PUBLICIDADE

economia

BC organiza mutirão de renegociação de dívidas antes do Natal

Antes do fim do ano, o Ban¬≠co Cen¬≠tral (BC) pro¬≠mover√° um mutir√£o para que os clientes rene¬≠go¬≠ciem d√≠vi¬≠das com ban¬≠cos antes do Natal e do ano-novo, anun¬≠ciou nes¬≠ta quar¬≠ta (20) o pres¬≠i¬≠dente da insti¬≠tu¬≠i√ß√£o, Rober¬≠to Cam¬≠pos Neto. Em audi√™n¬≠cia p√ļbli¬≠ca na Comis¬≠s√£o Mista de Or√ßa¬≠men¬≠to (CMO) do Con¬≠gres¬≠so Nacional, ele expli¬≠cou que o mutir√£o estar√° atre¬≠la¬≠do a cur¬≠sos de edu¬≠ca√ß√£o finan¬≠ceira.

Segun­do Cam­pos Neto, as agên­cias dev­erão fun­cionar além do expe­di­ente nor­mal para a rene­go­ci­ação de dívi­das bancárias. Em con­tra­parti­da, os clientes pas­sarão por cur­sos para apren­der a admin­is­trar o orça­men­to pes­soal e a evi­tar lin­has de crédi­to com juros ele­va­dos, como as do cheque espe­cial e do cartão de crédi­to rota­ti­vo.

Com o mutirão, ressaltou o pres­i­dente do BC, os clientes poderão limpar o nome antes das com­pras de fim de ano. Cam­pos Neto disse que a insti­tu­ição pre­tende repe­tir esse tipo de ação em 2020, alian­do a edu­cação finan­ceira à con­cessão de crédi­to com juros mais baixos, por meio de um sis­tema de pon­tu­ação semel­hante ao dos pro­gra­mas de fidel­i­dade.

‚ÄúQuer¬≠e¬≠mos faz¬≠er a√ß√Ķes jun¬≠to com os bir√īs de cr√©di¬≠to. Quem fiz¬≠er o cur¬≠so, acabar√° ten¬≠do uma clas¬≠si¬≠fi¬≠ca√ß√£o de cr√©di¬≠to supe¬≠ri¬≠or atre¬≠la¬≠do ao gan¬≠ho de pon¬≠tos que gerem descon¬≠to em pro¬≠du¬≠tos finan¬≠ceiros. Porque quem tem mais edu¬≠ca√ß√£o finan¬≠ceira tem menos inadim¬≠pl√™n¬≠cia‚ÄĚ, disse Cam¬≠pos Neto.

Paga¬≠men¬≠tos instan¬≠t√ʬ≠neos

Na audi√™n¬≠cia p√ļbli¬≠ca, Cam¬≠pos Neto anun¬≠ciou que o BC pre¬≠tende lan√ßar, at√© o fim do pr√≥x¬≠i¬≠mo ano, um sis¬≠tema instan¬≠t√ʬ≠neo de paga¬≠men¬≠tos que fun¬≠ciona 24 horas por dia e sete dias por sem¬≠ana e fun¬≠cionar√° como alter¬≠na¬≠ti¬≠va √† Trans¬≠fer¬≠√™n¬≠cia Eletr√īni¬≠ca Dispon√≠v¬≠el (TED) e ao Doc¬≠u¬≠men¬≠to de Ordem de Cr√©di¬≠to (DOC), que n√£o fun¬≠cionam de for¬≠ma instan¬≠t√Ęnea.

Atual¬≠mente, o val¬≠or trans¬≠feri¬≠do por DOC s√≥ chega √† con¬≠ta do des¬≠ti¬≠nat√°rio no dia √ļtil seguinte ou dois dias √ļteis depois, para transa√ß√Ķes ap√≥s as 21h59. No caso do TED, o din¬≠heiro √© trans¬≠feri¬≠do em alguns min¬≠u¬≠tos para oper¬≠a√ß√Ķes antes das 17h. No entan¬≠to, a par¬≠tir desse hor√°rio, a transa√ß√£o s√≥ √© con¬≠clu√≠¬≠da no dia √ļtil seguinte.

Segun¬≠do ele, o novo sis¬≠tema diminuir√° a deman¬≠da por din¬≠heiro em esp√©¬≠cie. ‚ÄúOs paga¬≠men¬≠tos instan¬≠t√ʬ≠neos devem estar fun¬≠cio¬≠nan¬≠do no fim do ano que vem. O din¬≠heiro vai sair de uma con¬≠ta para out¬≠ra, inde¬≠pen¬≠dente de quem seja, empre¬≠sa ou pes¬≠soa f√≠si¬≠ca, 24 horas por dia, sete dias por sem¬≠ana. Diminui a deman¬≠da por din¬≠heiro em esp√©¬≠cie‚ÄĚ, declar¬≠ou.

Cheque espe­cial

Assim como na audi√™n¬≠cia p√ļbli¬≠ca de ontem (19) na Comis¬≠s√£o de Assun¬≠tos Econ√īmi¬≠cos do Sena¬≠do, Cam¬≠pos Neto reafir¬≠mou que o BC lan√ßar√°, at√© o fim do ano, um plano para reduzir os juros do cheque espe¬≠cial das pes¬≠soas f√≠si¬≠cas >. Ele reit¬≠er¬≠ou que esse pro¬≠du¬≠to, que cobra juros em torno de 300% ao ano, prej¬≠u¬≠di¬≠ca prin¬≠ci¬≠pal¬≠mente os clientes de baixa ren¬≠da.

‚ÄúO cheque espe¬≠cial √© um pro¬≠du¬≠to muito regres¬≠si¬≠vo. Quem est√° pagan¬≠do o cus¬≠to est√° embaixo na pir√Ęmide. √Č como se quem estivesse embaixo pagasse o luxo de quem est√° em cima. √Č um pro¬≠du¬≠to mais usa¬≠do pela ren¬≠da mais baixa e por quem tem menos edu¬≠ca√ß√£o finan¬≠ceira. Pre¬≠cisamos faz¬≠er uma reen¬≠gen¬≠haria para diminuir regres¬≠sivi¬≠dade‚ÄĚ, declar¬≠ou.

Sobre o spread banc√°rio, difer¬≠en√ßa entre os juros que o ban¬≠co paga para cap¬≠tar recur¬≠sos e cobra do tomador de cr√©di¬≠to, o pres¬≠i¬≠dente do BC disse que a insti¬≠tu¬≠i√ß√£o estu¬≠da medi¬≠das para tornar mais √°gil a recu¬≠per¬≠a√ß√£o, pelos ban¬≠cos, de bens dados como garan¬≠tia (bens usa¬≠dos para cobrir a inadim¬≠pl√™n¬≠cia) nas oper¬≠a√ß√Ķes de cr√©di¬≠to. Segun¬≠do Cam¬≠pos Neto, atual¬≠mente a recu¬≠per¬≠a√ß√£o de cr√©di¬≠to leva muito tem¬≠po sendo dis¬≠cu¬≠ti¬≠da na Justi√ßa.

Fonte: Agên­cia Brasil

PUBLICIDADE