4.0 // manual4.2 // saúde

Como recuperar o brilho e beleza em peles afetadas pelo estresse

Não obstante os danos provocados por raios UV, vento e poluição, a pele ainda enfrenta problemas relacionados às emoções, principalmente o estresse, que interferem no bom funcionamento do organismo e deixam a pele muito mais susceptível a ataques externos. “Vários estudos dão conta que o estresse aumenta a produção natural dos corticoides, facilitando a atrofia da pele e a perda de colágeno; ocorre também um déficit na circulação, acelerando o envelhecimento que culmina com a queda da imunidade da pele e sua capacidade de reparo e barreira — isso potencializa a ação dos agressores externos”, explica Mika Yamaguchi, farmacêutica e diretora científica da Biotec Dermocosméticos.

Durante a vida, a pele sofre vários tipos de agressões, mas vários estudos demonstram que uma célula é essencial para auxiliar na sua recuperação. “As células progenitoras ou células amplificadoras, que são originadas a partir das células-troncos, são as que trabalham para o bom funcionamento da pele, a chave da juventude que reverte esse processo muito comum em peles estressadas”, argumenta a farmacêutica que é especialista em formulações dermo e nutricosméticas. Uma forma de estimular as células progenitoras (e combater o estresse cutâneo) é por meio da aplicação tópica de cremes, séruns ou gel com o ativo Progenitrix. “Ele atua diretamente estimulando as células progenitoras, na medida em que melhora a sua proliferação e protege do estresse causado pelos raios UVB. Além disso, Progenitrix tem grande potencial de estímulo em células progenitoras envelhecidas, então, seu uso melhora a qualidade da pele, as defesas naturais e a resposta às agressões externas”, argumenta.

Para potencializar a ação, a especialista indica um tratamento de choque com mais ativos:

– AMDM: tem a função de restabelecer a capacidade respiratória da pele fazendo a cada de força (mitocôndria) funcionar melhor e oxigenando as células de uma forma mais plena;

– PGT1: tem a capacidade de aumentar a imunidade da pele pela indução da produção de neuroproteínas antimicrobianas com alto espectro de atividade. Diminui a inflamação dos neurônios sensoriais;

– Hyaxel: estimula a síntese natural de ácido hialurônico. Atua como um reservatório de hidratantes naturais e fundamentais à pele, devolvendo vitalidade e viço;

– GPS Trealose: é uma trealose obtida do cacto, que combate a desidratação da pele e aumenta a expressão das Heat Shock Proteins (proteínas protetoras da pele) contra as variações climáticas, altas temperaturas ou temperaturas baixas, evitando que as proteínas se desnaturem e percam a função dentro do organismo.

Como forma de reforçar a pele de dentro para fora, a especialista indica a suplementação oral rica em nutrientes funcionais com Bio Arct, uma biomassa marinha do Mar Ártico que consegue sobreviver apesar do grande estresse: falta de oxigênio, luz e frio intenso. “Esta biomassa marinha é rica em oligoelementos (zinco, magnésio e outros), que auxiliam no aumento da imunidade, além de ter na sua composição taurina e o peptídeo citrulil-arginina, que energizam as células aumentado o seu potencial e a produção energética combatendo o déficit energético que muitas vezes diminui a capacidade de resposta e defesa do organismo”, finaliza.

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista