PUBLICIDADE

carros & motos

Verão chuvoso exige cuidados e equipamentos próprios na condução de scooters

Com o início do verão, principalmente na região Sudeste, começa também a época das chuvas. Por seu clima subtropical, a cidade de São Paulo, por exemplo, anota altos índices pluviométricos entre os meses de dezembro e fevereiro, no ápice da estação. Para os condutores de veículos de duas rodas, a chuva representa um problema em seus diários de deslocamentos.

A exposição à água e ao maior risco de acidentes fazem o motociclista optar por deixar sua motocicleta ou scooter em casa e usar o carro ou o transporte público. Entretanto, ao passo que a venda de scooters aumenta no país enquanto a de motos diminui, cresce também a procura por equipamentos de proteção específicos.

É o caso da Motonera, empresa fundada no Brasil por sócios italianos e brasileiros, que se especializou na produção de equipamentos para scooters e scooteristas, trazendo ao país uma tendência há muito tempo estabelecida nas principais capitais europeias, agregando estilo e funcionalidade.

Em operação desde o início do segundo semestre, a Motonera traz uma linha de produtos que alinha elegância, praticidade e eficiência para a condução de uma scooter, como capas, luvas, botas, sobretudos e jaquetas – tudo de fabricação própria e design italiano.

“O perfil do usuário de scooter é diferente: é uma pessoa mais antenada, que procura usar sua scooter para fugir do trânsito e ganhar tempo de uma maneira mais funcional e confortável. Por isso pensamos em uma gama de produtos que traga essa funcionalidade e elegância, criando um estilo próprio para o scooterista”, destaca Ricardo Kloper, sócio da Motonera.

De acordo com Kloper, a posição diferenciada de se pilotar uma scooter – sentado, em vez de montado – já possibilita um maior conforto na escolha da vestimenta, principalmente para as mulheres, que podem usar saias ou vestidos, e assim como os homens, que podem optar pelo uso de roupas sociais como terno e gravata.

A capa para pernas, por exemplo, traz proteção às pernas e parte do tronco do usuário contra o frio, contra o vento e também contra a chuva, não atrapalhando a pilotagem; elas funcionam em perfeita sintonia com as jaquetas ou sobretudo da Motonera, peças impermeáveis que aliam estilo e praticidade – podem ser guardadas dentro da bolsa e ocupam pouco espaço no bagageiro da scooter. A empresa também disponibiliza botas altamente flexíveis à prova d’água que podem ser vestidas sobre o calçado do usuário, assim como as luvas. Tudo por preços acessíveis e design italiano.

Fotos: Divulgação