PUBLICIDADE

6.0 - ESTILO DE VIDAmúsica

Tem brasileiro na disputa pelo título de melhor DJ do mundo

Um brasileiro está entre os finalistas do campeonato mundial de DJs Red Bull Thre3Style, um dos maiores eventos da cultura DJing do mundo. O brasiliense Alysson Lopes de Lima – o DJ A – disputará o título de melhor DJ do mundo na final da competição, em Santiago, no Chile, com outros 23 competidores.

Autodidata, Allysson aprendeu a discotecar vendo vídeos em casa na década de 1990. Mas foi só em 2000 que ele realmente botou seu som nas pistas. Suas maiores influências estão na black music, rap, soul, funk e trap. Hoje, além de ser DJ da banda Funkeando, ele atua como residente da Festa Melanina, que rola mensalmente no Clube Ascad, em Brasília.

Como na final nacional, cada DJ terá 15 minutos para apresentar, ao menos, três diferentes estilos musicais e impressionar os jurados Jazzy Jeff, Mix Master Mike, Craze, Skratch Bastid e Z-Trip. Os critérios avaliados em cada set são originalidade, habilidade, seleção das faixas e reação do público.

Serão duas etapas para escolher o grande vencedor: as qualificatórias, de 13 a 16 de dezembro – na qual seis competidores disputarão, a cada dia, uma vaga para a final do dia 17 – e a grande final em si, onde cinco DJs – quatro selecionados nas qualificatórias e um escolhido na repescagem do júri – se enfrentam para conquistar o título mundial. Esta última será transmitida ao vivo pelo site www.redbullthre3style.com.

“É a minha primeira vez competindo fora do país, estou bem ansioso – não só pela competição em si, mas também por ter a chance de conhecer DJs que me inspiraram, como Mix Master Mike.” conta Alysson. “A final nacional foi bem acirrada, fiquei feliz de ter levado o título. Agora é treinar e representar bem o Brasil no mundial”, finaliza.

Em 2014 e 2015, a DJ paulistana Cinara Martins representou o Brasil em duas finais mundiais do Red Bull Thre3style. Em 2014, ela disputou o título de melhor DJ do mundo no Azerbaijão e, no ano passado, participou da competição no Japão.

 Foto: Reprodução

PUBLICIDADE