PUBLICIDADE

Tatiana Nobili

Tatiana Nobili: Diesel inova com atendimento humano em plataforma imersiva

Como con¬≠se¬≠qu√™n¬≠cia do dis¬≠tan¬≠ci¬≠a¬≠men¬≠to obri¬≠gat√≥rio  grandes mar¬≠cas vare¬≠jis¬≠tas no mun¬≠do inteiro vem bus¬≠can¬≠do for¬≠mas de tornar as platafor¬≠mas de atendi¬≠men¬≠to menos ‚Äúfrias‚ÄĚ, bus¬≠can¬≠do o m√°x¬≠i¬≠mo de prox¬≠im¬≠i¬≠dade com um ambi¬≠ente de loja f√≠si¬≠ca.

A ital¬≠iana Diesel saiu na frente ao con¬≠ju¬≠gar atendi¬≠men¬≠to humano ao hype¬≠r¬≠oom, que per¬≠mite visu¬≠alizar as pe√ßas em 360 graus, com detal¬≠h¬≠es aprox¬≠i¬≠ma¬≠dos pelos close¬≠ups em 2D. Enquan¬≠to o cliente aces¬≠sa com¬≠po¬≠nentes inter¬≠a¬≠tivos, o vende¬≠dor vai nar¬≠ran¬≠do sobre os ambi¬≠entes, con¬≠ceitos e cole√ß√Ķes, num enga¬≠ja¬≠men¬≠to emo¬≠cional t√£o alme¬≠ja¬≠do pelas mar¬≠cas. Como acr√©sci¬≠mo, o proces¬≠so de tro¬≠cas √© ultra-sim¬≠pli¬≠fi¬≠ca¬≠do. Sus¬≠ten¬≠t√°v¬≠el, tec¬≠nol√≥gi¬≠co, mas humano √© cri pos¬≠s√≠v¬≠el.

Os remen­dos prom­e­tem invadir o cenário fash­ion

Se voc√™ j√° viu no insta¬≠gram as hash¬≠tags mend¬≠ing¬≠mat¬≠ters ou men¬≠dit¬≠loveit, provavel¬≠mente sabe que se tra¬≠ta do vis¬≠i¬≠ble mend¬≠ing, ter¬≠mo cun¬≠hado pela auto¬≠ra Kat¬≠ri¬≠na Rod¬≠abaugh na sua pub¬≠li¬≠ca√ß√£o de 2013, e que gan¬≠hou fama ago¬≠ra dev¬≠i¬≠do ao con¬≠tex¬≠to dos acon¬≠tec¬≠i¬≠men¬≠tos de 2020.

A moda vem bus­can­do se apoiar no man­u­al, arte­sanal e sus­ten­táv­el, que traduz o sen­ti­men­to da sociedade na atu­al­i­dade. Por isso, a ideia de remen­dar as peças de roupas pare­ceu coer­ente e opor­tuno. Lem­bra o pas­sa­do ante­ri­or ao surg­i­men­to das redes de fast fash­ion, que fiz­er­am com que qual­quer des­gaste se tor­nasse a sen­ha para despe­jar uma roupa.

Segun¬≠do o por¬≠tal Guia jean¬≠swear, volta¬≠do para tend√™n¬≠cias na moda jean¬≠swear, essa tend√™n¬≠cia vem como o novo ‚Äúman¬≠i¬≠festo anti-con¬≠sum¬≠ista‚ÄĚ.

Nano mate­r­i­al grafeno no jeans do futuro

Con­heci­do como o mate­r­i­al mais fino do mun­do, exce­lente con­du­tor de calor e elet­ri­ci­dade, o grafeno poten­cial­iza as pro­priedades dos teci­dos tradi­cionais e já vem sendo usa­do em teci­dos como jeans e sar­ja.

Muito leve, mas ultra resistente, tem a capaci­dade de agre­gar pro­priedades antibac­te­ri­anas per­ma­nente aos teci­dos em que se adi­ciona. Pos­sui pro­priedades anti-UV e anti-esta­t­i­cas e reflete raios infraver­mel­hos de vol­ta para o inte­ri­or do cor­po dos usuários. Só fal­ta ser capaz de destru­ir o coro­na vírus.

Tra­ta-se de uma descober­ta, aci­den­tal, diga-se de pas­sagem, fei­ta há mais de quinze anos, que está aju­dan­do a facil­i­tar a tec­nolo­gia mod­er­na. Imag­i­na o que está por vir.

