PUBLICIDADE

brasil

Crime de violência contra a mulher aumentou 10% na quarentena

A pro¬≠por√ß√£o de crimes mais graves con¬≠tra a mul¬≠her no esta¬≠do do Rio de Janeiro, ocor¬≠ri¬≠dos den¬≠tro de casa, aumen¬≠tou entre 13 de mar√ßo e 30 de abril de 2020. A avali¬≠a√ß√£o faz parte do Mon¬≠i¬≠tor de Vio¬≠l√™n¬≠cia Dom√©s¬≠ti¬≠ca durante o per√≠o¬≠do do dis¬≠tan¬≠ci¬≠a¬≠men¬≠to social, divul¬≠ga¬≠do nes¬≠ta sex¬≠ta-feira (5), pelo Insti¬≠tu¬≠to de Segu¬≠ran√ßa P√ļbli¬≠ca (ISP) do Rio.

O iní­cio do perío­do anal­isa­do coin­cide com o começo do iso­la­men­to social no esta­do. Segun­do a dire­to­ra-pres­i­dente do ISP, Adri­ana Mendes, nos crimes de vio­lên­cia físi­ca a alta ficou em 10% na com­para­ção ao mes­mo perío­do do ano pas­sa­do. Nos crimes de vio­lên­cia sex­u­al o índice subiu 17% em relação a 2019. Quan­do a análise se ref­ere ao total dos reg­istros dos crimes, os de vio­lên­cia físi­ca rep­re­sen­tam 68,8%, enquan­to no ano pas­sa­do eram 60,8%. Já os de Vio­lên­cia Sex­u­al o per­centu­al subiu de 55,4% em 2019, para 72,4% em 2020.

Emb¬≠o¬≠ra a pro¬≠por√ß√£o tem aumen¬≠ta¬≠do, hou¬≠ve redu√ß√£o de 65,4% nos n√ļmeros gerais dos reg¬≠istros de crimes de vio¬≠l√™n¬≠cia moral con¬≠tra a mul¬≠her. Enquan¬≠to em 2020 foram 1.571, no ano pas¬≠sa¬≠do ficaram em 4.537. Os de vio¬≠l√™n¬≠cia pat¬≠ri¬≠mo¬≠ni¬≠al ca√≠ram 60,8% sain¬≠do de 822 em 2019 para 322 em 2020. Os crimes de vio¬≠l√™n¬≠cia psi¬≠col√≥g¬≠i¬≠ca tiver¬≠am que¬≠da de 58,8%. Em 2020 s√£o 2.467 con¬≠tra 5.993 em 2019. Na vio¬≠l√™n¬≠cia sex¬≠u¬≠al a redu√ß√£o ficou em 51,6% (464 em 2020 con¬≠tra 959 em 2019). Na vio¬≠l√™n¬≠cia f√≠si¬≠ca foram menos 43,7% (3.321 em 2020 con¬≠tra 5.889 em 2019). Ain¬≠da con¬≠forme o Mon¬≠i¬≠tor, os crimes tip¬≠i¬≠fi¬≠ca¬≠dos pela Lei Maria da Pen¬≠ha apre¬≠sen¬≠taram diminui√ß√£o de 48,5% (5.457 em 2020 con¬≠tra 10.594 em 2019).

‚ÄúIsso na pro¬≠por√ß√£o den¬≠tro de casa, n√£o no reg¬≠istro total de ocor¬≠r√™n¬≠cias, jus¬≠ta¬≠mente porque hou¬≠ve essa mudan√ßa na roti¬≠na das pes¬≠soas em ter¬≠mos de difi¬≠cul¬≠dade cir¬≠cu¬≠la√ß√£o e muitas vezes tam¬≠b√©m da difi¬≠cul¬≠dade de real¬≠iza¬≠√ß√£o dos reg¬≠istros impe√ßam essa mul¬≠her de noti¬≠ficar e de comu¬≠nicar que est√° acon¬≠te¬≠cen¬≠do, mas quan¬≠do nos volta¬≠mos para aque¬≠les crimes mais graves que √© a vio¬≠l√™n¬≠cia sex¬≠u¬≠al e a vio¬≠l√™n¬≠cia f√≠si¬≠ca ess¬≠es n√ļmeros aumen¬≠tam‚ÄĚ, disse a pres¬≠i¬≠dente em entre¬≠vista √† Ag√™n¬≠cia Brasil.

‚ÄúEmb¬≠o¬≠ra n√≥s ten¬≠hamos uma diminui√ß√£o nos n√ļmeros de ocor¬≠r√™n¬≠cia, quan¬≠do ver¬≠i¬≠fi¬≠camos os casos ocor¬≠ri¬≠dos em casa, com rela√ß√£o √† vio¬≠l√™n¬≠cia f√≠si¬≠ca e vio¬≠l√™n¬≠cia sex¬≠u¬≠al os n√ļmeros est√£o aumen¬≠tan¬≠do‚ÄĚ, com¬≠ple¬≠tou.

