PUBLICIDADE

mundo

Porto surge como op√ß√£o para final da Champions por complica√ß√Ķes em Wembley

Complica√ß√Ķes para transferir a final da Liga dos Campe√Ķes de Istambul para o est√°dio de Wembley, em Londres, fizeram com que a cidade do Porto emergisse como uma nova op√ß√£o para o confronto de 29 de maio entre Manchester City e Chelsea, disseram fontes √† Reuters.

A Uefa iniciou negocia√ß√Ķes com o governo do Reino Unido e a Associa√ß√£o de Futebol da Inglaterra (FA) com o objetivo de transferir a final para Wembley, depois de a Turquia ter sido colocada na “lista vermelha” de destinos pelo Reino Unido na semana passada, impedindo que torcedores ingleses fossem ao jogo.

Uma fonte com conhecimento das discuss√Ķes disse que, embora as negocia√ß√Ķes continuem na ter√ßa-feira, obst√°culos surgiram em torno da necessidade de exce√ß√Ķes para funcion√°rios de emissoras internacionais, equipes t√©cnica e de apoio e patrocinadores, uma vez que muitas dessas pessoas, de v√°rios pa√≠ses diferentes, precisariam fazer uma quarentena na chegada ao Reino Unido.¬†A FA n√£o respondeu imediatamente a um pedido de coment√°rio.

√Č muito improv√°vel que Istambul sedie o jogo devido √†s circunst√Ęncias, e a transfer√™ncia do jogo para Porto oferece uma maneira de os torcedores ingleses ainda poderem assistir √† final, embora com maior custo e esfor√ßo do que realizar a partida em Wembley.

Na semana passada, o governo do Reino Unido colocou Portugal na sua “lista verde” a partir de 17 de maio, o que significa que os ingleses estariam livres para viajar para o jogo caso seja transferido. Portugal est√° atualmente na √ļltima fase de flexibiliza√ß√£o de sua quarentena da Covid e espera suspender as restri√ß√Ķes de viagens a partir de 17 de maio.

A final do ano passado foi transferida de Istambul para Lisboa devido à pandemia de Covid-19, mas fontes indicaram que as autoridades portuguesas preferem que Porto seja o anfitrião do jogo desta vez caso o país tenha a opção. A Uefa e a Federação Portuguesa de Futebol não quiseram comentar.