PUBLICIDADE

economia

Justi√ßa do Trabalho recebeu 7,7 mil a√ß√Ķes, desde o in√≠cio da pandemia

A Justi√ßa do Tra¬≠bal¬≠ho rece¬≠beu mais de 7,7 mil a√ß√Ķes tra¬≠bal¬≠his¬≠tas des¬≠de o in√≠¬≠cio da pan¬≠demia do novo coro¬≠n¬≠av√≠rus no pa√≠s. De acor¬≠do com lev¬≠an¬≠ta¬≠men¬≠to feito pelo Tri¬≠bunal Supe¬≠ri¬≠or do Tra¬≠bal¬≠ho (TST), os n√ļmeros ref¬≠er¬≠em-se ao per√≠o¬≠do entre janeiro e maio e incluem todas as varas e tri¬≠bunais do tra¬≠bal¬≠ho do Brasil. 

As prin¬≠ci¬≠pais deman¬≠das que foram ajuizadas pelos tra¬≠bal¬≠hadores na primeira inst√Ęn¬≠cia, por¬≠ta de entra¬≠da da Justi√ßa tra¬≠bal¬≠hista, tratam da cobran√ßa de ver¬≠bas rescis√≥rias que n√£o foram pagas pelo empre¬≠gador. Somente essa quest√£o equiv¬≠ale a 22,9% (1,5 mil) do total de proces¬≠sos. Des¬≠de o in√≠¬≠cio das medi¬≠das de iso¬≠la¬≠men¬≠to social, muitas empre¬≠sas n√£o con¬≠seguiram man¬≠ter o quadro de fun¬≠cion√°rios e fiz¬≠er¬≠am demis¬≠s√Ķes.

Em segun¬≠do lugar, apare¬≠cem as a√ß√Ķes para lib¬≠er¬≠a√ß√£o do saque do Fun¬≠do de Garan¬≠tia do Tem¬≠po de Servi√ßo (FGTS), que rep¬≠re¬≠sen¬≠taram 12,58% das a√ß√Ķes.

Os empre¬≠ga¬≠dos dos setores da ind√ļs¬≠tria, servi√ßos, tur¬≠is¬≠mo, ali¬≠men¬≠ta√ß√£o e comu¬≠ni¬≠ca√ß√Ķes foram respon¬≠s√°veis pela maio¬≠r¬≠ia das a√ß√Ķes.

Pela dis¬≠tribui√ß√£o de casos, a procu¬≠ra pela Justi√ßa do Tra¬≠bal¬≠ho foi reg¬≠istra¬≠da em menor n√ļmero no fim de janeiro e em fevereiro, mas aumen¬≠tou a par¬≠tir de mar√ßo, quan¬≠do entraram em vig¬≠or as medi¬≠das restri¬≠ti¬≠vas de fechamen¬≠to do com√©r¬≠cio e da ind√ļs¬≠tria em diver¬≠sos munic√≠¬≠pios.

Os esta¬≠dos que mais reg¬≠is¬≠traram novas a√ß√Ķes foram San¬≠ta Cata¬≠ri¬≠na (1.486), Per¬≠nam¬≠bu¬≠co (1.025), Rio Grande do Sul (824), Cear√° (465) e Minas Gerais (448).

De acor¬≠do com o TST, mes¬≠mo com restri√ß√Ķes ao atendi¬≠men¬≠to pres¬≠en¬≠cial, a Justi√ßa do Tra¬≠bal¬≠ho est√° real¬≠izan¬≠do jul¬≠ga¬≠men¬≠tos por meio de video¬≠con¬≠fer¬≠√™n¬≠cia, com a par¬≠tic¬≠i¬≠pa√ß√£o dos advo¬≠ga¬≠dos.

Edição: Denise Griesinger/AB

PUBLICIDADE