dossiêeconomia

No ramo da beleza, público masculino movimenta sozinho R$20 bilhões na economia brasileira

Ramo de beleza: público masculino movimenta sozinho R$20 bilhões na economia brasileira. Redes de franquias como Makevator e One Spa estão atentas ao crescimento de 16% do setor

Não é à toa que o segmento de Saúde, Beleza e Bem-Estar figurou ano passado na terceira posição entre as maiores franquias do ano, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchising), permanecendo atrás apenas do setor de alimentação e serviços educacionais. O pulo, de 12% para 16% entre 2016 e 2017, revela bem o quanto as mulheres, de modo geral, não abrem mão da estética e os homens, deixando de lado o estereótipo de aversão à beleza, adentraram na onda e movimentaram, sozinhos, cerca de R$ 20 bilhões na economia brasileira.

Se os números impressionam por agora, em 2018, com a projeção de recuperação da renda e consumo, há mais por vir, ampliando o faturamento entre 9% e 10%. É com olhos nessas boas projeções que a Makevator, rede de formação e aperfeiçoamento de profissionais do segmento da beleza, espera inaugurar 35 novas unidades ainda neste ano de 2018. Atualmente a rede conta com seis unidades nas cidades nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro. “O Brasil é hoje o terceiro maior mercado na área da beleza, atrás apenas do Japão e Estados Unidos”, afirma Hugo Richard, diretor da rede.

Foto: Pixabay

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista