PUBLICIDADE

1.0 - Radarpolítica

Doria demite prefeito regional que se queixou de falta de recursos

Um dia após exoner­ar o gestor da Casa Verde/Cachoeirinha Paulo Cahim, o prefeito João Doria (PSDB) afir­mou nes­ta quin­ta-feira (16) que os inte­grantes do seu gov­er­no que se queixarem de difi­cul­dades serão demi­ti­dos.

‚ÄúQuero aproveitar para dar um aler¬≠ta aos demais prefeitos e prefeitas das Prefeituras Region¬≠ais, n√£o reclamem, tra¬≠bal¬≠hem. Os que preferirem recla¬≠mar v√£o pra casa porque n√≥s quer¬≠e¬≠mos gente que tra¬≠bal¬≠he, arregace as man¬≠gas. Pra recla¬≠mar n√£o, pra tra¬≠bal¬≠har sim‚ÄĚ, disse Doria ap√≥s a fis¬≠cal¬≠iza¬≠√ß√£o da primeira via reca¬≠pea¬≠da no pro¬≠gra¬≠ma Asfal¬≠to Novo, na Aveni¬≠da Marechal Tito, na Zona Leste de S√£o Paulo.

Cahim criti¬≠cou a fal¬≠ta de ver¬≠bas p√ļbli¬≠cas para o com¬≠bate √†s enchentes e limpeza do piscin√£o local¬≠iza¬≠do na Aveni¬≠da Gen¬≠er¬≠al Pen¬≠ha Brasil. A recla¬≠ma√ß√£o ocor¬≠reu em uma reuni√£o da Comis¬≠s√£o de Finan√ßas da C√Ęmara Munic¬≠i¬≠pal, pre¬≠si¬≠di¬≠da pelo vereador Jair Tat¬≠to (PT).

Nes¬≠ta quar¬≠ta-feira (15), a Prefeitu¬≠ra infor¬≠mou, em nota, que a exon¬≠er¬≠a√ß√£o de Cahim ocorre ‚Äúpor ele ter demon¬≠stra¬≠do con¬≠formis¬≠mo diante das difi¬≠cul¬≠dades, em lugar de empen¬≠ho e cria¬≠tivi¬≠dade na super¬≠a√ß√£o dos desafios‚ÄĚ.

Segun¬≠do o prefeito, as cr√≠ti¬≠cas devem ser feitas inter¬≠na¬≠mente. ‚ÄúFaz¬≠er cr√≠ti¬≠cas p√ļbli¬≠cas e n√£o tra¬≠bal¬≠har vai pra casa‚ÄĚ. Des¬≠ta for¬≠ma, a Prefeitu¬≠ra de S√£o Paulo evi¬≠taria expor suas frag¬≠ili¬≠dades √† opini√£o p√ļbli¬≠ca e n√£o des¬≠gas¬≠taria a imagem do tucano.

A medi¬≠da que surge como amea√ßa afe¬≠ta todos os inte¬≠grantes da gest√£o tucana inde¬≠pen¬≠dente da √°rea ou setor de atu¬≠a√ß√£o. ‚ÄúIsso √© uma nor¬≠ma. N√£o faz sen¬≠ti¬≠do nen¬≠hum, voc√™ √© uma equipe ou voc√™ n√£o √© uma equipe. Se voc√™ √© um time, tra¬≠bal¬≠he pelo time, arregace as man¬≠gas e tra¬≠bal¬≠he. Difi¬≠cul¬≠dades n√≥s temos des¬≠de o ini¬≠cio da gest√£o, elas n√£o sur¬≠gi¬≠ram ago¬≠ra‚ÄĚ, declar¬≠ou.

O prefeito ressaltou que h√° um deficit de R$ 7,5 bil¬≠h√Ķes nos cofres p√ļbli¬≠cos at√© o fim do ano. ‚ÄúS√£o Paulo n√£o est√° imune as enchentes, S√£o Paulo est√° tra¬≠bal¬≠han¬≠do para min¬≠i¬≠mizar os efeitos das enchentes‚ÄĚ, disse. ‚ÄúN√≥s n√£o vamos men¬≠tir para a pop¬≠u¬≠la√ß√£o dizen¬≠do que acabou o prob¬≠le¬≠ma da enchente em S√£o Paulo porque isso n√£o √© ver¬≠dade‚ÄĚ, afir¬≠mou.

Doria tam­bém afir­mou que o piscinão será limpo e que o atra­so ocor­reu após o pregão de limpeza ser sus­pen­so pelo Tri­bunal de Con­tas do Municí­pio.

De acor­do com o coor­de­nador das Prefeituras Region­ais, Clau­dio Car­val­ho, estão sendo avali­a­dos alguns nomes téc­ni­cos para sub­sti­tuir Cahim. O novo prefeito region­al dev­erá ser obri­ga­to­ri­a­mente da região e ter cur­so supe­ri­or.

