PUBLICIDADE

economia

√ćndice de pre√ßos acumula taxa de infla√ß√£o de 6,22% em 12 meses

O √ćndice Ger¬≠al de Pre√ßos ‚Äď Mer¬≠ca¬≠do (IGP‚ÄĎM), usa¬≠do no rea¬≠juste dos con¬≠tratos de aluguel, reg¬≠istrou infla√ß√£o de 0,01% na segun¬≠da pr√©via de maio deste ano. A taxa √© infe¬≠ri¬≠or √† obser¬≠va¬≠da na segun¬≠da pr√©via de abril, que havia reg¬≠istra¬≠do infla√ß√£o de 1%.

Com o resul­ta­do da prévia, divul­ga­da hoje (20) pela Fun­dação Getulio Var­gas (FGV), o indi­cador pas­sou a acu­mu­lar taxa de 6,22% em 12 meses.

Os tr√™s sub¬≠√≠ndices que com¬≠p√Ķem o IGP‚ÄĎM reg¬≠is¬≠traram quedas nas taxas de abril para maio. A infla√ß√£o do √ćndice de Pre√ßos ao Pro¬≠du¬≠tor Amp¬≠lo, que mede o ata¬≠ca¬≠do, recu¬≠ou de 1,36% na pr√©via de abril para 0,18% na pr√©via de maio. J√° a infla√ß√£o do √ćndice Nacional de Cus¬≠to da Con¬≠stru√ß√£o recu¬≠ou menos, de 0,22% para 0,21%.

O √ćndice de Pre√ßos ao Con¬≠sum¬≠i¬≠dor, que mede o vare¬≠jo, pas¬≠sou de uma infla√ß√£o de 0,28% na pr√©via de abril para uma defla√ß√£o (que¬≠da de pre√ßos) de 0,59% na pr√©via de maio.

Edição: Valéria Aguiar

PUBLICIDADE