Adri¬≠ana Mendes acres¬≠cen¬≠tou que o estu¬≠do in√©di¬≠to lev¬≠ou em con¬≠sid¬≠er¬≠a√ß√£o mais de uma fonte de dados. Al√©m dos reg¬≠istros de ocor¬≠r√™n¬≠cia nas del¬≠e¬≠ga¬≠cias da Pol√≠¬≠cia Civ¬≠il, h√° infor¬≠ma√ß√Ķes dos casos ano¬≠ta¬≠dos pelo servi√ßo 190 da Pol√≠¬≠cia Mil¬≠i¬≠tar e do Disque- Den√ļn¬≠cia. ‚ÄúA√≠ quan¬≠do obser¬≠va¬≠mos os n√ļmeros de lig¬≠a√ß√Ķes do 190, ess¬≠es n√ļmeros, ao con¬≠tr√°rio dos reg¬≠istros de ocor¬≠r√™n¬≠cia, aumen¬≠tam. Na com¬≠para¬≠√ß√£o com o mes¬≠mo per√≠o¬≠do de 2019, a gente obser¬≠va um aumen¬≠to de 12% no n√ļmero de lig¬≠a√ß√Ķes, jus¬≠ta¬≠mente, porque essa mul¬≠her, no momen¬≠to em que est√° em casa tem difi¬≠cul¬≠dade de deslo¬≠ca¬≠men¬≠to e per¬≠manece mais tem¬≠po com o seu agres¬≠sor. Isso prop¬≠i¬≠cia o seu pedi¬≠do de socor¬≠ro‚ÄĚ.

Das 119.577 lig¬≠a√ß√Ķes que ger¬≠aram ocor¬≠r√™n¬≠cias rece¬≠bidas pelo Servi√ßo 190 em 2020, 13.065 foram ref¬≠er¬≠entes a crimes con¬≠tra a mul¬≠her. Esse total rep¬≠re¬≠sen¬≠ta 10,9% de todas as lig¬≠a√ß√Ķes, e sig¬≠nifi¬≠cou o aumen¬≠to de 12% em rela√ß√£o ao mes¬≠mo per√≠o¬≠do de avali¬≠a√ß√£o do ano pas¬≠sa¬≠do. Cada lig¬≠a√ß√£o rece¬≠bi¬≠da pelo Servi√ßo 190 √© cat¬≠e¬≠go¬≠riza¬≠da como ocor¬≠r√™n¬≠cia, infor¬≠ma√ß√£o, elo¬≠gio, trote, que¬≠da, entre out¬≠ros. No Mon¬≠i¬≠tor, foram con¬≠sid¬≠er¬≠adas somente as lig¬≠a√ß√Ķes cat¬≠e¬≠go¬≠rizadas como ocor¬≠r√™n¬≠cia. O Servi√ßo 190 e a Patrul¬≠ha Maria da Pen¬≠ha, tam¬≠b√©m da Sec¬≠re¬≠taria de Esta¬≠do de Pol√≠¬≠cia Mil¬≠i¬≠tar, est√£o fun¬≠cio¬≠nan¬≠do nor¬≠mal¬≠mente, ape¬≠sar das medi¬≠das restri¬≠ti¬≠vas de afas¬≠ta¬≠men¬≠to social.

J√° na Cen¬≠tral de Atendi¬≠men¬≠to do Disque Den√ļn¬≠cia, o n√ļmero de lig¬≠a√ß√Ķes apre¬≠sen¬≠tou redu√ß√£o de 60,6% das rel¬≠a¬≠ti¬≠vas √† vio¬≠l√™n¬≠cia con¬≠tra mul¬≠her. No per√≠o¬≠do entre 13 de mar√ßo e 30 de abril de 2020 foram 43 con¬≠tra 109 em 2019.

As for¬≠mas de vio¬≠l√™n¬≠cia s√£o como vio¬≠l√™n¬≠cia f√≠si¬≠ca (homic√≠¬≠dio doloso, fem¬≠i¬≠nic√≠¬≠dio, ten¬≠ta¬≠ti¬≠va de homic√≠¬≠dio, ten¬≠ta¬≠ti¬≠va de fem¬≠i¬≠nic√≠¬≠dio e les√£o cor¬≠po¬≠ral dolosa), vio¬≠l√™n¬≠cia sex¬≠u¬≠al (estupro, ten¬≠ta¬≠ti¬≠va de estupro, impor¬≠tu¬≠na√ß√£o sex¬≠u¬≠al, impor¬≠tu¬≠na√ß√£o ofen¬≠si¬≠va ao pudor, ass√©¬≠dio sex¬≠u¬≠al e ato obsceno), vio¬≠l√™n¬≠cia psi¬≠col√≥g¬≠i¬≠ca (amea√ßa e con¬≠strang¬≠i¬≠men¬≠to), vio¬≠l√™n¬≠cia moral (cal√ļ¬≠nia, inj√ļria, difama√ß√£o e divul¬≠ga√ß√£o de cena de estupro ou de cena de estupro de vul¬≠ner√°v¬≠el, de cena de sexo ou de pornografia) e vio¬≠l√™n¬≠cia pat¬≠ri¬≠mo¬≠ni¬≠al (vio¬≠la√ß√£o de domic√≠lio, supress√£o de doc¬≠u¬≠men¬≠tos e dano).

Edição: Valéria Aguiar/Agência Brasil

PUBLICIDADE