Esta √© a ter¬≠ceira demis¬≠s√£o de asses¬≠sores de Doria nos √ļlti¬≠mos dias. O primeiro foi o jor¬≠nal¬≠ista Lucas Tavares, chefe de gabi¬≠nete da Comu¬≠ni¬≠ca√ß√£o da Prefeitu¬≠ra, ap√≥s ter sido grava¬≠do dizen¬≠do que iria difi¬≠cul¬≠tar ‚Äúao m√°x¬≠i¬≠mo‚ÄĚ o aces¬≠so dos jor¬≠nal¬≠is¬≠tas que fazem pedi¬≠dos pela Lei de Aces¬≠so √† Infor¬≠ma√ß√£o.

O segun­do a ser demi­ti­do foi o fil­ho de um exec­u­ti­vo de empre­sa de limpeza que fis­cal­iza­va var­rição no Cen­tro da cidade.

Asfal­to Novo

Doria apre¬≠sen¬≠tou nes¬≠ta quin¬≠ta o primeiro tre¬≠cho reca¬≠pea¬≠do do pro¬≠gra¬≠ma Asfal¬≠to Novo, anun¬≠ci¬≠a¬≠do em out¬≠ubro. Segun¬≠do o prefeito, esse √© o primeiro pro¬≠gra¬≠ma de reca¬≠pea¬≠men¬≠to a uti¬≠lizar recur¬≠sos de mul¬≠tas de tr√Ęn¬≠si¬≠to.

A Aveni¬≠da Marechal Tito foi a primeira a rece¬≠ber o novo asfal¬≠to com recur¬≠sos de mul¬≠tas de tr√Ęn¬≠si¬≠to. A via foi reca¬≠pea¬≠da em tre¬≠chos de duas Prefeituras Region¬≠ais. Da Pra√ßa Padre Aleixo Mon¬≠teiro Mafra at√© a Aveni¬≠da Dep¬≠uta¬≠do Jos√© Aris¬≠tode¬≠mo Pinot¬≠ti, em S√£o Miguel Paulista, ser√£o asfal¬≠ta¬≠dos no total 1.800 met¬≠ros, em uma √°rea total pre¬≠vista de 21.600 m¬≤. Na mes¬≠ma aveni¬≠da, mas na √°rea da Prefeitu¬≠ra Region¬≠al do Itaim Paulista, ser√° asfal¬≠ta¬≠do um tre¬≠cho de 5.100 met¬≠ros, des¬≠de a Rua Ivo¬≠tu¬≠ru¬≠ca¬≠ia at√© a Dr. Decio T. Leite, uma √°rea de 72.800 m¬≤.

O pro¬≠gra¬≠ma Asfal¬≠to Novo vai inve¬≠stir R$ 350 mil¬≠h√Ķes no reca¬≠pea¬≠men¬≠to de mais de tr√™s mil¬≠h√Ķes de met¬≠ros quadra¬≠dos de vias em todas as 32 Prefeituras Region¬≠ais da cidade. Deste total, R$ 210 mil¬≠h√Ķes per¬≠tencem ao Fun¬≠do de Mul¬≠tas, R$ 100 mil¬≠h√Ķes do Tesouro Munic¬≠i¬≠pal e os out¬≠ros R$ 40 mil¬≠h√Ķes ser√£o investi¬≠dos pela SPTrans no recape de corre¬≠dores de √īnibus. A Sabe¬≠sp tam¬≠b√©m far√° o reca¬≠pea¬≠men¬≠to de 400 mil met¬≠ros quadra¬≠dos de vias.

Segun¬≠do o prefeito Jo√£o Doria, des¬≠ta vez, as ruas ser√£o reca¬≠peadas com asfal¬≠to de qual¬≠i¬≠dade. ‚Äú√Č um asfal¬≠to com con¬≠t¬≠role de qual¬≠i¬≠dade que, infe¬≠liz¬≠mente, antes n√£o havia, mes¬≠mo nos pro¬≠gra¬≠mas tapa-bura¬≠co era um asfal¬≠to de p√©s¬≠si¬≠ma qual¬≠i¬≠dade. Ago¬≠ra, o n√≠v¬≠el de exig√™n¬≠cia jun¬≠to aos fornece¬≠dores subiu, h√° um con¬≠t¬≠role t√©c¬≠ni¬≠co‚ÄĚ, declar¬≠ou.

