PUBLICIDADE

sa√ļde

Pesquisa mostra que seis em cada dez brasileiros se dizem preocupados

Pesquisa Ipsos mostra deteriora√ß√£o no humor do brasileiro em novembro. De acordo com dados do Pulso Brasil, monitoramento mensal de opini√£o p√ļblica da Ipsos, 60% dos brasileiros se declararam ‚Äúpreocupados‚ÄĚ em rela√ß√£o ao futuro no √ļltimo m√™s, ante 54% em outubro e 49% em setembro. A pesquisa foi realizada de 1 a 13 de novembro, com 1.200 entrevistas presenciais em 72 cidades brasileiras. A margem de erro √© de tr√™s pontos percentuais.

Al√©m da preocupa√ß√£o, o sentimento de revolta tamb√©m cresceu no √ļltimo m√™s: saiu de 19% para 26% em novembro ante o m√™s anterior, alta de sete pontos percentuais. J√° o otimismo caiu pela metade, tendo retra√≠do para 7%, ante 16% em outubro e 19% em setembro. O conformismo tamb√©m caiu, de 8% em outubro para 5% em novembro.

Outros √≠ndices medidos por Ipsos, como Rumo do Pa√≠s e Avalia√ß√£o do Presidente, tamb√©m demonstraram leve piora em novembro, ainda que dentro da margem de erro. O percentual dos que acreditam que o pa√≠s est√° no rumo errado registrou 89% em novembro, ante 83% no m√™s anterior. √Č a primeira vez que o √≠ndice negativo variou para cima desde abril deste ano. J√° os que acreditam que o Brasil est√° no rumo certo recuou de 17% em outubro para 11% em novembro.

‚ÄúOs sentimentos de preocupa√ß√£o e revolta com rela√ß√£o ao futuro do Brasil voltaram a crescer por conta da falta de respostas tang√≠veis na economia e pela crise de lideran√ßa no pa√≠s ‚Äď a desaprova√ß√£o aos pol√≠ticos, de um modo geral, continua alta, bem como a desaprova√ß√£o √† figura do presidente Michel Temer e a sua gest√£o‚ÄĚ, afirma Danilo Cersosimo, diretor da Ipsos Public Affairs, respons√°vel pelo Pulso Brasil.

Houve, ainda, piora no indicador Avalia√ß√£o do Presidente: 52% classificaram a atua√ß√£o do presidente como ruim ou p√©ssima, ante 46% em outubro. √Č a primeira vez que a avalia√ß√£o ruim/p√©ssima do presidente passa dos 50% desde junho deste ano. J√° o percentual dos que classificam a atua√ß√£o do presidente como ‚Äú√≥tima ou boa‚ÄĚ registrou leve queda, de 9% em outubro para 7% em novembro. Os que avaliam a gest√£o do Executivo como regular teve varia√ß√£o para baixo de um ponto percentual e fechou novembro em 31%.

Foto: Reprodução

PUBLICIDADE