manualNegócios

Aplicativo que não usa internet é alternativa para economizar nas contas de telefone

Qualquer pessoa que precisa se comunicar constantemente por telefone tem uma despesa considerável todo mês. Os motivos são diversos: clientes, alinhar as demandas do dia com a equipe, repassar orçamentos ou solicitar pedidos de material aos fornecedores…

Mas o que muitos não sabem é que existe um aplicativo que permite realizar as mesmas ligações telefônicas sem usar a internet, por um preço bem mais acessível não sofrendo um grande impacto econômico com a nova resolução da Agencia Nacional de Telecomunicações (ANATEL), que permite às operadoras a reajustarem as mais de 77 milhões de linhas telefônicas móveis. Esses usuários sofrerão uma alta de quase 20%. Já os fixos, estima-se que este aumento chegue até 13 %.

Essa alteração é resultado de uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) permitindo que governos estaduais cobrem o ICMS sobre os valores das assinaturas.

Caio Fiuza, CEO e criador do aplicativo Lucy Teliggo, explica que não há diferença nas chamadas, o cliente pode ligar para quem tenha ou não feito o download. “O sistema de cobrança funciona de duas formas, uma sendo através do aplicativo, em que o usuário pode optar pela compra de minutos avulsos, exatamente como pré-pago, ou pode escolher um dos planos de assinatura disponíveis”, explica.

Atualmente, os planos das operadoras ou provedoras de serviços de ligação, como Skype, delimitam os minutos internacionais por região pré-definida entre Américas, Europa, Ásia África e Oceania, com diferentes valores para cada destino. Lucy oferece pacotes de minutos pré-pagos ou pós-pagos para mais de 100 países no mundo com ligações de fixo e móvel inclusas, sem data de expiração e à custos mais baixos.

Comparando um pacote pré-pago de 60 minutos disponível no aplicativo com o custo de R$ 25,00, com um pacote similar de outra operadora, como Vivo, será possível notar que  o pacote internacional Américas delimita em 50 minutos o valor de R$29,99 com excedente de R$1,99 o minuto e só é válido para chamadas internacionais.  “Os minutos que não forem utilizados no aplicativo são cumulativos, não expiram, e valem para chamadas locais, dessa forma não se perdem ao transitar entre regiões. É possível também ter o controle pelo aplicativo ou site. Além disso, todo o registro de ligações e compras ficam armazenados em conta”, explica Caio.

Outra vantagem é que o usuário não recebe conta de telefone, uma vez que as compras são realizadas via cartão de crédito, o que invalida qualquer tipo de cobrança indevida. “Para as empresas, o procedimento é o mesmo. É ainda possível utilizar Lucy no meio empresarial e reduzir as taxas de acordo com as necessidades”, afirma.

Todo mês, a mesma quantia de minutos será creditada. “Para facilitar, escolhemos algumas empresas varejistas, em que cada compra pode ser revertida em bônus de minutos”, destaca Fiuza.

A solução é derivada das experiências dos fundadores de mais de 10 anos com o mercado de telecomunicações.  “Ao perceber que esta tecnologia é mais poderosa do que utilizar o aplicativo com função exclusiva de realizar chamadas, decidimos também transformá-lo em um assistente pessoal”, destaca.

A função “No Roaming” é inovadora. O usuário pode escolher um número que deseja receber a chamada, digita o destino e a ligação ocorre igual à local, sem taxas adicionais.

Hoje, o aplicativo possui mais de 180 mil usuários na versão beta em Android e está disponível em inglês, português e espanhol, sendo possível realizar ligações para mais de 190 destinos.  Toda a comunicação é criptografada, exatamente como já ocorre no sistema tradicional de redes de celular.

Oferecer esse serviço não é exatamente uma novidade, uma vez que já existem outros aplicativos que tentam viabilizar os custos de ligações. Entretanto, o diferencial é que os usuários contam com a estrutura de uma operadora global, que funciona via rede de voz. “Isso permite manter a qualidade da ligação e elimina ruídos, diferente dos demais que utilizam rede de dados. O único concorrente nesse quesito é o Skype, mas a nossa vantagem sobre ele é que oferecemos serviços mais exclusivos e menores taxas”, revela Caio.

Foto: Reprodução

saiba antes via instagram @maisinfluenterevista