PUBLICIDADE

3.0 - Negóciosbrasil

Fiscalização apreende mais de 6t de defensivos agrícolas ilegais no PR

Mais de seis toneladas de defen¬≠sivos agr√≠¬≠co¬≠las ile¬≠gais foram apreen¬≠di¬≠dos no Paran√°, entre os dias 4 e 8 de novem¬≠bro. At√© o momen¬≠to, nove pes¬≠soas foram pre¬≠sas em fla¬≠grante. As a√ß√Ķes decor¬≠rem da Oper¬≠a√ß√£o West¬≠ci¬≠da, coor¬≠de¬≠na¬≠da pelo Min¬≠ist√©rio da Agri¬≠cul¬≠tura, Pecu√°ria e Abastec¬≠i¬≠men¬≠to (Mapa).

A oper¬≠a√ß√£o foi deflagra¬≠da com o obje¬≠ti¬≠vo de ‚Äúfis¬≠calizar de for¬≠ma integra¬≠da a recep¬≠ta√ß√£o, o dep√≥si¬≠to e o uso de agrot√≥x¬≠i¬≠cos ile¬≠gais (sem reg¬≠istro, con¬≠tra¬≠ban¬≠dea¬≠d¬≠os e fal¬≠si¬≠fi¬≠ca¬≠dos), e pro¬≠du¬≠tos sem origem ou rou¬≠ba¬≠dos, em pro¬≠priedades rurais, fron¬≠teira inter¬≠na¬≠cional, pon¬≠tos de ingres¬≠so, rodovias, dep√≥si¬≠tos e com¬≠er¬≠ciantes no esta¬≠do do Paran√°‚ÄĚ, infor¬≠mou, por meio de nota, o Mapa.

Ao todo, 440 pro¬≠priedades rurais, 17 com¬≠er¬≠ciantes e 1.193 ve√≠cu¬≠los foram fis¬≠cal¬≠iza¬≠dos. O foco da oper¬≠a√ß√£o foi a Regi√£o Oeste/Sudoeste, onde seis a√ß√Ķes de fis¬≠cal¬≠iza¬≠√ß√Ķes resul¬≠taram na apli¬≠ca√ß√£o de 35 autu¬≠a√ß√Ķes. Dessas, 34 para pro¬≠du¬≠tores rurais por uso, armazena¬≠men¬≠to e impor¬≠ta√ß√£o de agrot√≥x¬≠i¬≠co ile¬≠gal. Um com¬≠er¬≠ciante foi autu¬≠a¬≠do por armazena¬≠men¬≠to e com√©r¬≠cio de agrot√≥x¬≠i¬≠co ile¬≠gal.

De acor­do com o Mapa, 10% das pro­priedades rurais fis­cal­izadas foram flagradas com defen­sivos ile­gais. No entan­to, de acor­do com os inte­grantes da oper­ação, indí­cios de embal­a­gens vazias queimadas apon­tam para a pos­si­bil­i­dade desse per­centu­al ser ain­da maior.

‚ÄúA fis¬≠cal¬≠iza¬≠√ß√£o con¬≠sta¬≠tou que existe na regi√£o um esque¬≠ma de com√©r¬≠cio ile¬≠gal de agrot√≥x¬≠i¬≠cos ven¬≠ci¬≠dos e tam¬≠b√©m de pro¬≠du¬≠tos rou¬≠ba¬≠dos, que ser√° inves¬≠ti¬≠ga¬≠do no decor¬≠rer das an√°lis¬≠es de doc¬≠u¬≠men¬≠tos e provas apreen¬≠di¬≠das‚ÄĚ, infor¬≠mou o Mapa.

A oper¬≠a√ß√£o mobi¬≠li¬≠zou 180 pes¬≠soas, divi¬≠di¬≠das em 24 equipes. Al√©m de apreen¬≠der 6.197 qui¬≠los de defen¬≠sivos ile¬≠gais, as autori¬≠dades aplicaram R$ 1 mil¬≠h√£o em mul¬≠tas. Foram cumpri¬≠dos 14 man¬≠da¬≠dos de bus¬≠ca e apreen¬≠s√£o, em meio a 60 den√ļn¬≠cias de uso e com√©r¬≠cio de agrot√≥x¬≠i¬≠cos ile¬≠gais. Al√©m dis¬≠so, foram fis¬≠cal¬≠izadas 27 bar¬≠reiras fixas e m√≥veis em rodovias, bem como pon¬≠tos de ingres¬≠so na fron¬≠teira com o Paraguai.

O min¬≠ist√©rio aler¬≠ta que, por n√£o serem reg¬≠istra¬≠dos no Brasil, os defen¬≠sivos agr√≠¬≠co¬≠las ile¬≠gais n√£o seguem as dire¬≠trizes e exig√™n¬≠cias das autori¬≠dades brasileiras. ‚ÄúPor isso, rep¬≠re¬≠sen¬≠tam pre¬≠ju√≠¬≠zos ao agricul¬≠tor pela baixa efic√°¬≠cia, al√©m de causar danos ao meio ambi¬≠ente, √† sa√ļde do apli¬≠cador e do con¬≠sum¬≠i¬≠dor‚ÄĚ.

Fonte: Agên­cia Brasil

PUBLICIDADE