2.2 // negócios

Consumo de energia elétrica e gasolina no Estado de São Paulo tem queda

A gasolina e a energia elétrica puxaram pra baixo o consumo paulista de energia em 2015. É o que mostra o Balanço Energético do Estado de São Paulo, publicado nesta sexta-feira, 23 de setembro, pela Secretaria de Energia e Mineração. Segundo o relatório, a soma de todas as energias consumidas no Estado no ano passado, registrou uma redução de 1,3% em relação ao ano anterior. Foram consumidos 72 milhões de toe (tonelada de óleo equivalente) em 2015, contra 72,9 milhões de toe no ano anterior.

Em valores nominais a maior queda foi da gasolina, que recuou de 8,1 milhões de metros cúbicos consumidos em 2014 para 7,1 milhões em 2015. A eletricidade, que representa 17% do total de energia consumida no Estado, teve uma retração de 5.617 Gigawatt-hora (GWh) de 2014 para 2015. O total de eletricidade utilizada em 2015 foi de 145.106 GWh.

Para o secretário de Energia e Mineração do Estado de São Paulo, João Carlos Meirelles, esses números são resultado da desaceleração da economia nacional. “A crise econômica que o Brasil vive nos últimos dois anos se traduz diretamente no consumo dos energéticos. São as empresas reduzindo a produção, o transporte movimentando menos carga e as pessoas economizando na energia elétrica, no gás e no combustível. Em 2016, ainda teremos um consumo próximo ao do ano passado e apenas a partir do segundo semestre de 2017 deveremos ter uma produção econômica que impacte no aumento do consumo de energéticos”, explica.

Apenas o etanol e o bagaço de cana, que juntos representam 33% do consumo de energéticos do Estado, foram os únicos que registraram aumento em 2015, totalizando 14,4% e 9%, respectivamente.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista