brasildossiê

Witzel, do PSC, surpreende e vai ao segundo turno com Eduardo Paes, do DEM, no RJ

Os candidatos Wilson Witzel (PSC) e Eduardo Paes (DEM) vão disputar o segundo turno na corrida para ver quem será o governador do Rio de Janeiro pelos próximos quatro anos.

Com 100% dos votos apurados, segundo o Tribunal Superior Eleitoral, Witzel teve 3.154.771 (41,28%) dos votos válidos e Paes, 1.494.831 votos (19,56%). Tarcísio Motta (PSOL) foi o terceiro colocado, com 819.248 (10,72%).

Votos brancos (5,70%) e nulos (12,72%) somaram 1.745.216 votos. Houve ainda 2.926.758 abstenções (23,60%). Somados brancos, nulos e abstenções, chega-se a 4.671.974 votos, pouco menos que os dois candidatos juntos (4.649.602).

De 1% nas pesquisas para 41% na votação

Witzel conseguiu uma vitória supreendente para quem começou as pesquisas, em agosto, com apenas 1% das intenções de voto.

Até sábado (6), as pesquisas indicavam que Romário, do Podemos, iria para o segundo turno. O Ibope indicava Paes com 32%, Romário, 20%, Indio e Witzel, 12%. Já o Datafolha indicava Paes com 27%; Romário e Witzel com 17%.

Declarações

Em entrevista coletiva após o resultado, Witzel citou o “alinhamento de ideias” ao falar sobre propostas do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL). “Tenho certeza que vamos consolidar essa vitória no fim do segundo turno”, afirmou o candidato, que considera o resultado uma “resposta clara da população pela renovação”.

Eduardo Paes também conversou com jornalistas. Questionado sobre o fato de Wilson Witzel ter obtido mais que o dobro de seus votos, Paes afirmou que deixa a análise para os analistas. “O eleitor se manifestou, eu respeito”, disse o ex-prefeito do Rio.

Fonte: G1


Foto:  Rommel Pinto/Futura Press/Estadão Conteúdo e Alessandro Buzas/Futura Press/Estadão Conteúdo

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista