% a esti­ma­ti­va de cresci­men­to do PIB do país em 2020.

Al√©m do coro¬≠n¬≠av√≠rus, o Ban¬≠co Cen¬≠tral disse que a recu¬≠per¬≠a√ß√£o da ativi¬≠dade econ√īmi¬≠ca perdeu f√īlego a par¬≠tir do 4 trimestre do ano pas¬≠sa¬≠do. ‚ÄúResul¬≠ta¬≠dos abaixo do esper¬≠a¬≠do em indi¬≠cadores econ√īmi¬≠cos no final de 2019 e in√≠¬≠cio de 2020 afe¬≠taram a expec¬≠ta¬≠ti¬≠va de desem¬≠pen¬≠ho da ativi¬≠dade no primeiro trimestre‚ÄĚ, afir¬≠mou o relat√≥rio.

PUBLICIDADE