manualsaúde

Conheça mitos e verdades sobre as cápsulas de beleza

Com a correria dos dias de hoje é quase impossível termos tempo para tudo, sendo muito difícil seguir com uma rotina de hábitos saudáveis. Dessa forma, o organismo acaba sofrendo com a deficiência vitamínica, principalmente tecidos como a nossa pele. Mas já existem opções para acabar com o problema, como é o caso das cápsulas da beleza, também conhecidas como nutricosméticos ou suplementos alimentares. “Os suplementos protegem e tratam a pele de dentro para fora, agindo no equilíbrio do déficit nutricional do indivíduo, como a falta de proteínas, vitaminas ou minerais, e combatendo o excesso de radicais livres, causadores do envelhecimento precoce”, explica a dermatologista Dra. Thais Pepe, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia. Para ajudar a entender melhor sobre o assunto, a especialista apontou os principais mitos e verdades que envolvem os suplementos. Confira:

– As cápsulas dispensam orientação médica, pois não têm contraindicação e não trazem riscos à saúde. “Mito. As cápsulas devem ser ingeridas apenas sob orientação médica, pois alguns pacientes podem apresentar reações alérgicas aos componentes presentes nas pílulas. Por exemplo, suplementos proteicos são contraindicados para pacientes que apresentam quadros de insuficiência renal e as cápsulas que contém ômega são, geralmente, contraindicadas para pacientes alérgicos a crustáceos. Além disso, gestantes, lactantes e crianças não devem ingerir nenhum tipo de suplemento sem orientação médica.”

– Não há risco de tomar dois tipos de cápsulas ao mesmo tempo e para tratamentos diferentes. “Mito. A orientação médica deve sempre ser seguida à risca, pois se as cápsulas contiverem o mesmo composto podem acabar causando algum tipo de sobrecarga no organismo.”

– Os resultados de tratamentos com cápsulas demoram mais para aparecer. “Verdade. As cápsulas funcionam como uma suplementação e devem ser usadas por períodos mais longos para apresentarem resultados.”

– O uso de cápsulas tem tempo determinado e precisa de pausa e manutenção para um resultado eficaz. “Verdade. Para resultados satisfatórios devemos seguir sempre a orientação médica em relação ao tempo de tratamento.

– A ingestão excessiva de um tipo de cápsula pode causar problemas de saúde. “Verdade. O excesso de algumas substâncias pode gerar efeitos colaterais. A Vitamina A, por exemplo, quando ingerida em excesso pode levar a um quadro de hipertensão intracraniana.”

– As cápsulas que trazem vitaminas só fazem bem à saúde. “Mito. Na maioria das vezes, o excesso de vitaminas que ingerimos é eliminado pelo rim. Porém, as vitaminas categorizadas como lipossolúveis podem gerar quadros de intoxicação graves, como é o caso da vitamina A citada acima.

– As cápsulas são tratamentos complementares. “Verdade. Por serem utilizadas como suplementação as cápsulas sozinhas não são capazes de oferecerem resultados excelentes. Na grande maioria das vezes os pacientes necessitam de tratamentos que complementem a ação das cápsulas. Além disso, os suplementos não devem visar a substituição dos produtos cosméticos tópicos, mas sim somar esforços para tornar o tratamento mais completo.”

Fonte: Dra. Thaís Pepe

Foto: Divulgação

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista