PUBLICIDADE

mundo

OMS: causa de novo surto de coronavírus na China precisa ser estudada

As ori¬≠gens de uma nova alta nas infec√ß√Ķes pelo novo coro¬≠n¬≠av√≠rus em Pequim n√£o s√£o cer¬≠tas, dis¬≠ser¬≠am autori¬≠dades da Orga¬≠ni¬≠za¬≠√ß√£o Mundi¬≠al da Sa√ļde (OMS) nes¬≠sa segun¬≠da-feira, descreven¬≠do como ‚Äúhip√≥tese‚ÄĚ a ale¬≠ga√ß√£o de que pode¬≠ria ter sido cau¬≠sa¬≠da por impor¬≠ta√ß√Ķes ou empa¬≠co¬≠ta¬≠men¬≠to de salm√£o.

V√°rios dis¬≠tri¬≠tos da cap¬≠i¬≠tal chi¬≠ne¬≠sa insta¬≠laram pos¬≠tos de ver¬≠i¬≠fi¬≠ca√ß√£o, fecharam esco¬≠las e deter¬≠mi¬≠naram que as pes¬≠soas fos¬≠sem tes¬≠tadas para o novo coro¬≠n¬≠av√≠rus, ap√≥s o aumen¬≠to ines¬≠per¬≠a¬≠do nos casos da doen√ßa rela¬≠ciona¬≠do ao maior mer¬≠ca¬≠do ata¬≠cadista de ali¬≠men¬≠tos da √Āsia.

Jor¬≠nais estatais infor¬≠maram que o v√≠rus foi descober¬≠to em t√°buas usadas para cor¬≠tar salm√£o impor¬≠ta¬≠do no mer¬≠ca¬≠do de Xin¬≠fa¬≠di, em Pequim, em meio a pre¬≠ocu¬≠pa√ß√Ķes sobre uma segun¬≠da onda da pan¬≠demia na Chi¬≠na.

Mike Ryan, chefe do Pro¬≠gra¬≠ma de Emerg√™n¬≠cias da OMS, disse em entre¬≠vista por video¬≠con¬≠fer¬≠√™n¬≠cia que seria ‚Äúret¬≠i¬≠cente‚ÄĚ afir¬≠mar que a embal¬≠agem pre¬≠cisa ser tes¬≠ta¬≠da para o v√≠rus como resul¬≠ta¬≠do das novas infec√ß√Ķes.

Nes¬≠sa segun¬≠da-feira, Ryan falou sobre o Brasil, lem¬≠bran¬≠do que o pa√≠s √© um dos reg¬≠is¬≠tram n√ļmero cres¬≠cente de casos de covid-19 e que a situ¬≠a√ß√£o √© pre¬≠ocu¬≠pante na Am√©ri¬≠ca Cen¬≠tral.

Fonte: AB

PUBLICIDADE