PUBLICIDADE

mundo

Em parte da Espanha, Madri reencontra seus bares e praias reabrem 

Após dez sem­anas de con­fi­na­men­to, a pop­u­lação de Madri reen­con­trou, des­de ontem, seus apre­ci­a­dos bares, emb­o­ra ape­nas nos espaços exter­nos, enquan­to os habi­tantes de out­ras áreas da Espan­ha com menor incidên­cia do coro­n­avírus podem tomar ban­ho de mar.

Em uma rua no cen¬≠tro hist√≥ri¬≠co da cap¬≠i¬≠tal, a choco¬≠la¬≠te¬≠ria San Gin√©s, famosa por seus chur¬≠ros com choco¬≠late, tin¬≠ha seis das 13 mesas habit¬≠u¬≠ais insta¬≠l¬≠adas nes¬≠ta man¬≠h√£, para garan¬≠tir a dis¬≠t√Ęn¬≠cia de segu¬≠ran√ßa. O inte¬≠ri¬≠or das insta¬≠la√ß√Ķes per¬≠manece inacess√≠v¬≠el para os clientes.

Fisioterapeutas atendem a paciente que se recuperou da COVID-19 no Hospital Gregorio Maranon de Madri, em 14 de maio de 2020¬© PIERRE-PHILIPPE MARCOU Fisioter¬≠apeu¬≠tas aten¬≠dem a paciente que se recu¬≠per¬≠ou da COVID-19 no Hos¬≠pi¬≠tal Gre¬≠go¬≠rio Mara¬≠non de Madri, em 14 de maio de 2020

‚ÄúEsta¬≠mos aber¬≠tos h√° 125 anos, e foi a primeira vez que ficamos fecha¬≠dos assim‚ÄĚ, disse o ger¬≠ente, Daniel Real, √† AFP.

‚ÄúEm breve, abrire¬≠mos 24 horas como antes, mas ago¬≠ra o turno da noite est√° sus¬≠pen¬≠so, dev¬≠i¬≠do √† aus√™n¬≠cia de tur¬≠is¬≠tas e porque a boate ao lado, que geral¬≠mente nos traz muitos clientes, ain¬≠da est√° fecha¬≠da‚ÄĚ, expli¬≠cou.

Os par­ques, começan­do com o Retiro, tam­bém abri­ram, após dez sem­anas de fechamen­to.

‚ÄúMe d√° um pouco de paz que o Retiro este¬≠ja aber¬≠to nova¬≠mente, me con¬≠for¬≠ta‚ÄĚ, diz Rosa San Jos√©, pro¬≠fes¬≠so¬≠ra de 50 anos do ensi¬≠no m√©dio, que foi faz¬≠er uma cam¬≠in¬≠ha¬≠da usan¬≠do m√°s¬≠cara, antes de tra¬≠bal¬≠har de casa.

A cap­i­tal espan­ho­la, assim como Barcelona e sua região met­ro­pol­i­tana e parte da região de Castil­la e León (norte), ini­cia­ram nes­ta segun­da-feira sua primeira fase do descon­fi­na­men­to pro­gres­si­vo. A medi­da já havia começa­do no restante do país.

Nes¬≠ta fase, os ter¬≠ra√ßos dos bares, os espa√ßos de cul¬≠to e os museus e bib¬≠liote¬≠cas podem reabrir, mas com capaci¬≠dade lim¬≠i¬≠ta¬≠da e man¬≠ten¬≠do uma dis¬≠t√Ęn¬≠cia de segu¬≠ran√ßa. Tam¬≠b√©m s√£o per¬≠mi¬≠ti¬≠dos encon¬≠tros de at√© dez pes¬≠soas.

- Menos de 100 mor­tos ao dia -

Na √ļlti¬≠ma sem¬≠ana, a Espan¬≠ha con¬≠seguiu con¬≠ter a mor¬≠tal¬≠i¬≠dade da pan¬≠demia abaixo de 100 mortes por dia.

Mes­mo assim, é um dos país­es mais atingi­dos do mun­do, com mais de 28.700 mortes e 235.000 casos pos­i­tivos con­fir­ma­dos.

