PUBLICIDADE

economia

Tecnologia e ciência devem pautar agricultura, diz ex-ministro

O Insti¬≠tu¬≠to F√≥rum do Futuro re√ļne nes¬≠ta sem¬≠ana, em Bras√≠lia, um grupo de acad√™mi¬≠cos, for¬≠mu¬≠ladores, gestores p√ļbli¬≠cos e pri¬≠va¬≠dos com o obje¬≠ti¬≠vo de debater pro¬≠postas para o desen¬≠volvi¬≠men¬≠to sus¬≠ten¬≠t√°v¬≠el da agri¬≠cul¬≠tura no pa√≠s, no Sem¬≠i¬≠n√°rio Ali¬≠men¬≠to e Sociedade. O insti¬≠tu¬≠to √© pre¬≠si¬≠di¬≠do pelo ex-min¬≠istro da Agri¬≠cul¬≠tura Alysson Paulinel¬≠li, um dos respon¬≠s√°veis pelo proces¬≠so de mod¬≠ern¬≠iza¬≠√ß√£o da Empre¬≠sa Brasileira de Pesquisa Agropecu√°ria (Embra¬≠pa) na d√©ca¬≠da de 1970. Em entre¬≠vista √† Ag√™n¬≠cia Brasil, Paulinel¬≠li defend¬≠eu amp¬≠lo estu¬≠do dos bio¬≠mas brasileiros para nortear lim¬≠ites de uso no pre¬≠sente e no futuro.

‚ÄúEsse esfor√ßo √© no sen¬≠ti¬≠do de faz¬≠er com que o Brasil con¬≠he√ßa os seus bio¬≠mas, os seus lim¬≠ites de uso, para definir bem o que pode e o que n√£o deve ser usa¬≠do, qual a tec¬≠nolo¬≠gia que garante a manuten√ß√£o dos recur¬≠sos nat¬≠u¬≠rais e, logi¬≠ca¬≠mente, a sua esta¬≠bil¬≠i¬≠dade ecol√≥g¬≠i¬≠ca. Quem vem primeiro √© a ci√™n¬≠cia e tec¬≠nolo¬≠gia‚ÄĚ, afir¬≠ma.

O even¬≠to √© de par¬≠tic¬≠i¬≠pa√ß√£o gra¬≠tui¬≠ta e ser√° real¬≠iza¬≠do nes¬≠ta quar¬≠ta (27) e quin¬≠ta-feira (28), no Insti¬≠tu¬≠to Inter¬≠amer¬≠i¬≠cano de Coop¬≠er¬≠a√ß√£o para a Agri¬≠cul¬≠tura (IICA), na cap¬≠i¬≠tal fed¬≠er¬≠al. Est√° pre¬≠vista a pre¬≠sen√ßa de ex-min¬≠istros, al√©m de rep¬≠re¬≠sen¬≠tantes da Embra¬≠pa, de uni¬≠ver¬≠si¬≠dades p√ļbli¬≠cas e do setor empre¬≠sar¬≠i¬≠al. A min¬≠is¬≠tra Tereza Cristi¬≠na (Agri¬≠cul¬≠tura) √© uma das pre¬≠sen√ßas aguardadas para o painel de aber¬≠tu¬≠ra. A pro¬≠gra¬≠ma√ß√£o do even¬≠to pre¬≠v√™ debates sobre quest√Ķes como a pesquisa agroal¬≠i¬≠men¬≠tar, o uso de agrot√≥x¬≠i¬≠cos, con¬≠t¬≠role biol√≥gi¬≠co, a √°gua, p des¬≠perd√≠¬≠cio de ali¬≠men¬≠tos, a biotec¬≠nolo¬≠gia, entre out¬≠ros.

Um dos destaques do sem¬≠i¬≠n√°rio √© a apre¬≠sen¬≠ta√ß√£o de resul¬≠ta¬≠dos do pro¬≠je¬≠to-pilo¬≠to Bio¬≠mas Trop¬≠i¬≠cais, desen¬≠volvi¬≠do pelo F√≥rum do Futuro, para anal¬≠is¬≠ar pos¬≠si¬≠bil¬≠i¬≠dades e lim¬≠ites de uso dos recur¬≠sos nat¬≠u¬≠rais. A primeira eta¬≠pa foi con¬≠clu√≠¬≠da a par¬≠tir de uma pesquisa no cer¬≠ra¬≠do e o instu¬≠tu¬≠to pre¬≠tende faz¬≠er parce¬≠ria com entes p√ļbli¬≠cos e pri¬≠va¬≠dos para expandir a pesquisa aos demais bio¬≠mas brasileiros.

‚ÄúQuan¬≠do pen¬≠samos em faz¬≠er esse estu¬≠do, foi pen¬≠san¬≠do em faz√™-lo em rede, por meio de co-work¬≠ing, trazen¬≠do cien¬≠tis¬≠tas, e tra¬≠bal¬≠har nesse foco de usar um recur¬≠so nat¬≠ur¬≠al con¬≠hecen¬≠do seus lim¬≠ites e, prin¬≠ci¬≠pal¬≠mente, as tec¬≠nolo¬≠gias que te per¬≠mitem mex¬≠er nesse recur¬≠so com garan¬≠tia de sus¬≠tentabil¬≠i¬≠dade‚ÄĚ, afir¬≠ma Paulinel¬≠li.

A pro¬≠gra¬≠ma√ß√£o com¬≠ple¬≠ta do Sem¬≠i¬≠n√°rio Ali¬≠men¬≠to e Sociedade est√° dispon√≠v¬≠el no site do F√≥rum do Futuro.

Fonte: Agên­cia Brasil

PUBLICIDADE