PUBLICIDADE

mundo

EUA dizem, até agora não houve aumento do coronavírus em locais que reabriram

Autori¬≠dades norte-amer¬≠i¬≠canas ain¬≠da n√£o est√£o ven¬≠do aumen¬≠to nos casos de coro¬≠n¬≠av√≠rus em locais que est√£o reabrindo, mas ain¬≠da √© cedo para deter¬≠mi¬≠nar essa tend√™n¬≠cia, disse o secret√°rio de Sa√ļde dos Esta¬≠dos Unidos, Alex Azar.

‚ÄúEsta¬≠mos obser¬≠van¬≠do que em lugares que est√£o abrindo, n√£o esta¬≠mos ven¬≠do esse aumen¬≠to nos casos‚ÄĚ, disse Azar no pro¬≠gra¬≠ma ‚ÄúState of the Union‚ÄĚ, da CNN. ‚ÄúAin¬≠da vemos aumen¬≠to em algu¬≠mas √°reas que est√£o fechadas.‚ÄĚ

No entan¬≠to, Azar afir¬≠mou que iden¬≠ti¬≠ficar e relatar novos casos leva tem¬≠po. Uma parte cr√≠ti¬≠ca da reaber¬≠tu¬≠ra ser√° a vig¬≠il√Ęn¬≠cia de sin¬≠tomas semel¬≠hantes aos da gripe na pop¬≠u¬≠la√ß√£o e out¬≠ros dados de inter¬≠na√ß√Ķes hos¬≠pi¬≠ta¬≠lares, bem como o teste de indi¬≠v√≠¬≠du¬≠os ass¬≠in¬≠tom√°ti¬≠cos, segun¬≠do ele.

‚ÄúAin¬≠da √© cedo‚ÄĚ, adver¬≠tiu Azar em entre¬≠vista ao ‚ÄúFace the Nation‚ÄĚ, da CBS. Ele disse que os dados levar√£o algum tem¬≠po para chegar de Esta¬≠dos que reabri¬≠ram cedo, como Ge√≥r¬≠gia e Fl√≥ri¬≠da.

Quase todos os 50 Esta­dos dos EUA começaram a per­mi­tir que alguns negó­cios reabram e os moradores se movam mais livre­mente, mas ape­nas 14 Esta­dos cumpri­ram as dire­trizes do gov­er­no fed­er­al para sus­pender medi­das des­ti­nadas a com­bat­er a pan­demia, segun­do uma análise da Reuters.

Pres¬≠i¬≠dente da C√Ęmara dos Dep¬≠uta¬≠dos, a democ¬≠ra¬≠ta Nan¬≠cy Pelosi disse ser impos¬≠s√≠v¬≠el con¬≠hecer a tra¬≠jet√≥ria do v√≠rus, que matou quase 90 mil pes¬≠soas no pa√≠s, sem mais testes.

‚ÄúN√£o temos ideia do taman¬≠ho desse desafio para o nos¬≠so pa√≠s, porque ain¬≠da n√£o tes¬≠ta¬≠mos o sufi¬≠ciente‚ÄĚ, afir¬≠mou Pelosi √† CBS.

Lei aprova¬≠da pela C√Ęmara dos Dep¬≠uta¬≠dos na sex¬≠ta-feira fornece as chaves para uma reaber¬≠tu¬≠ra bem-suce¬≠di¬≠da: testes, ras¬≠trea¬≠men¬≠to e trata¬≠men¬≠to, disse ela. Os repub¬≠li¬≠canos clas¬≠si¬≠ficaram o pro¬≠je¬≠to como mor¬≠to ao chegar ao Sena¬≠do.

Os EUA ficaram muito atr√°s da maio¬≠r¬≠ia dos out¬≠ros pa√≠s¬≠es em testes de coro¬≠n¬≠av√≠rus que as autori¬≠dades de sa√ļde p√ļbli¬≠ca con¬≠sid¬≠er¬≠am essen¬≠ci¬≠ais para evi¬≠tar novos sur¬≠tos.

Azar colo­cou a respon­s­abil­i­dade nos gov­er­nos locais em lidar com os planos de reaber­tu­ra, no momen­to em que norte-amer­i­canos con­fi­na­dos começam a se reunir em bares, pra­ias e par­ques.

‚ÄúEssas s√£o deter¬≠mi¬≠na√ß√Ķes muito local¬≠izadas. N√£o h√° uma f√≥r¬≠mu¬≠la √ļni¬≠ca para reabrir, mas pre¬≠cisamos reabrir, porque n√£o se tra¬≠ta de sa√ļde ver¬≠sus econo¬≠mia. √Č sa√ļde ver¬≠sus sa√ļde‚ÄĚ, disse ele.

 

REUTERS AAP / Por Doina Chi¬≠acu / WASHINGTON (Reuters)

PUBLICIDADE