PUBLICIDADE

brasil

Ministério da Saúde ganhará mais 37 militares nomeados em diversos cargos

Nos próximos dias mais 37 militares serão nomeados para cargos técnicos no Ministério da Saúde.  Os processos das nomeações ainda estão tramitando internamente e devem ser publicados em breve no Diário Oficial da União.

Desde sua posse, no fim de abril, Nelson Teich já nomeou sete militares para ocupar funções importantes na Secretaria-Executiva, a principal do ministério, que abarca as principais decisões e contratos da pasta. O general Eduardo Pazuello passou a chefiar o órgão na nova gestão, que antes era ocupada por João Gabbardo dos Reis, homem de confiança do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta.

De acordo com informaçõs, ainda não oficiais, o ministro estaria pressionado a publicar uma portaria que estabelece critérios técnicos para a flexibilização da quarentena. Esse documento teria como base dados locais de estados e municípios, como casos confirmados e leitos de UTI (Unidades de Terapia Intensiva) disponíveis.

Esse parâmetro técnico atribuiria às entidades federativas a responsabilidade pela flexibilização e foi uma promessa de Teich a Bolsonaro pouco antes da nomeação. A portaria tem tido resistência de representantes de secretários de Saúde, que são favoráveis a um discurso único em todo país, no caso, a defesa do isolamento social como forma de segurar a disseminação do coronavírus.

 

PUBLICIDADE