2.0 // dossiê2.1 // economia

Aumento na hotelaria de Moscou

De acordo com previsão realizada pela STR e pela Tourism Economics, a Copa do Mundo impulsionará a indústria hoteleira de Moscou entre junho e julho, elevando entre 20% e 30% o Revpar na capital russa. A taxa de ocupação de quartos deve subir 10%, enquanto a diária média subirá entre 15% e 20%.

Apesar da projeção positiva, os números são inferiores aos obtidos nas últimas edições do campeonato mundial de futebol. No Rio de Janeiro, em 2014, o Revpar cresceu 99,6% em junho, enquanto quatro anos antes, em Johanesburgo, na África do Sul, a taxa de crescimento foi de 94,5%.

Os números mais baixos de Moscou em relação às duas Copas anteriores podem ser explicados, entre outros fatores, pela quantidade de quartos disponíveis na maior cidade da Rússia, que ultrapassa os 50 mil. O Rio de Janeiro possuía pouco mais de 22 mil quartos em 2014, enquanto a cidade sul-africana disponibilizou cerca de seis mil aos fãs do esporte.

Nos primeiros quatro meses de 2018, Moscou registrou um crescimento de 6,7% na taxa anual de ocupação, atingindo um nível absoluto de 65,8%.

Fonte: Viagem&Turismo

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista