PUBLICIDADE

3.0 - NEG√ďCIOS

O mundo aumenta cortes de produção devido ao coronavírus

Refinaria de petróleo em Dongying, na província de Shandong, China© Reuters/Aizhu Chen Refinaria de petróleo em Dongying, na província de Shandong, China

Por Florence Tan e Nidhi C Sai e Jane Chung

CINGAPURA/NOVA D√ČLHI/SEUL (Reuters) – Refinarias de petr√≥leo do Texas √† Tail√Ęndia se preparam para ampliar cortes de produ√ß√£o, impactadas por um choque sem precedentes na demanda √† medida que mais pa√≠ses adotam quarentenas e restringem viagens para conter a dissemina√ß√£o do coronav√≠rus.

Na √Āsia, que abriga um ter√ßo da capacidade global de refino, a principal refinadora da √ćndia reduziu a produ√ß√£o em entre 25% e 30%, enquanto no Jap√£o, Coreia do Sul e Tail√Ęndia unidades que j√° operam em ritmo reduzido avaliam mais cortes mesmo enquanto paralisam plantas para manuten√ß√£o.

Diversas refinarias na Europa e nos Estados Unidos também cortaram produção desde a semana passada.

A China, que retomou sua economia ap√≥s semanas de quarentena, √© um ponto fora da curva, com o setor de refino mostrando sinais de recupera√ß√£o em meio √† queda no n√ļmero de novos casos do v√≠rus no pa√≠s.

A demanda global por petr√≥leo, no entanto, dever√° cair em 18,7 milh√Ķes de barris por dia (bpd) em abril, ante queda de 10,5 milh√Ķes de bpd em mar√ßo, disseram analistas do Goldman Sachs. O consumo anual deve cair em 4,25 milh√Ķes de bpd ante os n√≠veis de 2019, acrescentaram.

“Tal colapso na demanda seria um choque sem precedentes para o sistema de refino global”, afirmaram os analistas.

Refinarias na √Āsia est√£o agora perdendo dinheiro √† medida que a demanda dom√©stica secou porque as pessoas est√£o ficando em casa, enquanto margens para exporta√ß√Ķes tamb√©m n√£o est√£o lucrativas.

Um complexo de refino em Cingapura pode perder 2 dólares para cada barril de petróleo que processar. As perdas podem chegar a 6 dólares por barril na produção de gasolina, segundo cálculos da Reuters.

Para piorar, algumas refinarias n√£o t√™m conseguido aproveitar esse per√≠odo para paradas de manuten√ß√£o devido √† falta de pessoal para as atividades devido a restri√ß√Ķes de viagem impostas pelo v√≠rus.

“O primeiro trimestre ser√° o pior primeiro trimestre j√° visto em todos os tempos, uma vez que a produ√ß√£o de derivados de petr√≥leo foi deficit√°ria”, disse um representante da Associa√ß√£o de Petr√≥leo da Coreia, Cho Sang-bum.

PUBLICIDADE