brasiltecnologia

Como comprar online de forma segura?

Comprar produtos de onde estiver e com a facilidade de escolher a data de entrega, além de receber os itens em qualquer lugar, já é rotina de grande parte dos brasileiros. Prova disso é que, segundo uma pesquisa realizada pelo NZN Intelligence, 74% dos consumidores preferem as lojas virtuais às físicas. No entanto, mesmo com a praticidade que os e-commerces e marketplaces proporcionam, as compras no meio digital também podem oferecer riscos para a segurança dos dados dos consumidores.

“Mesmo que a maior parte das lojas online sejam sérias, ainda é necessário seguir algumas medidas de segurança no e-commerce. É fundamental se manter atento ao que não faz muito sentido, como preços ‘mágicos’ e propagandas enganosas”, afirma Felipe Gonçalves, diretor de Desenvolvimento de Negócios Globais para a PayU Brasil.

Confira uma lista de dicas dadas pela empresa para efetuar uma compra online de forma segura. Confira abaixo:

Compre através de sites seguros
Seja por meio de smartphones, tablets ou computadores, o ideal é comprar apenas em sites confiáveis. Antes de inserir informações pessoais ou financeiras, como o número do cartão de crédito, é importante verificar se o portal tem a indicação “HTTPS” ou o ícone de cadeado no início da URL – sinais que indicam segurança.

Evite o uso de redes Wi-Fi abertas para fazer compras
Com o acesso à tecnologia cada vez mais difundido, o número de redes públicas de Wi-Fi tem aumentado. E, embora, ter internet gratuita próxima de praças e cafés seja ótimo, a proposta também pode apresentar riscos de segurança. Ao minimizar os requisitos para iniciar uma sessão sem qualquer tipo de criptografia pode significar que grande parte da proteção integrada em dispositivos sem fio está desativada.

Desconfie das ótimas ofertas
Os cibercriminosos podem tirar proveito de grandes eventos ou datas especiais como Black Friday e Natal para atrair consumidores com descontos suspeitos. Por isso, é importante estar atento aos e-mails, textos e mensagens nas redes sociais com ofertas que podem ser questionáveis. Além disso, acessar ao site diretamente do navegador ou pelo endereço oficial da campanha para verificar se a promoção é real pode ajudar a minimizar os riscos.

Tenha cuidado com o phishing
Esses e-mails, extremamente similares aos enviados originalmente pelas marcas, usam informações falsas para obter dados pessoais dos consumidores, como números de cartão de crédito, senhas de conta, entre outros. Por isso, o ideal é nunca compartilhar essas informações por email e, se possível, entrar em contato com a empresa ou direto no site dela para checar a validade da promoção ou o pedido de dados.

Use a tecnologia a seu favor
Instituições financeiras, como bancos e fintechs, oferecem um serviço de mensagem que pode ser muito útil aos consumidores. Por meio deles, é possível configurar avisos por e-mail ou SMS de cada compra realizada com cartões de crédito ou débito, permitindo que os consumidores estejam alerta a qualquer movimento suspeito em sua conta, detectando roubos e tentativas de fraude assim que acontecem.

 

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista