4.2 // saúde

Mitos e verdades sobre a proteção solar

Para muitas pessoas, o verão é a estação mais aguardada do ano. Nessa época, ficamos mais animados para curtir o sol e sair com os amigos, ir à praia, piscina, parques etc. E, para não fazer feio nessa temporada, esclarecemos alguns mitos e verdades sobre a exposição solar.

Não é necessário usar filtro solar em dias nublados

MITO – Os raios ultravioletas e infravermelhos, que causam os principais danos, atingem a pele mesmo em dias nublados ou com chuva. Por isso, é necessário utilizar o filtro solar diariamente, principalmente nas áreas de maior exposição como rosto, colo e mãos.

Filtro solar ajuda a prevenir o envelhecimento da pele

VERDADE – Além dos fatores genéticos, os raios ultravioletas e infravermelhos são alguns dos principais causadores do envelhecimento. A exposição solar sem proteção prejudica a produção do colágeno, que é o principal responsável pela firmeza da pele.

Negros não precisam usar protetor solar

MITO – Os negros apresentam maior concentração de melanina, que atua como filtro natural para pele, porém essa ação não substitui o uso do protetor solar. Independente da cor da pele, o cuidado deve ser o mesmo para manter a saúde e beleza.

Acima do FPS 30 todos os protetores são iguais

MITO – Quanto maior o fator de proteção solar, mais você estará protegido da radiação UVB. O FPS indica quantas vezes mais a pele estará protegida do sol. Assim, ao utilizar o FPS 30, por exemplo, a pele estará 30 vezes mais protegida; com o FPS 70, ela estará 70 vezes mais protegida.

Na hora de aplicar o produto, não existe uma quantidade certa.

MITO – A eficácia do protetor também está relacionada com a quantidade certa de produto consumido. Se a quantidade aplicada for menor do que a indicada, forma-se uma camada mais fina do que o ideal, comprometendo o poder de proteção descrito na embalagem.

Para não ter erro, é só seguir as seguintes quantidades:

  • 1 colher de chá para rosto/cabeça e pescoço
  • 2 colheres de chá para o tronco
  • 1 colher de chá para cada braço
  • 2 colheres de chá para cada perna

Basta aplicar o produto apenas uma vez ao dia

MITO – Além da aplicação em quantidade adequada, a reaplicação periódica garante uma melhor proteção. O tempo de reaplicação depende do tipo e intensidade de exposição, do contato com água e suor e da área exposta. De forma geral, é recomendada a reaplicação a cada 2 horas ou depois de sair da água.

Posso usar o mesmo produto no rosto e no corpo

MITO – Os produtos desenvolvidos para o rosto oferecem benefícios específicos para essa região, como textura mais leve e indicação para a pele oleosa. Alguns possuem fórmula com rápida absorção, toque seco e textura leve, evitando a sensação de oleosidade.

Protetor para adulto não pode ser aplicado em crianças

MITO – Produtos de uso adulto são eficientes para qualquer idade, inclusive para as crianças. Contudo, os pequenos têm suas necessidades específicas, pois acabam ficando muito tempo dentro d’água, e o uso de produtos com maior resistência é mais indicado.

A luz do escritório não é prejudicial à pele

MITO – Ao contrário do que muitos pensam, a luz artificial do escritório também emite raios capazes de provocar manchas. Mesmo que a sua intensidade não seja tão forte quanto a dos raios solares, os efeitos se acumulam com o tempo e podem causar manchas.

Foto: Reprodução

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista