PUBLICIDADE

brasil

Classe artística e política repercute entrevista de secretária da Cultura

A entre¬≠vista da secret√°ria de Cul¬≠tura Regi¬≠na Duarte √† CNN ain¬≠da est√° reper¬≠cutin¬≠do nas redes soci¬≠ais e no ambi¬≠ente pol√≠ti¬≠co. A lid¬≠er¬≠an√ßa do PSol pro¬≠to¬≠colou, na noite des¬≠ta quin¬≠ta-feira (7), requer¬≠i¬≠men¬≠to con¬≠vo¬≠can¬≠do, de for¬≠ma vir¬≠tu¬≠al, a secret√°ria para prestar esclarec¬≠i¬≠men¬≠tos ao plen√°rio da C√Ęmara sobre seu posi¬≠ciona¬≠men¬≠to de enal¬≠te¬≠cer a ditadu¬≠ra mil¬≠i¬≠tar.

No cur¬≠to espa√ßo de 20 min¬≠u¬≠tos, ela declar¬≠ou que ficou em sil√™n¬≠cio sobre as mortes de Rubem Fon¬≠se¬≠ca, Luiz Alfre¬≠do Gar¬≠cia-Roza, Moraes Mor¬≠eira, Fl√°vio Migli¬≠ac¬≠cio e Aldir Blanc porque n√£o que¬≠ria virar um ‚Äúobitu√°rio‚ÄĚ. Tam¬≠b√©m afir¬≠mou que ‚Äútor¬≠tu¬≠ra sem¬≠pre exis¬≠tiu‚ÄĚ.

O pon¬≠to alto da entre¬≠vista, clas¬≠si¬≠fi¬≠ca¬≠do nas redes soci¬≠ais como ‚Äúataque de estrelis¬≠mo‚ÄĚ, foi o momen¬≠to em que a emis¬≠so¬≠ra apre¬≠sen¬≠tou um v√≠deo da atriz Mait√™ Proen√ßa em que ela fazia ape¬≠los da secret√°ria √† classe art√≠s¬≠ti¬≠ca. Regi¬≠na ficou furiosa, disse que n√£o iria ouvir, e pas¬≠sou a atacar a impren¬≠sa. ‚ÄúQuem √© voc√™ para desen¬≠ter¬≠rar isso? Quem √© voc√™ para falar assim?‚ÄĚ, repetia, ao vivo, para con¬≠strang¬≠i¬≠men¬≠to de todos.

A l√≠der do par¬≠tido, Fer¬≠nan¬≠da Mel¬≠chiona garan¬≠tiu que a classe art√≠s¬≠ti¬≠ca foi uma das mais afe¬≠tadas nesse per√≠o¬≠do de pan¬≠demia e que a secret√°ria ‚Äúsim¬≠ples¬≠mente desa¬≠pare¬≠ceu no meio da crise‚ÄĚ e rea¬≠pare¬≠ceu ago¬≠ra para reafir¬≠mar com¬≠pro¬≠mis¬≠so com o regime mil¬≠i¬≠tar. ‚ÄúN√£o restam d√ļvi¬≠das de que n√£o pos¬≠suem qual¬≠quer apre√ßo pela democ¬≠ra¬≠cia. S√£o com¬≠por¬≠ta¬≠men¬≠tos reit¬≠er¬≠a¬≠dos e per¬≠ma¬≠nentes de afronta √† Con¬≠sti¬≠tu¬≠i√ß√£o Fed¬≠er¬≠al e aos Trata¬≠dos Inter¬≠na¬≠cionais de Dire¬≠itos Humanos assi¬≠na¬≠dos pelo Brasil, como mais esse epis√≥¬≠dio pro¬≠tag¬≠on¬≠i¬≠za¬≠do pela Secret√°ria‚ÄĚ, disse.

‚ÄúA secret√°ria dev¬≠e¬≠ria tra¬≠bal¬≠har para garan¬≠tir ren¬≠da e dig¬≠nidade aos artis¬≠tas. Em vez dis¬≠so, Regi¬≠na Duarte defende a ditadu¬≠ra mil¬≠i¬≠tar em ple¬≠na rede tele¬≠vi¬≠si¬≠va (‚Ķ)  Por todo o expos¬≠to, em defe¬≠sa do Esta¬≠do Democr√°ti¬≠co de Dire¬≠ito e da Cul¬≠tura brasileira, √© urgente que a Secret√°ria espe¬≠cial de Cul¬≠tura preste os esclarec¬≠i¬≠men¬≠tos necess√°rios per¬≠ante a C√Ęmara dos Dep¬≠uta¬≠dos‚ÄĚ, com¬≠ple¬≠men¬≠ta Fer¬≠nan¬≠da no requer¬≠i¬≠men¬≠to.

O OUTRO LADO

A atriz Mait√™ Proen√ßa comen¬≠tou o epis√≥¬≠dio e o fato da secret√°ria n√£o lhe dar a opor¬≠tu¬≠nidade de expor o seu pon¬≠to de vista. ‚ÄúComo a Regi¬≠na foi ontem con¬≠ver¬≠sar com o pres¬≠i¬≠dente, a CNN me ligou e eu topei falar. Achei que esta¬≠va na hora de faz¬≠er algu¬≠ma coisa como classe. Eu acho que ela (Regi¬≠na) n√£o quis ouvir. Ela pre¬≠sum¬≠iu que era uma coisa do pas¬≠sa¬≠do, n√£o era. Eu estou abso¬≠lu¬≠ta¬≠mente viva. A cul¬≠tura est√° per¬≠plexa com esse sil√™n¬≠cio abissal em rela√ß√£o √† pol√≠ti¬≠ca pelo setor, n√≥s esta¬≠mos viven¬≠do de vaquin¬≠has. Fomos os primeiros a parar e ser¬≠e¬≠mos os √ļlti¬≠mos a voltar, pois nos¬≠so tra¬≠bal¬≠ho pres¬≠sup√Ķe uma aglom¬≠er¬≠a√ß√£o. Nos¬≠sos grandes est√£o mor¬≠ren¬≠do, como Rubem Fon¬≠se¬≠ca e Fl√°vio Migli¬≠ac¬≠cio, e ela e o pres¬≠i¬≠dente n√£o dizem uma palavra‚ÄĚ, declar¬≠ou ela ao site da revista Veja.

Foto: Repro­dução­qC­NN

 

PUBLICIDADE