Além de Madri, o out­ro foco do coro­n­avírus tem sido Barcelona e sua região met­ro­pol­i­tana.

Na orla do bair­ro de Barcelone­ta, a retoma­da das ativi­dades pro­duzia ima­gens semel­hantes às de Madri nes­ta segun­da-feira.

‚ÄúTemos que mon¬≠tar, limpar, desin¬≠fe¬≠tar e depois con¬≠ver¬≠sar com os meni¬≠nos para con¬≠sci¬≠en¬≠tiz√°-los das medi¬≠das de segu¬≠ran√ßa, dis¬≠t√Ęn¬≠cia, higiene‚Ķ E depois come√ßar a fat¬≠u¬≠rar. J√° era hora‚ÄĚ, disse Nacho Gar¬≠c√≠a, dire¬≠tor do Restau¬≠rante Bar¬≠na Beach, a 10 met¬≠ros da pra¬≠ia.

Nas prox­im­i­dades, David Polo prepara as mesas de sua viní­co­la Iberia, em frente à pra­ia. Com um pano, apli­ca solução de água e cloro nas mesas de met­al que acu­mu­la­ram poeira por meses.

‚ÄúO prob¬≠le¬≠ma √© que, se voc√™ n√£o abre, ain¬≠da tem despe¬≠sas. Abri¬≠mos com metade da equipe para ten¬≠tar cobrir os cus¬≠tos. Vamos ver se o rem√©¬≠dio √© pior do que a doen√ßa‚ÄĚ, diz esse empres√°rio de 46 anos.

Os res­i­dentes de Barcelona podem cam­in­har, nadar, ou cor­rer na pra­ia a par­tir des­ta segun­da-feira, mas devem esper­ar para avançar para a próx­i­ma fase, quan­do poderão tomar sol.

Nas regi√Ķes que ini¬≠cia¬≠ram o descon¬≠fi¬≠na¬≠men¬≠to h√° duas sem¬≠anas e est√£o na segun¬≠da fase, as pra¬≠ias j√° est√£o lib¬≠er¬≠adas para ativi¬≠dades recre¬≠ati¬≠vas, e os bares podem usar seus espa√ßos inter¬≠nos.

√Č o caso dos arquip√©la¬≠gos das Balear¬≠es e Can√°rias, da cos¬≠ta norte e de grande parte da Andaluzia. Nes¬≠sas local¬≠i¬≠dades, o Min¬≠ist√©rio da Sa√ļde solic¬≠i¬≠tou que as autori¬≠dades con¬≠trolem o aces¬≠so √†s pra¬≠ias e a dis¬≠t√Ęn¬≠cia de segu¬≠ran√ßa entre os ban¬≠his¬≠tas.

Em suas recomen¬≠da√ß√Ķes, o Min¬≠ist√©rio da Sa√ļde decid¬≠iu sep¬≠a¬≠rar os guar¬≠da-s√≥is a uma dis¬≠t√Ęn¬≠cia de qua¬≠tro met¬≠ros entre cada um e delim¬≠i¬≠tar faixas na areia. Alguns munic√≠¬≠pios optaram por usar fitas col¬≠ori¬≠das, dividin¬≠do a pra¬≠ia em v√°rias pra√ßas, uma para cada grupo.

No momen¬≠to, tudo est√° volta¬≠do para o cliente local. Os tur¬≠is¬≠tas inter¬≠na¬≠cionais, que devem ficar em quar¬≠ente¬≠na por 14 dias quan¬≠do entrarem no pa√≠s, poder√£o voltar √† Espan¬≠ha ‚Äúa par¬≠tir de jul¬≠ho‚ÄĚ, como anun¬≠ciou no s√°ba¬≠do o chefe do gov¬≠er¬≠no, Pedro S√°nchez, para pro¬≠mover a retoma¬≠da do tur¬≠is¬≠mo, que rep¬≠re¬≠sen¬≠ta 12% do PIB.
Por: AFP
PUBLICIDADE