Mercado

Empresa bate recorde e comercializa 5 milhões de doses de sêmen em 2018

 - REVISTA MAISJR

(Crédito: Reprodução) 

A Alta Genetics, líder no mercado de melhoramento genético bovino do mundo, com sede na cidade de Uberaba em Minas, se tornou a primeira empresa a comercializar 5 milhões de doses de sêmen em um ano. A marca superou a meta para 2018, que era de 4,5 milhões, e representa um rompimento de uma barreira histórica no mercado de genética.

Segundo dados da Associação Brasileira de Inseminação Artificial (ABISA), no primeiro semestre de 2018, as empresas de genética somadas comercializaram 5.106.718 doses, um crescimento de 9% em relação a 2017. No mesmo período, a Alta cresceu 17%, quase o dobro do mercado.

De acordo com o Diretor da Alta no Brasil, Heverardo de Carvalho, diversos fatores influenciaram nesses resultados, desde o investimento de 1,2 milhão em treinamentos da equipe de campo, para que pudessem dar o melhor suporte técnico aos clientes; os mais de 96 escritórios espalhados pelo país para garantir um atendimento ágil e de qualidade; até fatores de mercado como as exportações de carne que tiveram uma recuperação em 2018, destaca Carvalho.

“Em 2015 já saímos na frente e atingimos a marca de 4 milhões de doses. Superar esse feito em 2018, significa que estamos no caminho certo em ser parceiro dos pecuaristas, ajudando-os na identificação e solução dos problemas, para continuarmos superando barreiras”, acrescenta Carvalho.

Para 2019, a meta da central é crescer 10% e comercializar 5.5 milhões de doses de sêmen. “Queremos continuar avançando, ampliando programas importantes como Alta Advantage, Alta CRIA, Plano Genético, Alta Gestão, entre outros, que foram igualmente relevantes na conquista dos resultados desse ano”, acrescenta. De acordo com o Diretor, a empresa deve encerrar o ano com avanço de 19% nas vendas se comparado a 2017. De janeiro a novembro a o setor de corte apresentou um crescimento de 23%, enquanto que no leite o avanço foi de 6%.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista