dossiêeconomia

Vendas da indústria automobilística crescem 15,3% até outubro

O número de veículos novos licenciados em 2018 cresceu 15,3% em 2018, passando de 2,10 milhões de unidades este ano contra 1,82 milhões no ano passado. Só em outubro 254,7 mil unidades foram vendidas, o que representa expansão de 19,4% ante as 213,3 mil de setembro e de 25,6% no comparativo com as 202,9 mil de outubro do ano passado. Os números foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) na abertura da 30 edição do Salão do Automóvel, que começa hoje (8) em SP.

Para Antonio Megale, presidente da Anfavea, o balanço mostra a recuperação do setor em 2018. “O número de vendas nos surpreendeu com média diária de mais de 11,5 mil unidades, o que garante a recuperação da indústria automotiva este ano em relação ao ano passado. Certamente, fecharemos o ano com resultado bastante positivo e animador tanto para os fabricantes quanto para a cadeia como um todo. Hoje, abriremos oficialmente as portas do Salão do Automóvel para o público que terá a oportunidade de conhecer os veículos que as montadoras prepararam e desenvolveram. São produtos ainda mais tecnológicos, conectados e equipados com sistemas que surpreenderão os visitantes”, comemora.

Segundo a Anfavea, em outubro foram produzidos 263,3 mil veículos, que representa aumento de 17,8% sobre as 223,4 mil de setembro e alta de 5,2% no comparativo com as 250,2 mil do mesmo mês  do ano passado. O acumulado aponta alta de 9,9 % com 2,45 milhões de unidades este ano e 2,23 milhões no ano passado. No âmbito das exportações, o balanço mostra retração de 1,8% em outubro com 38,7 mil unidades no mês – em setembro 39,5 mil unidades deixaram as fronteiras brasileiras. Na análise contra as 61,8 mil unidades exportadas em outubro do ano passado, a queda é de 37,3%. Nos dez meses já transcorridos do ano, a diminuição é de 10,9% com 563,0 mil veículos em 2018 e 631,8 mil em 2017.

No segmento de caminhões, as vendas subiram 57% com 7,9 mil unidades no último mês e 5,0 mil no mesmo mês de 2017 e aumentaram 17,7% se comparado com as 6,7 mil de setembro deste ano. O acumulado aponta alta de 50,2% com 60,7 mil unidades até outubro contra as 40,4 mil do ano passado.
A produção no segmento ficou em 10,9 mil unidades em outubro, o que representa acréscimo de 19,1% se comparado com as 9,1 mil de setembro e de 31,8% frente as 8,2 mil de outubro do ano passado. No acumulado do ano, com 88,1 mil unidades, a elevação é de 30,6% na análise ante as 67,4 mil de 2017.

As exportações nos dez meses atingiram 22,2 mil unidades, número 6,6% inferior se defrontado com as 23,8 mil de igual período de 2017. Em outubro, 1,7 mil unidades foram negociadas com outros países – redução de 3,5% em relação as 1,8 mil exportadas em setembro – e de 26,3% sobre as 2,3 mil unidades de outubro do ano passado. No segmento de ônibus o licenciamento encerrou outubro com 1,7 mil unidades, acréscimo de 11,9% sobre as 1,5 mil unidades de setembro e de 89,2% ante as 886 unidades de outubro de 2017. A soma dos dez meses segue com crescimento de 28,7% com 12,2 mil unidades em 2018 e 9,4 mil unidades no ano passado.

A produção de chassis para ônibus no período acumulado registrou 25,4 mil unidades, o que significa aumento de 43,6% contra as 17,7 mil de igual período do ano passado. Somente em outubro 2,3 mil unidades saíram das linhas de montagem, expansão de 2,7% ante as 2,2 mil de setembro e de 51,2% na análise frente as 1,5 mil de outubro do ano passado.

As exportações até outubro ficaram em 7,1 mil unidades – baixa de 6,8% quando comparado com as 7,6 mil de 2017.

Foto: Divulgação

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista