PUBLICIDADE

mundo

Para quem estiver sem m√°scara na rua, Catar imp√Ķe at√© 3 anos de pris√£o 

O Catar ini¬≠ciou, a apli¬≠ca√ß√£o de san√ß√Ķes que v√£o de tr√™s anos de pris√£o a at√© mul¬≠tas de mais de 50.000 euros para quem n√£o estiv¬≠er usan¬≠do m√°s¬≠cara de pro¬≠te√ß√£o em p√ļbli¬≠co.

At√© o momen¬≠to, o Catar reg¬≠is¬≠tra 15 mortes e mais de 30.000 infec¬≠ta¬≠dos por coro¬≠n¬≠av√≠rus, o cor¬≠re¬≠spon¬≠dente a pelo menos 1,1% da pop¬≠u¬≠la√ß√£o deste pequeno pa√≠s do Gol¬≠fo de 2,75 mil¬≠h√Ķes de pes¬≠soas.

Somente os microes­ta­dos de San Mari­no e o Vat­i­cano reg­is­traram taxas mais altas de infecção por habi­tante, de acor­do com o Cen­tro Europeu de Pre­venção e Con­t­role de Doenças.

Atual¬≠mente, a m√°s¬≠cara √© obri¬≠gat√≥ria em 50 pa√≠s¬≠es. Segun¬≠do as autori¬≠dades do Catar, as reuni√Ķes famil¬≠iares durante o jejum do Ramad√£ podem ter favore¬≠ci¬≠do a dis¬≠sem¬≠i¬≠na√ß√£o do v√≠rus.

Restau¬≠rantes, cin¬≠e¬≠mas, esco¬≠las, shop¬≠pings e mesquitas foram fecha¬≠dos, mas a con¬≠stru√ß√£o ‚ÄĒ prin¬≠ci¬≠pal¬≠mente a lig¬≠a¬≠da √† Copa do Mun¬≠do de 2022 ‚ÄĒ foi man¬≠ti¬≠da aber¬≠ta com a imple¬≠men¬≠ta√ß√£o das regras da dis¬≠t√Ęn¬≠cia f√≠si¬≠ca e com a obri¬≠ga√ß√£o, a par¬≠tir de 26 de abril, do uso de m√°s¬≠cara.

Por: AFP

PUBLICIDADE