PUBLICIDADE

6.0 - estilo de vidaesporte

Minnesota vikings tenta quebrar maldição histórica da NFL

O dia 14 de janeiro de 2018 ficar√° mar¬≠ca¬≠do eter¬≠na¬≠mente na car¬≠reira do wide receiv¬≠er Ste¬≠fon Dig¬≠gs, do Min¬≠neso¬≠ta Vikings. Naque¬≠le domin¬≠go a noite, o camisa 14 fez hist√≥ria ao ano¬≠tar um touch¬≠down no √ļlti¬≠mo segun¬≠do da par¬≠ti¬≠da con¬≠tra o New Orleans Saints, levan¬≠do o time √† vit√≥ria por 29 a 24 e enlouque¬≠cen¬≠do os torce¬≠dores. Mas o mila¬≠gre ficou para tr√°s, ago¬≠ra Dig¬≠gs pode ser deci¬≠si¬≠vo para o Min¬≠neso¬≠ta Vikings que¬≠brar uma maldi√ß√£o hist√≥ri¬≠ca. Em 51 edi√ß√Ķes de Super Bowl, nun¬≠ca na hist√≥ria o time dono do est√°¬≠dio sede chegou √† decis√£o. Para que¬≠brar a mar¬≠ca, os Vikings via¬≠jam para a Filad√©l¬≠fia com a mis¬≠s√£o de der¬≠rubar o time de mel¬≠hor cam¬≠pan¬≠ha, o Philadel¬≠phia Eagles, no domin¬≠go √†s 21h40.

Caso avan√ßem ao Super Bowl, os Vikings que¬≠brar√£o ain¬≠da out¬≠ro mar¬≠ca. Ser√° a primeira vez que apare¬≠cem na decis√£o des¬≠de 1976. Des¬≠de ent√£o, a fran¬≠quia chegou √† cin¬≠co finais de con¬≠fer¬≠√™n¬≠cia, per¬≠den¬≠do as cin¬≠co. Essa √© a maior sequ√™n¬≠cia de der¬≠ro¬≠tas desse tipo nos √ļlti¬≠mos 40 anos.

 - REVISTA MAISJR

Fonte: Globoe­s­porte

PUBLICIDADE