Guc­ci se mostra cada vez mais ante­na­da nas redes soci­ais

O movi¬≠men¬≠to Black Lives Mat¬≠ter, que gan¬≠hou for√ßa e vis¬≠i¬≠bil¬≠i¬≠dade mundi¬≠al em jun¬≠ho deste ano, sacud¬≠iu o mun¬≠do da moda. Mais do que nun¬≠ca, e influ¬≠en¬≠ci¬≠adas por toda a press√£o por inclus√£o que j√° vem ocor¬≠ren¬≠do h√° alguns anos, as mar¬≠cas bus¬≠cam se mostrar sen¬≠s√≠veis, humanas e diver¬≠si¬≠fi¬≠cadas nas suas cam¬≠pan¬≠has. At√© a Guc¬≠ci, uma das mar¬≠cas de alto luxo mais poderosas do mun¬≠do, vem adotan¬≠do a lin¬≠ha Unit¬≠ed Col¬≠ors na sua p√°gi¬≠na Guc¬≠ci beau¬≠ty e, no final do m√™s pas¬≠sa¬≠do, pub¬≠li¬≠cou a foto da mod¬≠e¬≠lo ingle¬≠sa Ellie Gold¬≠stein, com s√≠n¬≠drome de Down, para pro¬≠mover um de seus pro¬≠du¬≠tos. Foi um acer¬≠to, a jul¬≠gar pelo n√ļmero de envolvi¬≠men¬≠tos. Enquan¬≠to a maio¬≠r¬≠ia das posta¬≠gens n√£o cos¬≠tu¬≠ma ultra¬≠pas¬≠sar 10 mil cur¬≠tidas, a foto de Ellie con¬≠ta at√© ago¬≠ra com mais de 113 mil cora√ß√Ķes.

A estam­pa tie dye é forte tendên­cia na moda e na maquiagem

Com o uso das más­caras em ambi­ente social, os olhos nun­ca estiver­am em taman­ha evidên­cia. Por isso, a ideia de traz­er o col­ori­do, a arte e o astral da estam­pa tie dye para a maquiagem, além de diver­ti­da, é opor­tu­na.

A téc­ni­ca exige empen­ho e pode vari­ar da ver­são mais sutil, que usa tons pastéis, à mais extrav­a­gante, com cores vibrantes, que mar­cam bas­tante o olhar. A ousa­dia máx­i­ma é acres­cen­tar umas pitadas de glit­ter, com resul­ta­do ultra fash­ion e ino­vador.

Depois, é só escol­her a más­cara cer­ta, de prefer­ên­cia mono­col­or, para não brigar com a estam­pa dos olhos. Para quem bus­ca­va uma for­ma de sobres­sair mes­mo com aque­le pedaço de pano cobrindo boa parte do ros­to, está aí uma opção.

DIY Fash­ion

Já que os remen­dos estarão em alta, vai aqui uma ideia de como dar vida aque­la jaque­la que esta­va na berlin­da, usan­do dos retal­hos de out­ras peças sem val­i­dade, ou da sua coleção de pan­in­hos fofos.

Nes­sa foto a ideia é usar cír­cu­los de out­ros teci­dos, mas você pode adap­tar for­matos, quan­ti­dades e até con­cen­trar em ape­nas uma parte da peça. Por exem­p­lo, só as man­gas, só os bol­sos, só as costas. Solte a sua cria­tivi­dade!

Mais do que nun­ca, com lin­ha, agul­ha e pedaços de pano, você faz a sua moda!

Fique de olho

IN

Pen¬≠sar cole¬≠ti¬≠va¬≠mente. O uso da m√°s¬≠cara j√° exige o olhar para o out¬≠ro, mas existe um con¬≠jun¬≠to de empre¬≠sas tidas como ‚Äúele¬≠vadas‚ÄĚ refor√ßan¬≠do a import√Ęn¬≠cia dessa pos¬≠tu¬≠ra em escala, em todas as fas¬≠es do proces¬≠so de rela¬≠ciona¬≠men¬≠to com o pr√≥x¬≠i¬≠mo. Cer¬≠ta¬≠mente, o mer¬≠ca¬≠do tende a seguir essas mar¬≠cas e, aos poucos, esse com¬≠por¬≠ta¬≠men¬≠to gan¬≠ha mais for√ßa.

OUT

Estam¬≠pas padronizadas, como as lis¬≠tras, devem ficar de escant¬≠eio abrindo espa√ßo ao tie dye que, na con¬≠tram√£o, tem um toque de art√≠s¬≠ti¬≠co e exclu¬≠si¬≠vo. A despeito de estam¬≠pas cl√°s¬≠si¬≠cas nun¬≠ca ca√≠rem em desu¬≠so, o tie dye con¬≠ver¬≠sa com o que est√° em voga no momen¬≠to.

Qual seu esti­lo?

Numa época em que as pes­soas estão mais voltadas para o auto­con­hec­i­men­to, procu­ran­do se enten­der em meio aos caos, muitas mul­heres tem se inter­es­sa­do em saber mais sobre esti­lo, e iden­ti­ficar o seu. Faz parte do proces­so de auto­con­hec­i­men­to, mais em alta do que nun­ca.

Exis¬≠tem sete esti¬≠los uni¬≠ver¬≠sais pre¬≠dom¬≠i¬≠nantes, mas cada mul¬≠her pas¬≠seia por cer¬≠ca de tr√™s. Cada sem¬≠ana vamos descr¬≠ev¬≠er um deles e, hoje, o Esti¬≠lo sexy

A mul­her de esti­lo sexy é exu­ber­ante, nor­mal­mente alto astral e com a auto esti­ma em dia. Ado­ra evi­den­ciar suas cur­vas em provo­cantes decotes e saias cur­tas, mostran­do todo o seu poder de sedução. O cuida­do aqui é dosar para não expor tudo ao mes­mo tem­po e cair na armadil­ha da vul­gar­i­dade. Tam­bém cos­tu­ma usar cores quentes, sente atração por estam­pas ani­mal print, sap­atos de salto alto, sandália de tiras, uma make que val­oriza olhos e boca. Nos acessórios, maxi colares e maxi brin­cos, sem medo de ser feliz.

saiba ante

PUBLICIDADE