O pro¬≠gra¬≠ma abrange vias pri¬≠or¬≠it√°rias da cidade como as avenidas Paulista (Cen¬≠tro), El√≠¬≠sio Teix¬≠eira Leite e Engen¬≠heiro Cae¬≠tano √Ālvares (Zona Norte), Jorge Jo√£o Saad, Nazar√©, Inter¬≠la¬≠gos e Estra¬≠da de Pira¬≠jus¬≠sara (Zona Sul), Doutor Assis Ribeiro, Engen¬≠heiro Fei¬≠j√≥ Bit¬≠ten¬≠court, Doutor Fran¬≠cis¬≠co Mesqui¬≠ta, Ari¬≠can¬≠du¬≠va, Mateo Bei, Afon¬≠so Sam¬≠paio e Souza e Estra¬≠da de Po√° (Zona Leste) e Av. Heitor Anto¬≠nio Eiras Gar¬≠cia (Zona Oeste).

Segun­do Cláu­dio Car­val­ho, o asfal­to pas­sa a ter dura­bil­i­dade de 8 anos ao invés dos 4 exigi­dos atual­mente.

As vias reca¬≠peadas devem rece¬≠ber a sinal¬≠iza¬≠√ß√£o hor¬≠i¬≠zon¬≠tal logo ap√≥s a secagem do asfal¬≠to. ‚ÄúNo pas¬≠sa¬≠do n√£o era assim. O pra¬≠zo m√°x¬≠i¬≠mo √© de 48 horas no lim¬≠ite‚ÄĚ.

O finan­cia­men­to solic­i­ta­do ao BNDES de R$ 1 bil­hão para o reca­pea­men­to de vias está anda­men­to e se aprova­do o pro­gra­ma de reca­pea­men­to será ampli­a­do em out­ros pon­tos da cidade.

Net­flix e Igre­ja

Doria san¬≠cio¬≠nou nes¬≠ta quar¬≠ta-feira (15), feri¬≠ado da Procla¬≠ma√ß√£o da Rep√ļbli¬≠ca, um pacote de medi¬≠das que inclui a fix¬≠a√ß√£o de impos¬≠to para servi√ßos como Net¬≠flix e Spo¬≠ti¬≠fy e autor¬≠iza o uso da ver¬≠ba esper¬≠a¬≠da com mul¬≠tas de tr√Ęn¬≠si¬≠to ain¬≠da n√£o apli¬≠cadas como garan¬≠tia para cap¬≠tar recur¬≠sos no mer¬≠ca¬≠do.

‚ÄúEm rela√ß√£o aos stream¬≠ings tem que pagar, eu n√£o vejo tam¬≠b√©m porques¬≠tra servi√ßos inter¬≠na¬≠cionais que gan¬≠ham din¬≠heiro aqui no Brasil pos¬≠sam estar isen¬≠to do paga¬≠men¬≠to dos seus impos¬≠tos, des¬≠de que impos¬≠tos evi¬≠den¬≠te¬≠mente jus¬≠tos que remu¬≠nerem a cidade e o mer¬≠ca¬≠do onde est√° atuan¬≠do‚ÄĚ, disse nes¬≠ta quin¬≠ta.

Ele vetou um arti¬≠go que pre¬≠via a isen√ß√£o de taxas admin¬≠is¬≠tra¬≠ti¬≠vas para igre¬≠jas. A regra havia sido inclu√≠¬≠da por meio de uma emen¬≠da apre¬≠sen¬≠ta¬≠da pelo vereador Eduar¬≠do Tuma (PSDB), um dos l√≠deres da ban¬≠ca¬≠da reli¬≠giosa na C√Ęmara. A medi¬≠da afe¬≠taria taxas como as cobradas para a emis¬≠s√£o de alvar√°s e de fis¬≠cal¬≠iza¬≠√ß√£o.

‚ÄúN√£o faz sen¬≠ti¬≠do, as igre¬≠jas podem e devem pagar impos¬≠tos tam¬≠b√©m, n√£o h√° raz√£o para que elas sejam isen¬≠tas de impos¬≠tos. N√≥s temos que ter crit√©rios na cidade e esse foi o obje¬≠ti¬≠vo do veto a esse tema e as igre¬≠jas com¬≠preen¬≠dem tam¬≠b√©m, tan¬≠to as igre¬≠jas cat√≥li¬≠cas, quan¬≠to evang√©li¬≠cas, todas elas. Eu n√£o vejo nen¬≠hum tipo de con¬≠fli¬≠to nes¬≠sa rela√ß√£o e nes¬≠sa inter¬≠pre¬≠ta√ß√£o‚ÄĚ, afir¬≠mou Doria. Ques¬≠tion¬≠a¬≠do se n√£o teme perder o apoio das igre¬≠jas com a medi¬≠da, ele negou. ‚ÄúN√≥s temos uma √≥ti¬≠ma rela√ß√£o com as igre¬≠jas, com todas elas‚ÄĚ, comen¬≠tou.

 

Foto: Tatiana Santiago/G1

Fonte: Folha/G1

PUBLICIDADE