4.0 // manual4.8 // viagem

5 aprendizados que viajar sozinho proporciona

Comprar uma passagem aérea para um destino desconhecido e embarcar apenas com a própria companhia pode ser um pouco assustador – mas não deixe o medo impedir de realizar uma das mais libertadoras experiências. Viajar sozinho é uma expedição de autoconhecimento sem comparação e é uma prática que vem conquistando cada vez mais adeptos.

Além de escolher o destino, a data e os passeios (sem pensar em mais ninguém), essa aventura traz muitos aprendizados, que ficam para a vida toda. Por isso, a ViajaNet separou cinco vantagens para despertar o mochileiro dentro de você.

 

Sair da zona de confortoNão há nada melhor que se jogar de cabeça em uma cultura diferente e aprender costumes que você nem sabia que existiam – como sentar no chão e comer de hashi com budistas no Tibete ou andar a camelo pelo meio do deserto do Sinai. Explorar o desconhecido é um convite para fazer coisas que normalmente não faria e enriquecer mente e corpo com descobertas incríveis.

 

Liberdade de escolhaÉ difícil conciliar gostos, folga e orçamento na hora de viajar com companhia. Por isso, a solução mais simples é embarcar sozinho. Um viajante solo tem a possibilidade de se jogar no mundo sem medo nenhum, ir ao aeroporto comprar passagens e viajar de última hora, escolhendo qualquer destino.

 

Absorção de culturaO fato de não tem ninguém conhecido ao redor torna as pessoas muito mais abertas a vivenciar tudo o que o ambiente proporciona. Sem receios de julgamento, é mais fácil experimentar aquele prato exótico ou entrar numa roda de dança típica, animada e completamente nova – as possibilidades são infinitas.

 

Aprender outras línguasMesmo tendo domínio do idioma do país que está visitando, não há nada melhor que entrar em contato com a língua direto na fonte. Falar com as pessoas nativas ensina mais do que qualquer dicionário ou aplicativo de tradução. Aliás, mesmo que o idioma seja completamente desconhecido, é possível aprender durante a estadia, tornando a experiência mais proveitosa e viva.

 

ContemplaçãoA solidão precisa ser vista como uma coisa boa. Viajar sozinho é a chance de descobrir a vida de um modo novo, encontrar-se em algum lugar no mundo e abrir a possibilidade de repor as energias, refletir e se renovar.

 

Fotos: Reprodução

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista