3.0 // entretenimento3.8 // esporte

Gabriel Jesus pode levar cartão amarelo se fizer festo em homenagem a mãe durante a Copa

A Fifa tem enorme preocupação com o que chama de ‘marketing de emboscada’. O nome complicado não é nada mais do que a proteção aos seus parceiros comerciais. Apenas as marcas que pagaram para estar na Rússia 2018 têm o direito de ser exibidas. Daí a preocupação com empresas que usam jogadores e torcedores para a propaganda não-oficial.

Gabriel Jesus estrela a campanha “Que bonito é todo mundo jogando junto”, da empresa de telefonia Vivo, uma das quatro principais patrocinadoras da CBF (Confederação Brasileira de Futebol). No comercial exibido na TV e na internet, crianças imitam a comemoração ‘Alô, Mãe” do craque em partidas de futebol em diferentes partes do País. Imagens do jogador com a camisa da seleção, claro, também são utilizadas.

A Fifa explica que os jogadores são “passíveis de punição” se descumprirem o que está previsto no manual “Regras do Jogo”, da Ifab (International Football Association Board). O mais normal seria um cartão amarelo se o árbitro julgar a comemoração ensaiada ou que por acaso tenha retardado o reinício da partida. O Comitê Disciplinar também estará de olho em qualquer atitude fora do tão falado “padrão-Fifa”.

“Os jogadores podem celebrar um gol quando marcam, mas a comemoração não pode ser excessiva”, disse um porta-voz da Fifa. “Comemorações ensaiadas não são encorajadas e também não devem gastar um tempo excessivo.
 - REVISTA MAISJR

Fonte: R7

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista